O refinanciamento é, basicamente, pegar o valor restante de um empréstimo ou financiamento e fazer um novo empréstimo com uma nova taxa de juros ou prazo de pagamento. Em muitas situações, pode parecer um bom negócio refinanciar um imóvel, que tem uma taxa de juros relativamente baixa. Porém, todo refinanciamento envolve riscos que os interessados em refinanciar devem estar bem cientes antes de se envolverem em uma proposta, por mais atraente que ela seja.

Riscos de refinanciar imóvel: não ter um objetivo claro é péssimo

Pessoas refinanciam imóveis por inúmeras razões: reduzir os juros, obter um empréstimo para financiar uma reforma, aumentar o prazo de financiamento, etc. Se esse objetivo, porém, não estiver claro, não motivo para refinanciar o imóvel. A redução dos juros é sempre um bom motivo para refinanciar um imóvel. Mas refinanciar um imóvel para reduzir o prazo de pagamento e aumentar os valores pagos mensalmente pode não ser um bom negócio, porque você acaba pagando mais juros. Coloque em uma balança os prós e contras muito bem antes de tomar qualquer decisão.

Refinanciar imóvel que será vendido: pode dar prejuízo

Quem pretende vender um imóvel que está sendo refinanciado pode acabar tomando prejuízo, principalmente quando o refinanciamento foi para reduzir o prazo de pagamento (quando é aumentado o valor das parcelas). O interessado em vender tem que fazer alguns cálculos e ver se realmente compensa refinanciar o imóvel ou se já é um bom negócio vender sem refinanciar.

Refinanciar te deixa mais tranquilo para se endividar

O que pode acabar te deixando em uma grande dívida. O alívio dos juros mais baixos de um refinanciamento ou um prazo mais esticado pode te deixar mais tranquilo para pegar um empréstimo, um cartão de crédito com limite mais alto, ou te deixar com mais liberdade para gastar dinheiro. É uma armadilha que tem que tomar muito cuidado.

Refinanciar imóvel é boa ideia

Refinanciar seu imóvel pode parecer um bom negócio quase sempre, mas sem planejar bem e sem objetivos claros, é uma decisão ruim. (Foto: homemortgagerefinancetips.net)

Refinanciar imóvel para reformar: talvez não seja uma boa ideia

Reformas emergenciais, tais como infiltrações, telhados vazando, são reformas das quais não dá pra fugir. Entretanto, refinanciar para fazer uma reforma por motivos estéticos, ou para adicionar mais espaço na casa quando não é uma necessidade, pode deixar você muito endividado. Toda reforma, mesmo emergencial, tem que ser bem planejada.

Sua renda e relacionamento com o banco podem te deixar em condições piores de refinanciamento

Quando você faz um refinanciamento com o banco, você está basicamente fazendo um novo contrato de financiamento. O problema disso é que o banco pode analisar novamente seus dados, sua relação com o banco, sua renda, e adotar novas condições para o financiamento. Talvez possa até melhorar as condições do financiamento, mas é melhor pesquisar isso antes de tentar refinanciar seu imóvel.

Refinanciar imóvel para comprar outro: arriscado!

Tem se tornado comum o número de pessoas que refinanciam um primeiro imóvel para ter limite de financiamento disponível para comprar um segundo imóvel, além de ter também mais “folga” para pagar as parcelas desse segundo imóvel. O risco aqui é maior porque as pessoas geralmente não consideram os custos ocultos de um imóvel, tais como os custos de manutenção, impostos, condomínio, etc. Tem que tomar muito cuidado.

Refinanciar imóvel para comprar carro: não!

Basicamente você estará refinanciando um bem durável, um investimento, para trocar por um bem não durável. Realmente é uma decisão inteligente? Se for para trabalho e você tiver um plano de negócios pronto, ok, mas não precisa de um refinanciamento para isso.

Refinanciar o imóvel por causa de dificuldades financeiras: pense duas vezes

Dificuldades financeiras todos nós teremos em algum momento de nossas vidas. Precisamos aprender a lidar com elas, a superá-las. Tomar a decisão de refinanciar um imóvel por conta de uma dificuldade financeira pode ser um tiro que sai pela culatra. Porque você pode acabar refinanciando por uma taxa de juros mais cara, e se endividar ainda mais no médio e longo prazo.

Quase sempre, a única situação vantajosa para refinanciar um imóvel é quando as taxas de juros são baixadas. Mas pode acontecer diferente com vocês. Existe alguma situação em que você acham que refinanciar um imóvel é uma boa ideia? Deixe nos comentários a situação e sua opinião!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)