Quando em uma viagem ao exterior, uma das formas mais usadas para realizar pagamentos e transações financeiras é o cartão de crédito. É claro que o dinheiro de plástico envolve várias praticidades para o viajante e, infelizmente, envolve também possíveis dores de cabeça e e riscos, muitos dos quais podem ser evitados quando usando o cartão de crédito no exterior.

Usar cartão de crédito no exterior: taxas, tarifas, e câmbio

Antes de sair de viagem, anote todas as porcentagens cobradas por cada compra feita no cartão de crédito, seja ele um cartão de crédito pré pago ou um cartão tradicional. Pesquise qual o valor de IOF a ser pago por cada transação, se há outros impostos que são devidos. Pesquise também qual o valor que será cobrado em juros e tarifas do banco, caso seja necessário realizar algum saque no exterior.

Um cuidado extra é sobre o câmbio: cartões de crédito usam a cotação do câmbio comercial, mas cada banco tem pequenas variações em relação à cotação oficial do Banco Central, o que pode deixar suas compras mais caras do que o planejado inicialmente. Tome cuidado.

Cartão de crédito internacional: segurança contra golpes

Quando viajar para o exterior, nunca tenha em mãos apenas uma forma de pagamento. Porque todos os meios de pagamento tem alguma forma de golpe associado a eles, e riscos que podem causar sérios prejuízos financeiros.

Um golpe comum tem sido ligações tarde da noite para quartos de hotel dizendo que a chamada vem da recepção, e que há problemas com os computadores, sendo necessário confirmar suas informações de cartão de crédito. Não caia na armadilha: nunca forneça quaisquer informações sobre seu cartão de crédito a qualquer pessoa. Se isso acontecer com você, apenas diga que pela manhã você irá pessoalmente a recepção resolver a situação. O mesmo tipo de segurança e cuidado com informações pessoais e verificação de informações antes de fazer qualquer coisa vale para qualquer tipo de transação com cartão de crédito. Na dúvida, simplesmente não use o cartão.

Riscos de golpes de cartão no exterior

No exterior, seus cuidados com um cartão de crédito devem ser redobrados, pois os riscos de você cair em um golpe aumentam exponencialmente. (Foto: www.123rf.com)

Viagem para o exterior com cartão de crédito: avise ao banco

Entre em contato com todos os emissores de cartão antes de sua viagem para que eles saibam que você estará viajando para fora do país. Alguns bancos e instituições financeiras vão congelar sua conta se suspeitarem atividade fraudulenta, como compras grandes ou frequentes em uma cidade estrangeira. Pode levar dias para a empresa reverter o congelamento, deixando-o em uma situação financeira delicada, especialmente se for o único cartão que você trouxe. O número da Central de Atendimento do cartão está na parte traseira do cartão de crédito.

Chip, senha, e tarja magnética: três elementos que merecem ainda mais cuidado

O chip com senha é uma inovação ainda recente nos cartões, e em muitos países, há lugares em que esse sistema não seja aceito ainda. Geralmente, os sistemas mais modernos exigem pelo menos uma combinação entre tarja magnética e senha para poder autorizar uma transação.

Os problemas: a tarja magnética é muito fácil de clonar. É também possível clonar o chip, apenas de ser um pouco mais difícil. Seja observador à máquina de cartão: ela parece nova? Tem alguma parte solta? Parece muito desgastada? O local é de muito movimento ou não? O vendedor passou confiança? Por fim, ao final da transação, peça o comprovante do pagamento. Se você ficou desconfiado, mas precisa efetuar o pagamento, use dinheiro ou traveler’s check.

Não perca ou danifique seu cartão durante uma viagem ao exterior

Isso significa ter uma carteira de material resistente, e nunca deixar os cartões de crédito e débito nas mãos de pessoas estabanadas. Uma boa estratégia aqui é, antes de viajar, pedir um cartão adicional de uma segunda bandeira. Se você tem Visa, peça um cartão MasterCard, e se tem MasterCard, peça Visa. Assim, você terá um cartão de crédito reserva sem custo extra, caso o primeiro se perca ou se danifique. Simples, não?

Alguma dica que esquecemos? O que você já aprendeu visitando o exterior e usando cartões de crédito? Diga nos comentários!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)