Amortização é um termo usado por contadores e administradores financeiros para aplicar os conceitos de tempo para demonstrações financeiras baseadas em conta. Você na maioria das vezes ouvir esse termo quando se trabalha com pagamentos de juros ou cálculos de empréstimos e financiamentos. A amortização tem uma longa história e é usada em muitas áreas de finanças. Devido a isso, existem muitos tipos e períodos de tempo aplicado ao termo. Há também equívocos. Aqui está um breve resumo do que de amortização é e como funciona no mundo financeiro, com um foco mais importante dado ao Sistema de Amortização Constante ou, como é mais conhecido, o sistema SAC.

Identificação da amortização

A amortização é definida como um ato ou processo de amortização. É um princípio de contabilidade semelhante à depreciação que reduz gradualmente o valor de um ativo ou passivo ao longo do tempo através de pagamentos. Para um ativo tangível, este processo abrange a vida útil do produto. Para os passivos, amortização abrange um período de tempo onde o dinheiro é reembolsado. Desta forma, uma parcela do lucro conhecido é alocada para o reembolso do empréstimo para o banco ou instituição financeira.

Tipos de amortização

Existem diferentes utilizações, ou tipos, de amortização, dependendo da utilização do método de contabilização. Há amortização de negócios que é a alocação de quantidades específicas para diferentes períodos de tempo, como em empréstimos ou outros financiamentos emprestado. Análise da amortização é o método de análise do custo de execução de um conjunto de operações. Com a legislação tributária, a amortização refere-se ao montante dos juros pagos ao longo do tempo no que diz respeito às taxas de imposto e pagamentos. O termo “amortização negativa” se aplica aos montantes de empréstimos que aumentam quando o montante de juros integrais não são pagos em um determinado momento.

Comparação entre sistemas de amortização

Na tabela, uma comparação entre os pagamentos de 3 sistemas diferentes de amortização: SAC, PRICE e SACRE. (Foto: www.amspa.com.br)

 O Sistema de Amortização Constante – SAC

Ao contratar um empréstimo ou financiamento no Brasil, você pode normalmente optar por dos sistemas possíveis para quitar suas dívidas: o SAC ou PRICE. Vamos explicar apenas o sistema SAC aqui para não perdermos o foco.

No sistema SAC, estão inclusos nas parcelas do pagamento dos empréstimos juros e demais tarifas que podem ser cobradas em um financiamento ou empréstimo. A cada prestação paga, os juros diminuem em um sistema onde o valor de cada prestação é decrescente, ou seja, quanto mais tempo passar, menores serão as prestações pagas. Neste sistema, um percentual fixo do saldo devedor é amortizado desde o início do financiamento, o que resulta em saldos devedores caindo mais rapidamente do que em outros mecanismos de amortização.

A amortização é calculada dividindo o valor do principal pelo número de períodos de pagamentos (parcelas). Uma calculadora online pode te ajudar na hora de analisar os custos totais de um financiamento por SAC.

Cronograma da amortização

O período de tempo que é, com efeito de amortização pode variar muito. Este período pode esticar a partir de pouco mais de um ano para até 30 anos, dependendo do ativo que está sendo usada e o tipo de empréstimo ou financiamento. Um empréstimo de construção, por exemplo, pode durar até 40 anos, ou um empréstimo para um carro que normalmente tem a duração de apenas cinco anos. O sistema SAC ajuda no cronograma financeiro ao preparar o seu contratante para parcelas menores ao longo do tempo, fazendo assim com que empréstimos e financiamentos pesem menos no bolso.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)