Há um número de maneiras nas quais suas informações pessoais são recolhidas e utilizadas pelos fraudadores. Eles podem roubar suas contas em redes sociais ou outros sites na internet, podem utilizar de forma fraudulenta seu cartão de crédito, clonar seu cartão e até roubar e modificar sua identidade.

No caso do roubo/sequestro de sua conta de usuário em algum site, principalmente de a vítima forneceu informações bancárias por telefone, email ou algum site fraudulento, os bandidos provavelmente sequestrarão a conta bancária da vítima. Senhas de acesso podem ser alteradas, fechando a vítima de sua conta. Os fraudadores podem esvaziar conta da vítima eletronicamente através da transferência de fundos para uma conta temporária, utilizando várias informações pessoais fraudulentas. O dinheiro é então retirado antes que a vítima esteja consciente do que aconteceu

Os fraudadores também pode criar, escrever e descontar cheques falsificados fraudulentos na conta da vítima. Desta forma, a vítima não tem idéia de que eles foram enganados, até que percebe dinheiro deixou suas contas. Também podem armazenar as informações de conta, esperando por um momento em que há a quantidade desejada de dinheiro nela. A vítima não tem idéia, até que seja tarde demais.

Crescente quantidade de golpes no mundo

Não se esqueça de manter seu antivírus sempre atualizado e apenas acessar sites de instituições confiáveis e sólidas no mercado. (Foto: cartilha.cert.br)

Se a vítima forneceu detalhes de cartão de crédito, é provável que os seus dados de cartão sejam utilizados para fazer compras fraudulentas não autorizadas.

As informações de cartão de crédito também podem ser vendidas para quadrilhas organizadas. A vítima desconhece que suas informações de cartão de crédito está nas mãos de fraudadores até que eles começam a ver cobranças indevidas em sua declaração, ou tentam usar o seu cartão e percebem que ele teve seu limite estourado.

Há uma tendência de golpes de phishing que exigem que o usuário forneça seu número de cartão eletrônico, data de validade e outros verificadores do cartão para caixas eletrônicos. Isso permite que os fraudadores duplicarem cartões vinculados à conta da vítima cartão de débito. A conta da vítima pode ser completamente esvaziada através de saques em caixas eletrônicos.

Finalmente, temos o roubo de identidade, que é o uso de informações pessoais de alguém sem o seu conhecimento para solicitar cartões de crédito, fazer compras não autorizadas, ter acesso a contas bancárias e solicitar empréstimos. Muitas vezes, o crédito é obtido utilizando o nome da vítima e informações pessoais, o que acaba sujando seu nome perante o mercado. Muitos destes golpes só são detectados quando o cliente tenta abrir uma conta bancária ou tem um crédito negado por estar com o nome no SPC ou SERASA.

No passado, os fraudadores roubavam as informações através de lixeiras e caixas de correio, procurando documentos com informações pessoais. Agora, eles simplesmente pedem as informações para as vítimas ou simplesmente pesquisam na internet por nomes e dados pessoais.

A informação pessoal é comercializada entre ladrões de identidade. Enquanto o ladrão em si não pode utilizar a informação pessoal, ela pode ser vendida para ladrões de identidade que, então, utilizarão os dados para atender às suas necessidades.

Para prevenir estes e mais golpes que envolvem seu nome e principalmente, seus dados pessoais, você nunca deve fornecer seus dados por email ou telefone para quem quer que seja. Seu banco nunca irá solicitar sua senha ou dados pessoais para te fornecer informações sobre empréstimos. Tome muito cuidado com a segurança de suas contas pessoais online, trocando as senhas regularmente. Verifique a força delas e tente não anotá-las em qualquer lugar. Não disponibilize suas informações para todos, tente bloquear suas contas através de opções de privacidade.

Quanto mais segurança você tiver, melhor e mais seguros estarão seus dados pessoais e sua vida financeira.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)