Muitos de nós experimentamos um momento na vida em que temos mais contas do que a renda. Dívida pode estar se acumulando, e você também tem outras contas, como aluguel e seguro, para cobrir.

Em algum momento, torna-se difícil lidar com as dívidas e crescentes obrigações de contas. Mas o que você pode fazer quando você não tem o rendimento que lhe permite manter-se com tudo? Aqui estão alguns passos a tomar quando a sua dívida e as contas excedem o seu rendimento.

Veja onde você está

Uma das razões que você se sente sobrecarregado quando você tem mais contas do que a renda é que você não está no controle da situação. Saber onde você está é um bom primeiro passo para assumir o controle de suas finanças.

Sente-se com todas as suas contas e descubra o que você deve. Ordene suas contas e considere o seu rendimento. Seja honesto sobre onde você está e seja realista sobre a situação. Uma vez que você sabe onde você está, você pode fazer um plano para sair dessa situação.

Cortar a gordura e ganhar mais massa

Especialistas estimam que a maioria das famílias desperdiçam entre 10% e 15% de sua renda mensal. Isso significa que você provavelmente tem um pouco de gordura para cortar de seu orçamento. Vá até seus gastos e identifique os itens que são desnecessários. Estas são as coisas para cortar de seu orçamento imediatamente. Olhe as coisas como jantar fora, entretenimento e vestuário. Você pode se surpreender com onde você pode cortar.

Outra estratégia é procurar maneiras de aumentar sua renda. Você pode ser capaz de conseguir um emprego a tempo parcial, iniciar um negócio pequeno, ou fazer bicos para aumentar sua renda . Mesmo vendendo alguns de seus artigos para o lar não utilizados online pode ajudá-lo a encontrar um pouco de dinheiro extra para colocar em direção as suas contas.

Se você combinar a redução de custos com a adição de renda para o seu orçamento, você vai ser mais propenso a enfrentar muito mais eficazmente a sua dívida e contas.

Cuidando das suas contas

Cuidar das contas que estão maiores do que seu salário vai demandar paciência. Mas em pouco tempo, você vai conseguir voltar a poupar e guardar um bom dinheiro. (Foto: writetodone.com)

Priorizar suas dívidas e contas

Mesmo após o corte a gordura do seu orçamento, você ainda pode precisar de tomar decisões difíceis sobre quais contas pagar. Você precisa priorizar a sua dívida e as contas para se certificar de que os itens mais importantes estão sendo cuidados.

Primeiro de tudo, olhe para as dívidas garantidas. Isto inclui a sua hipoteca, aluguel e empréstimo de carro. Se você não pagar estas contas, você pode perder ativos importantes. Você não quer perder a sua casa, e você provavelmente precisará de seu carro para chegar ao trabalho. Além disso, considere contas importantes, como seguro e serviços públicos. Essas são as suas prioridades.

Outras contas, como as relacionadas a cartões de crédito, podem não ser tão importantes. Talvez você precise de um empréstimo para se desfazer dos cartões e reformar suas finanças. Isso pode levar a problemas com seus credores, no entanto, principalmente se você não faz o dever de casa para comparar taxas de juros antes.

Lidar com credores e cobradores de dívidas

Quando você tem mais contas do que a renda, as chances são que você vai, em algum momento, ter que lidar com cobradores de dívidas. É importante conhecer os seus direitos quando se trata de cobrança de dívidas. O nosso Código de Defesa do Consumidor está aí para isso.

Enquanto você tenta chegar no topo de sua situação, você pode precisar de um pouco de espaço para respirar. Sua melhor opção é chamar seus credores e explicar sua situação. Em muitos casos, os seus credores vão ajudá-lo a vir para cima com um plano de pagamento que você pode controlar. No entanto, às vezes você acaba com as chamadas de cobrança de dívidas. A boa notícia é que você tem direitos que te protegem, como regras para taxas de juros abusivas, intimidação entre outras ferramentas ilegais. Um advogado ou mesmo o PROCON de sua cidade podem te ajudar caso você sinta-se lesado.

Considere a consolidação de crédito

Uma maneira de obter suas dívidas sob controle é para consolidá-las. Quando você tem um monte de contas  pode ser difícil manter o controle de tudo. Além disso, as taxas de juros que varia em seus débitos pode ser alta. Consolidação de crédito pode ajudá-lo a colocar todos os seus débitos não garantidos em um só lugar com uma taxa de juros e um pagamento.

Você também pode usar uma agência de aconselhamento de crédito para ajudar a gerir a sua dívida. Você precisa ter cuidado ao usar o aconselhamento de crédito, no entanto, uma vez que nem todos os conselheiros de crédito são respeitáveis​​. Uma boa fonte de informações são as faculdades de economia de sua região, onde há vários programas de economia doméstica que podem te ajudar em mais informações ou mesmo online para que você compare várias formas para consolidar suas dívidas.

Restabelecer seu crédito

Quando você for lidar com este problema, o seu acesso ao crédito pode ser afetado. Parte de voltar ao topo é restabelecer seu crédito.Se você quer começar a construir o seu crédito de volta, uma das melhores coisas que você pode fazer é solicitar um cartão de crédito com um limite baixo, para emergências apenas. A partir daí, você pode ir aumentando/diminuindo. gradativamente o limite do cartão a medida em que paga suas dívidas. Mas vale tomar o cuidado para usar o cartão de crédito corretamente e não se afundar em dívidas novamente.

Você já saiu de uma situação de dívida difícil? O que ajudou? Por favor, compartilhe sua experiência nos comentários!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)