Viver com em uma república pode vir com muitos benefícios: não só você pode compartilhar os pagamentos de aluguel com outros, mas você também pode desfrutar da companhia de amigos sempre. No entanto, nem sempre é tão fácil como parece, e estar fora de casa, ser mais independente e morar em uma república pode ser um pesadelo para quem não se planeja muito bem.

Você deve começar por discutir com seus amigos e conhecidos sobre morar juntos. Certifique-se de discutir exaustivamente seus pensamentos/ideias/opiniões entre si. Aproveite o tempo para discutir os limites de cada um na república e, eventualmente, chegar a um acordo se é possível que vocês convivam juntos ou não. Considere coisas como pagamento de aluguel, “regras da casa” e as compras que irão beneficiar o bem-estar no ambiente. Coisas úteis para a discussão seriam, por exemplo, a atribuição de salas, quando você pode e não pode ter convidados e qualquer etiqueta cultural/religiosa. Certifique-se de que você entende completamente os outros envolvidos e que vocês podem chegar a um acordo antes de tomar o grande passo de morar juntos.

Uma vez que vocês tem certeza da mudança, comece a planejar. Móveis, decorações, eletrodomésticos, tudo isso é necessário em uma república. Você pode querer ter um quarto para os amigos/família, mas o seus amigos podem preferir um quarto de estudos. É hora de entrar em acordos e também saber ceder. Depois que tudo resolvido, vocês podem começar com o real processo de mudança. Certifique-se de que vocês se ajudem e se divirtam durante o processo, fazendo disso uma oportunidade de estreitar os laços de amizade. Afinal, estar em uma república é praticamente igual a formar uma família.

Agora que vocês estão vivendo junto, vocês devem a aprender a respeitar o espaço um do outros. Não pegue coisas sem pedir e não entre nos quartos sem bater ou pedir licença. Um pouco de educação com os outros fará com que eles também vejam como você quer ser tratado. A liberdade de viver em uma república vem limitada com a liberdade a que os outros também tem direito. É um desafio e uma grande oportunidade para você trabalhar sua maturidade.

Praticar uma boa higiene nem sempre é algo que passa pela cabeça de quem vive em uma república. No entanto, você pode acabar surpreendido quando descobrir que alguém do grupo não era tão higiênico. Um amigo que morou nos EUA já chegou a limpar a casa uma vez e encontrar um OB usado no chão. Isso não é apenas nojento como também um atrativo para doenças e bichos para dentro de sua casa. Estabeleça critérios de limpeza para a casa, como quem tem que colocar o lixo para fora ou lavar os pratos e roupas para cada dia da semana. Minha recomendação e experiência ditam que a melhor opção é a contratação de uma diarista para pelo menos duas vezes por semana, evitando que vocês tenham que gastar muito tempo na limpeza da casa. Mas mantenham ela organizada, com o lixo no lugar certo, assim como as roupas sujas, e vocês estarão poupando muitas dores de cabeça.

Problemas ao morar com amigos

Morar com amigos pode resultar em situações inusitadas, como você estar acompanhado na sala de casa e seus amigos chegarem com visitas surpresa. Isso pode ser evitado com conversas e o estabelecimento de regras de convivência básicas em prol de uma república saudável. (Foto: behance.net)

Considerando o fato de que vocês vivem juntos, você deve ser capaz de dividir a comida com os outros, sem quaisquer problemas imaturos, mas se eles deixaram claro que eles não querem dividir tudo, então tenha certeza que você irá ouvi-los. Certifique-se de que sabe respeitar os pedidos deles também, como não comprar certa marca de pães ou sempre ter em casa algum tipo de alimento específico. Comida e a falta dela estão entre os maiores motivos de discussões em repúblicas. Portanto, poupe seu trabalho e faça uma lista conjunta de supermercado onde todos os pedidos são satisfeitos.

Tem muitas coisas que durante o convívio você vai descobrir que te irritam. E você tem que conversar sobre isso. Pode ser um som um pouco alto, uma televisão ligada a noite, um convidado muito desagradável etc. Chegue ao amigo responsável pelo problema e converse com ele, deixando claro o por que daquilo te irritar e se existe a possibilidade de chegarem a um acordo. Você vai se surpreender como as pessoas são compreensivas quanto a isso. Mas saiba que você também irá ceder em muitos aspectos, o que demonstra mais ainda sua maturidade.

É preciso haver um bom equilíbrio entre ser atencioso e ser tolerante, se você ainda quiser manter o clima harmonioso na república. Se um dos amigos na república precisa treinar bateria altas horas da noite, negocie com ele alguns dias para ele fazer isso ou uma forma de abafar o som. O mesmo vale para pessoas com rotinas diferentes, como aqueles que trabalham a noite e dormem de dia. É necessário ter um carinho pelos outros e, ao mesmo tempo, ser tolerante com outras coisas.

É fácil pensar que você sabe muito sobre alguém, especialmente se eles são seus melhores amigos. Mas uma semana ou duas de vivendo com eles pode te dar uma idéia completamente diferente. Algumas dessas coisas podem arruinar uma amizade, mas apenas se você não souber lidar com diferenças. Tente sempre conversar e evite discussões. Em alguns momentos, pode ser necessário tirar alguém da república, mas dê sempre uma chance para essa pessoa mudar antes de fazê-lo e tome a decisão em conjunto com os outros moradores. Nada deve ser feito sozinho pois, afinal, seus amigos são sua segunda família.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)