Você já se perguntou por que nós pensamos que é divertido nos assustar com filmes assustadores e casas mal-assombradas? Alguns especialistas acreditam que nos dá uma sensação de controle. E, claro, há o alívio quando o susto já passou e nós sabemos que estamos seguros.

Dinheiro é um assunto assustador para muitos de nós, mas é bom saber que você não tem que enfrentar seus medos de uma só vez. Você pode levá-los em em pedaços moderados e de forma mais tranquila.

Inspirados por filmes de terror e as sextas-feiras 13 de um ano, resolvemos explicar os passos que você pode tomar para conquistar seus medos financeiros mais comuns.

Faça um teste

Se investir assusta você, pode ser difícil saber por onde começar. Mas mesmo se você estiver nervoso demais para fazer qualquer outra coisa , você pode tentar este primeiro passo fácil: faça um teste para avaliar os seus medos. Estes testes simples te orientam através de alguns cenários que envolvem dinheiro para descobrir a sua tolerância ao risco. A grande maioria das corretoras de valores no Brasil e até alguns bancos tem este teste em seus sites.

Conhecer a sua tolerância ao risco, ou seja, o quanto de risco você pode viver com conforto, é a chave para aprender o seu estilo melhor para investimento. Use-o para decidir sua alocação de ativos, espalhando o risco entre os investimentos.

Só para você saber, você não é o único investidor nervoso e tenso com isso. Cerca de metade das pessoas que têm planos de previdência privada e outros investimentos “simples” dizem que estão confusos. A confiança vem de educar-se sobre o investimento.

Separe a boa dívida da ruim

Sim, há uma diferença entre os tipos de dívida. Compreender a diferença dá-lhe a confiança de saber quando é inteligente para ir em frente e pedir dinheiro emprestado.

Dívida boa. Uma dívida boa eventualmente te paga de volta . Use-a para comprar as coisas que apreciam em valor. A hipoteca da casa pode ser uma boa dívida, por exemplo. A hipoteca de taxa fixa permite gerenciar suas despesas com moradia e esperamos colher um lucro com a venda de mais do que você paga se você decidir mudar. Empréstimos de estudos para pagar por uma educação universitária pode ser dívida boa se você pode ganhar mais com um diploma do que sem ele. No entanto, é uma má ideia assumir grandes quantidades de dívida na faculdade ou comprar uma casa que é um mau investimento.

Dívida ruim.A inadimplência é o tipo que você assume porque você está gastando mais do que ganha. Vive acima das suas possibilidades, em outras palavras. Altos juros da dívida do consumidor é o pior tipo de dívida. Tomando dinheiro emprestado para comprar um carro é um tipo de dívida ruim. O carro começa a perder valor assim que você o dirige para fora do lote e você vai vendê-lo por menos do que você pagou por ele. Financiamento de férias com um cartão de crédito em vez de poupança e orçamento para isso é outro exemplo.

Sabendo estas diferenças, o medo da dívida pode ser atacado em duas frentes: evitando a dívida ruim e buscando os investimentos com a dívida boa.

Tratando o medo do dinheiro

O medo do dinheiro só irá afastá-lo de soluções práticas para os problemas financeiros. Seja mais ativo e evite que o dinheiro te domine! (Foto: www.expertbusinessadvice.com)

Faça um testamento

Todo mundo precisa de um testamento. Mesmo você . A boa notícia: fazer um testamento não é tão assustador, difícil ou caro como se poderia pensar. Aqui estão duas maneiras de começar:

Chame a OAB local. Encontre  um representante da OAB local e pergunte sobre ajuda gratuita ou de baixo custo, onde você vive. Além disso, algumas associações de advogados locais têm programas de referência que oferecem consultas para a comunidade, sem nenhum custo ou uma taxa mínima. Você pode explicar a sua situação, pedir o conselho do advogado e saber o preço para obter seu testamento por escrito para cima.

Faça você mesmo. Com alguns modelos na internet e dicas de alguns sites, você pode escrever um testamento simples e depois registrá-lo em um cartório.

Domine seu imposto de renda!

Se você precisar de conselhos, aja agora. Não espere que a pressa para declarar seu imposto no ano que vem faça as urgências ajudarem, quando os contadores são super ocupados. Pergunte aos seus amigos de confiança e familiares para recomendações para a declaração. Converse com contadores para saber onde você poderá obter maiores descontos e não receber uma bocada da Receita Federal maior do que deveria.

Controle as suas despesas

Orçamento é mais assustador do que os zumbis para um monte de gente. Mas os temores de orçamentação são inflados. Isso ajuda a saber que você não tem que se tornar um convertido para o orçamento familiar e criação de planilhas financeiras de um dia para o outro. Comece devagar, simplesmente olhando para onde seu dinheiro está indo. Existem várias maneiras de fazer isso.

Você poderia tentar uma ferramenta de orçamento online gratuita . Estes programas podem importar transações de arquivos de seu banco e transações de cartão de crédito e mostrar-lhe onde seu dinheiro está sendo gasto. Muitas pessoas se orientam apenas por essas ferramentas de monitoramento automáticas.

Outros preferem registrar as compras em uma planilha. É mais prático. Dê-se uma hora no final de cada mês para registrar as compras de seus recibos, cheques e cartões de crédito.

Considerações Finais

Você tem que molhar seus pés para ver o que funciona melhor para você. Não há uma maneira certa apenas. Julgamento, erro e acertos criam sua própria experiência e, eventualmente, irão guiá-lo para um sistema que você gosta e pode ficar com, sem medo de ser feliz financeiramente e acabando com os medos que te impedem de uma maior tranquilidade financeira.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)