10 dicas para pegar um empréstimo fácil

Em Empréstimos e financiamentos por André M. Coelho

Um empréstimo pessoal é um tipo de empréstimo é usado para despesas pessoais que podem incluir, reembolso de dívidas, despesas de casamento, tirando férias, comprando eletrônicos, renovação em casa e despesas médicas inesperadas, entre outros.

Tipicamente, são são empréstimos garantidos, e os empréstimos pessoais são oferecidos baseados na credibilidade dos mutuários, juntamente com sua capacidade de reembolsar o valor.

O montante que pode ser adquirido através deste tipo de empréstimo varia bastante, com prazos de pagamentos de até 36 meses, normalmente.

Empréstimos pessoais são geralmente oferecidos por bancos, empresas financeira, e empresas de empréstimos on-line. Os últimos estão rapidamente se tornando as fontes mais confiáveis ​​para este tipo de empréstimo devido a um procedimento de aplicação digital rápida e fácil, aprovações rápidas e desembolso rápido do valor aprovado.

Agora que você sabe do que exatamente um empréstimo pessoal implica, aqui estão alguns termos que ajudarão a garantir uma aprovação bem-sucedida para você, evitando erros comuns de empréstimos pessoais e garantindo sua segurança durante o processo.

IMPORTANTE:

Empréstimo que é fácil demais pra obter é golpe.

Agiotas NUNCA. Não caia nessa armadilha.

Há SEMPRE uma opção de empréstimo seguro disponível, mas pode exigir um pouco mais de trabalho da sua parte.

1. Empréstimo com grana fácil começa com um propósito claro

Enquanto o financiamento pessoal pode ser usado para fins variados, a maioria das pessoas se candidatou a este empréstimo para atender às despesas relacionadas a:

Renovação em casa

Emergências Médicas

Casamento

Taxas de educação

Viagens

Dívidas

Algumas pessoas também recorrem a este empréstimo para comprar um automóvel novo ou usado, fazer um pagamento para a compra de propriedade residencial / comercial e outras despesas. É essencial que você tenha uma imagem clara do propósito de antemão para que você possa entender se o interesse e o mandato do reembolso valem a pena.

Principalmente para o pagamento de dívidas, empréstimos pessoais precisam ser MUITO bem planejados, ou você vai se endividar de novo, com 100% de certeza.

2. Onde consigo empréstimo fácil?

Dado que um empréstimo pessoal não requer garantias, a instituição de empréstimo é obrigada a verificar sua elegibilidade antes de assinar o empréstimo.

É importante que você seja um profissional autônomo, um funcionário de uma organização ou o proprietário de um negócio, com uma renda mínima mensal que possa ser comprovada pelo menos pelos seus extratos bancários. Sua idade e ocupação também atuam como fatores decisivos para a instituição de elegibilidade do empréstimo pessoal.

NENHUMA instituição vai aprovar seu empréstimo se você não tiver algum histórico de crédito/renda. Se aprovarem, são enormes as chances de ser um golpe.

Escolhendo o empréstimo certo

Um bom empréstimo precisa ser escolhido com critério para não cair em um golpe. (Foto: Pinterest)

3. Avaliação de crédito para empréstimo fácil de aprovar

Isso é principalmente uma verificação rápida realizada pelo banco ou o credor para testar sua capacidade de pagar o empréstimo. Para você passar por isso, é vital que você tenha um histórico de crédito favorável e uma pontuação de crédito de 700 ou acima.

Enquanto o seu pedido de empréstimo pode ser aprovado mesmo quando você não tem uma pontuação de crédito razoável, mas nesse caso, você pode esperar que as taxas de juros sejam no lado mais alto.

4. Entenda o processo de depósito dos empréstimos

Este é o processo, em que o valor do empréstimo aprovado é entregue para você na forma de uma verificação / rascunho de um beneficiário de conta ou através de uma transferência eletrônica para sua conta de poupança. Enquanto o processo de desembolso pode ocupar algumas semanas no caso de um banco, um credor on-line geralmente leva apenas alguns dias para desembolsar seu valor do empréstimo.

Os empréstimos online, como Just, Geru, Rebel, entre outros, são os mais rápidos. Se você quer algo mais fácil, procure por eles primeiro.

5. Duração do empréstimo maior ou menor?

Dependendo da capacidade de reembolso, o credor irá oferecer-lhe um período que varia de 12 a 60 meses para reembolsar o montante do empréstimo. Este reembolso é geralmente dividido em pagamentos mensais equacionados. Quanto maior o pagamento mensal, mais rápido você poderá pagar seu empréstimo.

Empréstimos de menor duração terão parcelas maiores, e de maior duração terão parcelas menores. Porém, você pagará mais juros quanto mais parcelas for pagar.

Considere parcelas que seja até 20% da sua renda para aumentar suas chances de aprovação.

6. Taxa de juros do empréstimo mensal

Os credores oferecem empréstimos, com um objetivo de ganhar juros sobre o valor principal durante um período de tempo. Em caso de financiamento pessoal, a taxa de juros pode ser de 10,99-22,00% ao ano (pode variar de credor ao credor). Os juros são divididos igualmente e são adicionados às parcelas por conveniência. Como mencionado anteriormente, o bom histórico de crédito e pontuação de crédito garantirão taxas de juros mais baixas e vice-versa.

Aqui, geralmente negociar as taxas não vai inferir no quão fácil ou difícil será seu empréstimo.

7. Taxas extras de empréstimos

Quando um banco ou instituição financeira oferece um empréstimo, eles geralmente cobram uma taxa de processamento. Esta taxa costuma variar entre 2-5% da quantidade de empréstimo e não é reembolsável na natureza. Em alguns casos, esta taxa pode ser renunciada, devido à relação de longo prazo compartilhada pelo credor e pelo mutuário.

Por conta dessas taxas é bom considerar o valor CET do empréstimo ao invés da taxa de juros só. O CET vai te dar os juros reais do empréstimo. Empréstimos mais fáceis de conseguir geralmente tem CETs maiores. Portanto, equilibre o valor do CET com a “facilidade” do empréstimo para não se dar mal com altos custos.

8. Pagamento à parte

Em alguns cenários, um credor pode optar por fazer um pagamento de parte, que é igual ou superior da próxima parcela agendada. Um pagamento de parte geralmente é feito para diminuir a taxa CET e / ou a taxa de juros.

Se você acabar com um empréstimo de CET mais alto, prepare-se para pagar à parte e se salvar de altos juros.

9. Pré-pagamento antecipada do empréstimo

Esta é uma ferramenta, que pode ser usada por um mutuário para pagar uma grande parte do empréstimo antes da data de vencimento. Apenas permitido por alguns bancos e credores on-line, o pré-pagamento pode ser feito a qualquer momento. Isso pode reduzir consideravelmente os juros do empréstimo.

O mesmo princípio acima vale aqui: se você acabar com juros mais altos pela facilidade do empréstimo, pague o quanto antes para fugir dos altos custos.

10. Quitação do empréstimo

O encerramento refere-se ao reembolso completo do montante do empréstimo antes do final do mandato do empréstimo. Fazendo isso depois de pegar um empréstimo fácil, você foge de se prender com taxas altas de juros.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário