Quando se trata de combater as dívidas, a maioria de nós já sabe o que fazer: gastar menos, poupar mais. Se fosse assim tão simples, não estaríamos tão em débito quanto estamos hoje em dia. Mas talvez, algumas técnicas simples, que não exigem muito conhecimento de finanças, podem ser aquelas que fazem a diferença para te tirar do brejo das contas no vermelho mais rápido.

Como sair do vermelho: pague suas contas no dia do pagamento

Pague suas contas toda vez que você receber o pagamento. Pode parecer muita coisa de uma só vez, e é. Só que ao dividir as contas em valores menores durante um mês inteiro, você pode complicar sua vida financeira, e achar que pode postergar um pagamento porque ele é pequeno. Preferencialmente, deixe tudo no débito automático e com data de vencimento para um dia depois do seu pagamento.

Se estiver pagando dívidas de empréstimos, financiamento, e cartão, tente economizar e fazer pagamentos semanais, para ir quitando mais da dívida por mês. Quanto mais você pagar antecipadamente, menos juros irá pagar.

Como sair das dívidas urgente: mude a estrutura da sua dívida

Quando se trata de dívidas de financiamento, cheque especial, empréstimos pessoais, e cartões de crédito, quanto menores os juros, melhor. Por juros, estamos falando do Custo Efetivo Total ou CET, usado para comparar juros entre diferentes opções.

Isso significa se livrar de cartões de créditos de lojas, que tem juros muito maiores do que cartões de bancos e instituições financeiras. É pegar um empréstimo pessoal, com juros menores, para pagar uma dívida de cartão de crédito. Além disso, você passará a economizar com anuidade do cartão. Sempre tente consolidar suas dívidas com um empréstimo de menor juros. É sempre possível fazer isso, o que ajuda muito para te tirar da dívida rapidamente.

Cuidados para sair da dívida rapidamente

Se você quer sair da dívida com rapidez, o primeiro passo é fugir dos seus cartões de crédito, pois são vilões poderosos para te afundar mais no débito. (Foto: www.divinecaroline.com)

Dicas para sair das dividas: estratégia bola de neve

Faça uma lista das suas dívidas (excluindo o financiamento imobiliário), começando com a dívida de menor saldo/juros e terminando com a de mais alto saldo/juros. Faça os pagamentos mínimos em todas as suas dívidas, mas faça um pagamento extra sobre aquela com o menor saldo/juros. Quando essa dívida for paga, direcione o pagamento que você estava fazendo nela para a próxima dívida na lista. Com o tempo, você vai chegar à todas as dívidas, e não só pagando juros. Quando uma dívida for paga, feche a conta associada a ela. Essa é a bola de neve, estratégia comprovadamente eficiente no combate ao débito.

Sair rápido das dívidas com a estratégia avalanche

Faça uma lista das suas dívidas (excluindo financiamento imobiliário), e começando com a dívida que tenha a maior taxa de juros. Faça os pagamentos mínimos em todas as suas dívidas, mas faça um pagamento extra sobre a que tem a maior taxa de juros. Quando essa primeira dívida for paga, direcione o pagamento que você estava fazendo para a próxima dívida na lista.

Essa estratégia é a avalanche, o inverso da bola de neve, funcionando com a mesma eficiência.

Saia da dívida tendo apenas uma conta em banco

Visite alguns bancos, com todas as suas dívidas em mãos, e peça uma oferta para portabilidade de crédito. É uma estratégia que nem sempre funciona, mas torna possível negociar juros e condições de pagamento de dívidas, ainda reduzindo custos com tarifas de pacotes de serviços e outros custos relacionados a contas de bancos. Se você não tem muita organização financeira, centralizar tudo em um banco só é uma mão na roda!

Faça dinheiro a mais vendendo coisas ou arrumando um segundo emprego de meio período

Tem um monte de ferramentas que não usa em casa? Seu armário está entulhado de roupas? Tem um segundo carro na casa? Pode vender tudo, e fazer um dinheiro a mais para pagar as dívidas. Esses itens que você não usa, em conjunto com uma dívida, mostram sinais claros de uma pessoa que quis viver além de seus ganhos, gastando mais do que podia.

No caso de você não ter coisas para vender, um segundo emprego de meio período pode ser uma ótima opção. Tente não pegar trabalhos de fim de semana, se possível, para evitar ficar esgotado e não dar o seu melhor no seu emprego principal. O foco é ter mais dinheiro no bolso, mas sem acabar com sua saúde no meio do caminho para sair da dívida.

Você já esteve em uma dívida? Como fez para sair dela? Quais de nossas dicas mais te ajudaram a sair da dificuldade financeira?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)