A Selic é uma taxa de juros referencial no mercado financeiro brasileiro. Ela também é chamada de taxa básica de juros porque é usada para balisar os valores dos empréstimos feitos entre os bancos e nas aplicações feitas por instituições financeiras em títulos públicos federais.

Taxa Selic atual: onde encontrar e como é calculada?

A taxa Selic pode ser encontrada no site do Banco Central. Ela é estabelecida em reunião do COPOM (Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil). Esta entidade estabelece a Selic levando em consideração uma série de fatores, principalmente a situação financeira do país, indicadores econômicos, como a inflação e o câmbio. A Selic estabelecida tentará então “controlar” esses indicadores econômicos, apesar de todos eles serem influenciados por muitos outros fatores.

Taxa Selic: para quê serve?

Quando você paga juros por um empréstimo, financiamento ou cartão de crédito, a taxa de juros tem uma influencia direta do valor da Selic. Isso porque para emprestar dinheiro para você, os bancos tem que pegar dinheiro emprestado de outros bancos ou de títulos públicos. E em cima dos juros que serão cobrados sobre esses empréstimos ou títulos, o banco tem que colocar uma margem de lucro. A base dos juros será a Selic. O que estiver acima da Selic será os lucros, os custos, e riscos do banco ou da instituição financeira.

Importância da taxa Selic

A taxa Selic é uma das taxas mais importantes no mercado brasileiro, e norteia basicamente todos os juros de empréstimos e financiamentos do nosso mercado. (Foto: br.advfn.com)

A Selic e seus investimentos

Por exemplo, se a inflação está muito alta, a Selic aumenta, pois assim o dinheiro fica mais caro para entrar em circulação, e a tendência é da inflação reduzir. Se a inflação está baixa, a tendência é da Selic baixar, mantendo um equilíbrio das contas e incentivando o consumo

A Selic também tem influência sobre o câmbio, já que muitos investidores aplicam no Brasil em investimentos atrelados aos juros. Com a Selic alta, preço do dólar tende a diminuir, porque a remuneração de investimentos é vantajosa para investidores estrangeiros, atraindo mais dólares para o país. Vale lembrar que nem é sempre o caso, já que o câmbio também sofre forte influência de fatores como mercado externo, estabilidade política, consumo, entre outros.

Para a poupança, Selic alta também é vantajosa, pois o rendimento da poupança está atrelado ao da Selic. Porém, Selic alta com inflação alta não traz vantagem alguma, já que a taxa de remuneração da poupança dificilmente ficará acima da inflação.

Na Bolsa de Valores, uma taxa Selic alta não é atrativa, pois é um indicativo de queda no consumo, o que é ruim para as empresas listas na Bolsa de Valores.

Estratégias de investimento e Selic

Como bom investidor, é necessário manter um monitoramento sobre a taxa Selic. Ela é uma base indicadora da saúde financeira do país. Mudanças na Selic, de alta ou de baixa, demonstram indicações de melhora ou piora da situação financeira brasileira. Por isso, mantenha sempre um olho na Selic para saber onde podem estar os indicadores de bons e maus investimentos, para fazer boas alocações de recursos financeiros e otimizar seus ganhos.

Você acompanha a Selic ou não acha importante acompanhá-la? Quais indicadores financeiros acha mais importante?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)