Espalhar seus recursos em uma variedade de investimentos é a regra mais importante a ser seguida em se tratando da administração de recursos e finanças.

Ao diversificar seu portfólio, a performance de seus investimentos flutuará menos devido a perdas de algumas aplicações em detrimento do ganho de outras. Você correrá menos riscos do que se investir tudo em apenas um tipo de investimento, como ações ou títulos.

Parar a diversificação de investimentos utilizamos três ferramentas básicas: dinheiro, títulos e ações. O dinheiro inclui a segurança do mercado, como aplicações em CDB, a compra de títulos de curto prazo, poupança e títulos do tesouro.  Títulos são colocados no mercado por corporações, governos e agências federais. Sua maturidade demora um pouco mais do que os investimentos de mercado. Ações representam períodos maiores de investimento, oferecendo melhores retornos e a maior margem sobre a inflação.

Sua ênfase dependerá parcialmente da sua tolerância a riscos e o seu planejamento futuro para seus objetivos financeiros. A maioria dos investidores diversifica os recursos nas 3 fontes. Muitos sites online oferecem questionários e ferramentas para dizer qual o seu perfil de investimento. Você pode utilizá-las para ter uma maior segurança.

Equilíbrio nos investimentos

Os investidores mais experientes sabem balancear bem seus investimentos na busca dos menores riscos e maiores retornos. Você já diversifica seus investimentos? Como faz isso? Qual o seu ponto de equilíbrio? (Foto: bewellwithmichelle.blogspot.com)

No longo prazo, uma mistura de recursos pode ser muito melhor do que investimentos conservadores, como poupança, CDB ou títulos do tesouro e, ao mesmo tempo, ser a melhor escolha para fugir de portfólios de grande risco. Mas para ter tal lucratividade, um investidor diversificado deve tolerar uma volatilidade anual mais do que um investidor conservador. Mesmo assim, sua volatilidade será consideravelmente menor do que aqueles que investem apenas em ações.

Mas que fique bem claro: diversificar investimentos não garante o lucro ou elimina os riscos. Esta estratégia apenas oferece uma forma de ter ganhos potencialmente maiores em um dado período de tempo sem te expor a estratégias mais agressivas.

Inflação, taxas de câmbio, instabilidade política, guerras, taxas de juros, os valores pagos no imposto de renda. Tudo isso deve ser observado ao diversificar seus investimentos pois influenciarão diretamente seus investimentos. Sendo o Brasil um país politicamente estável, nossa maior preocupação será na flutuação dos juros e da inflação. Devemos ter em mente que, no mercado globalizado, a falência de uma empresa no Japão pode também ter efeitos aqui. Portanto, mantenha-se sempre informado sobre o mercado.

A diversificação é uma ferramenta que ajuda o investidor a administrar os riscos e a volatilidade dos ativos financeiros. Mas não importa o quão diversificada seja sua carteira, o risco nunca será completamente eliminado. A chave é encontrar um ponto de equilíbrio entre o risco e o retorno, garantindo que seus objetivos financeiros sejam alcançados enquanto você tem uma boa noite de sono.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)