A inflação é um termo muito conhecido pelos brasileiros. Em termos gerais, a inflação é o aumento dos preços de serviços e produtos em um dado período de tempo, calculado em relação ao mês e no acumulado de 12 meses. Existe, porém, mais de um índice de inflação, cada um usando dados diferentes para o cálculo e tendo sua devida importância para os investidores.

Taxa de inflação atual

O site do Banco Central tem um relatório completo sobre a inflação brasileira, com a taxa atual e as perspectivas para os principais índices de inflação do Brasil. Os índices mensais e acumulados em 12 meses também podem ser encontrados no site do Banco Central, sem o relatório, apenas os dados.

Protegendo seu dinheiro da inflação

Acompanhar a inflação deixará o investidor ciente da situação do país para que ele faça uma alocação inteligente de seus recursos, protegendo seu dinheiro de perder poder de compra. (Foto: www.agorajoinville.com.br)

Índices de inflação

Existem alguns índices de inflação no mercado, calculados com diferentes metodologias e por diferentes instituições. No site do Banco Central há links para todos os valores dos índices abaixo.

Os principais e mais importantes para os investidores são:

  • Índice Geral de Preços do IBGE (IGP) – Comparam preços do mês anterior com o atual, no atacado, para uma amostragem X de mercadorias. Tem uma versão com preços de produtos internos e outros com preços de importações. É impreciso e disperso da inflação.
  • Índice Geral de Preços do Mercado da FGV (IGPM) – Usa os mesmos preços e critérios do IGP, mas é divulgado antes.
  • Índice Quadrissemanal de Preços ao Consumidor da FIPE – Semanal, publica a variação de preço das 4 semanas anteriores no município de São Paulo, concentrando-se no custo de vida para famílias com renda de 2 a 6 salários mínimos. É uma medida rápida das tendências com base nos preços.
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor do IBGE (INPC), sucedido pelo Índice de Preços ao Consumidos (IPC) – Índice de inflação para rendas de 1 a 8 salários mínimos. O IPC só difere no período de coleta dos preços.
  • Índices de Custo de Vida do DIEESE – Analisa três classes de renda, incluindo despesas de recreação, comunicação, cultura, e lazer.
  • Índice da Cesta Básica (PROCON/DIEESE) – Engloba uma certa quantidade de produtos e é pesquisado nas principais cidades do país, em vários supermercados, verificando a variação de preço.
  • Índice de Preços ao Consumidor Ampliado do IBGE (IPCA) – Para rendas de até quarenta salários mínimos. Este é o índice que mais ouvimos falar na televisão, e o mais importante quando falamos de investimentos.

Como saber o valor atual da inflação? Como a inflação influencia nos meus investimentos?

No site do Banco Central você pode acessar tanto o relatório quando os índices individuais. O mais importante de todos, porém, é o IPCA.

Assim como CDI é um benchmark para investimentos, a inflação também deve ser usada como um benchmark. Seus investimentos devem ter ganhos maiores do que a inflação. Isso porque ao final de um período de inflação, seu investimento terá perdido o poder de compra correspondente ao nível de inflação do período. Afinal, os preços aumentaram X%, e se o seu dinheiro não rendeu pelo menos essa mesma quantidade, então você acabou perdendo poder de compra.

Em uma estratégia de diversificação de investimentos, você terá investimentos que te protegem de inflação alta e inflação baixa, e que se aproveitam de ambas situações, pois são excelentes oportunidades para alavancar seus investimentos.

Como você usa a inflação para sua estratégia de diversificação de investimentos? Por que acha que a inflação é importante para proteger ou alavancar um investimento?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)