Investir dinheiro é uma atividade econômica essencial para muitos indivíduos e organizações. Investimentos ajudam as empresas a financiar novos empreendimento, ao mesmo tempo proporcionando lucros para os investidores que escolhem direito tipos de investimentos. No entanto, cada tipo de investimento traz algum grau de risco. Avaliação de risco de investimento é um processo contínuo para os investidores, com nenhum método ou métrica dando uma imagem completa dos riscos que existem em um determinado cenário. Com eles, você saberá pelo menos a hora certa de reorganizar sua carteira de investimentos.

Propósito

Os investidores têm razões importantes para compreender os riscos envolvidos em cada tipo de investimento. Os fatores de risco não só determinam se um determinado investimento deve subir ou cair de valor, mas também a grandeza de sua mudança, e se ou não o investidor terá tempo para fazer ajustes ou retirar fundos antes de perder muito dinheiro. Bancos e empresas de investimento utilizam a avaliação de risco para determinar o quanto de juros eles podem oferecer aos depositantes e investidores com base em projeções do valor dos investimentos no futuro.

Volatilidade

Volatilidade é a palavra que os economistas usam para descrever o risco de investimento. Volatilidade na verdade refere-se a tendência de um investimento a flutuar, ou alterar seu valor, ao longo do tempo. O desvio padrão, o qual é a diferença entre os rendimentos esperados de um investimento e os retornos médios dos investimentos semelhantes, é um método para determinar a volatilidade. Os investidores também usar um beta, que é uma métrica que compara a volatilidade de um investimento para a economia como um todo por meio de um índice, como um conjunto de ações. Os investidores também podem avaliar o risco ao olhar para tendências históricas de um investimento, como a maior perda mensal e seu mercado, que se refere ao seu desempenho quando a economia está em um estado geral de declínio.

Mercado de investimentos

Como o mercado não está sempre crescendo, a ideia é tomar cuidado para não deixar que os riscos e prejuízos acabem com seu dinheiro investido. (Foto: www.yapee.org)

Ferramentas

Para determinar a volatilidade, os investidores usam muitas ferramentas diferentes em uma tentativa de considerar como muitos dos fatores que afetam o valor de um investimento possível. Para incorporar tendências históricas, usam representações gráficas, como gráficos de ações. Softwares de computador podem controlar as alterações em um único investimento, ou um grupo de investimentos, para o cálculo do desvio-padrão e beta de um investimento em qualquer período de tempo. Finalmente, recebendo informações de primeira mão sobre a natureza do investimento, tais como a leitura sobre o plano de negócios da empresa antes de comprar ações, também pode dar uma imagem clara dos riscos envolvidos em um investimento.

Diversificação

Diversificar os investimentos é uma forma de compensar parte da volatilidade dos investimentos mais arriscados, com maior potencial de ganhos. Os investidores que diversificam colocam dinheiro em uma variedade de tipos de investimento, o que significa que as maiores perdas em uma área não serão tão prejudiciais, uma vez que o investidor ainda tem a ganhar em outras áreas. Por exemplo, os investidores que queiram apostar em ações, que são altamente voláteis, pode também colocar o dinheiro em títulos do Tesouro, que têm menos volatilidade, mas também não têm grande potencial de ganhos de valor. Diversificação também pode significar investir uma parte de seu dinheiro em imóveis, certificados de depósito, fundos mútuos e contas de poupança.

Carteira de investimentos

Seus investimentos devem ter sempre um monitoramento constante para, em todos os momentos, você ter a consciência de para onde seus recursos devem ser destinados a partir de avaliações de risco. (Foto: www.dreamstime.com)

Cronograma

Mudanças de um investimento de volatilidade dependem de quanto tempo o investidor pode se dar o luxo de esperar e manter o investimento. Por exemplo, os jovens consumidores de planejamento para a aposentadoria podem fazer investimentos que têm uma maior chance de perder valor, por ser provável para recuperar esse valor mais tarde, garantindo que o investimento valha mais quando chega a hora de usar o dinheiro para as despesas em várias décadas. Os investidores que precisam de acesso ao dinheiro que investem em qualquer momento podem se ver mais seguros ao investir em fundos de baixo risco. O que é importante é estar sempre ciente de todos estes elementos pois estas mudanças é que estabelecem os critérios da reorganização da carteira.

Enquanto ficamos mais velhos, a tendência maior é trocar os investimentos de alto risco por outros de risco moderado ou baixo. Mas se o alto risco está lucrativo e não tende a cair no curto e médio prazo, por que sair dele então? São perguntas, pesquisas e um monitoramento constante de suas finanças que te ajudarão a chegar em uma ideia geral da gestão de sua carteira.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)