Embora você possa pensar que a poupança para o futuro de seus filhos seja mais importante do que investir em seu próprio futuro, as crianças realmente tem mais opções do que você tem para investimentos. Por exemplo, as crianças podem tomar empréstimos ou candidatar-se a bolsas de estudo, mas você e só você é responsável por financiar sua aposentadoria. Então, você não pode deixar para depois quando se trata de poupar para você. Uma vez que você está educado sobre os diferentes tipos de investimentos, então você pode aprender que estes investimentos devem ser divididos em uma carteira diversificada. Sua alocação deve ser determinada por duas coisas: quanto tempo você tem até a aposentadoria e sua coragem para a tomada de riscos.

Levando sua idade em consideração

Aqui está como você deve misturar o seu investimento com base na idade:

Até os 18 anos

Seu filho ou você podem assumir muito mais riscos. Você terá muito tempo para se recuperar. Confortavelmente, poderá investir até 100% do dinheiro em investimentos de alto risco, como a bolsa de valores. Porém, não recomendamos essa alocação altamente arriscada. Vá para uma carteira de investimentos com 80% de investimentos alocados em risco moderado a alto. 20% deve ser alocado para investimentos de baixo risco, mas de longo prazo, como títulos públicos. Não se esqueça de gerir sua carteira de ações e investimentos de risco moderado, como terrenos, ao monitorar as flutuações de mercado.

Entre os 18 e 30 anos

Você está começando a vida profissional e pode tomar algumas decisões difíceis nesse momento, até alguns investimentos que não valem tanto a pena. Você poderá estar confortável em ter 80 ou 75 por cento do seu dinheiro investido no mercado de ações, o restante em um fundo do mercado monetário. Ou seja, temos até 80% investido em alto a moderado risco e 20% investido em baixo risco. Porém, à medida em que você chega aos 30, estes 80% respeitados desde antes dos seus 18 anos deve ir diminuindo gradualmente. Recomendamos uma margem de 1% a 2% ao ano a partir dos 20 anos, de forma a chegar aos 30 com mais dinheiro alocado em investimentos de risco baixo a moderado.

A partir dos 40 anos

Você pode arcar com 70 a 75 por cento de seu dinheiro amarrado no mercado de ações e em alto risco. A medida em que os 50 anos vai chegando, este dinheiro deve ser alocado na mesma margem anterior, de 1% a 2% para os mercados de baixo a moderado risco. Note que estamos rebaixando os riscos à medida em que sua aposentadoria vai chegando.

Investimentos de acordo com a idade

Sua idade define muito mais do que você imagina em seus investimentos. Leve ela sempre em consideração na hora de colocar seu dinheiro no mercado. (Foto: terra.com.br)

A partir dos 50 anos

Você deve ter apenas 60 ou 65 por cento de seu dinheiro expostos ao mercado de ações ou de alto risco, o resto em dinheiro investido em recursos mais seguros. Alguns investem até no ouro nestes momentos. Outros, buscam tirar o dinheiro do moderado a alto risco para colocar em imóveis. Independente do caminho que você seguir, é neste momento que você começa a garantir seu futuro financeiro.

A partir dos 60 anos e em diante

Limite a exposição ao alto risco em no máximo 25% de seu dinheiro. Do restante, no mínimo 50% deve estar empenhado no baixo risco. O moderado só pode ser uma opção se você está em um mercado estável e uma situação favorável para o país e os investidores. Os investimentos podem continuar assim pelo resto de sua vida, e sempre que as porcentagens mudarem, você poderá fazer uma reorganização da carteira para continuar na mesma proporção.

Por que é assim que funcionam os investimentos?

Bem, o mercado de ações pode ser uma montanha-russa maluca. Quanto mais jovem você for, mais tempo você tem para ser arriscado e enfrentar oscilações do mercado. Na medida em que você se aproximar de aposentadoria, você quer ser a velhinha segurando sua bolsa, protegendo seu dinheiro dos ladrões. Lento mas seguramente, você vai acabar com mais de seu dinheiro guardado em caixa, e menos ligado ao mercado de ações. E adivinhem: Você não precisa de todo o seu dinheiro quando você chegar aos 65. Se você é saudável e sorte, você ainda vai ter mais 20 ou 30 anos ou mais para continuar crescendo ainda mais seus investimentos. Apenas lembre-se ater a estas três regras:

  1. Nunca ter 100 por cento de seu dinheiro no mercado de ações;
  2. Nunca ter mais do que 3 a 5 por cento de seu dinheiro em ações individuais;
  3. Sempre diversificar. Nunca alocar mais do que 15 a 20 por cento do seu dinheiro para qualquer fundo, exceto para os seus investimentos em baixo risco.

Conclusão

Quanto mais jovem você for, mais seguro é para correr riscos, porque você tem mais tempo para compensar eventuais perdas. Quanto mais velho você é, mais seguro você quer jogar, o que significa menos dinheiro no mercado de ações e mais em investimentos conservadores. Simples e prático desta forma.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)