O processo de reforma de uma casa pode ser alucinante. Uma linha do tempo é o elemento principal de uma reforma: quando começar, quando continuar e quando terminar uma reforma. Essa temporização da reforma resulta em economias não apenas por decidir o momento certo da reforma, mas por garantir que você não vai estendê-la por muito tempo. Além disso, a época de reformar influencia muito mais do que você imagina no preço final.

Mas vamos às etapas, com detalhes.

Projeto e Planejamento

Quer se trate de um esboço em um guardanapo ou projetos arquitetônicos completos, algum tipo de planejamento e projeto vem sempre em primeiro lugar. Dentro desta etapa, você deve:

  • Certificar-se de que você tem financiamento para a sua renovação, seja o dinheiro se ou de um empréstimo;
  • Defina a data de início e de término para a reforma;
  • Elabore uma simples lista de projetos que você pode fazer por sua conta e projetos que você quer profissionais fazendo;
  • Separe as reformas em dois tipos: reformas internas e reformas externas;
  • Procure por empresas, pedreiros, marceneiros etc para os trabalhos que você não quer fazer sozinho;
  • Pesquise e solicite autorização para a reforma.

Explicado o planejamento que permeia qualquer tipo de reforma, comecemos com uma explicação sobre a necessidade de reformas em sua casa.

Por que reformar uma casa?

O único motivo que torna a reforma de uma casa questionável, salvo situações quando você tem dinheiro sobrando, são reformas puramente estéticas, sem funcionalidade. As reformas feitas por vaidade e status, resumindo. É um desperdício de dinheiro, que poderia ser melhor investido.

Reformas devem ser permeadas pelas seguintes ideias, incluindo a prioridade de cada uma delas (explicaremos as prioridades abaixo):

  • A reforma irá valorizar minha residência: pense aqui não só em uma valorização objetiva, mas também subjetiva. Talvez não valorize bem sua casa construir uma cerca viva com flores. Mas pense nos pássaros que aparecerão de manhã, nas cores que aparecerão na primavera. Não falamos de uma reforma estética. Essa é uma reforma que envolve um lado sentimental, emocional, e isso não tem preço. Reforma de baixa prioridade;
  • A reforma irá reparar danos à minha residência: qualquer dano que seja, seja ele uma infiltração ou uma parede suja, pode custar caro se não reparado com uma certa urgência. Principalmente em danos com riscos, mesmo que mínimos à estrutura de sua casa, devem ter cuidado imediato. Uma goteira em uma torneira pode parecer até inocente, mas imagine se você viaja e a pressão da água rompe a torneira, inundando sua casa? São destas probabilidades que você estará fugindo, além de quanto mais tempo você demorar a reformar sua casa, mais cara ficará a reforma. Reforma de alta prioridade;
Reformando a casa você mesmo

Se for você quem vai renovar a casa, qualquer momento pode ser melhor para reformar, principalmente pelo corte de custos de mão-de-obra. (Foto: homeguides.sfgate.com)

  • A reforma irá prevenir danos à minha residência: as águas daquele córrego próximo à sua casa aumentam a cada ano. Seu muro é todo aberto e você teme que em uma enchente, ele alague tudo. Você pode então investir em obras de impermeabilização de seu muro e na drenagem ao redor de sua casa, evitando que em caso de enchentes, o interior de sua residência seja danificado. Outras obras muito comuns incluem reforço de telhado (contra ventos e chuvas), reforço de paredes (contra rachaduras) entre outros. Reforma de média a alta prioridade;
  • A reforma irá tornar minha casa mais sustentável: eletricidade traz altos custos para uma residência. Por que então não investir em um aquecedor de água solar ou a gás? Lógico que isso precisará de uma reforma maior. Você pode também aumentar o tamanho das janelas, trocar os vidros, entre outras reformas e melhorias que ajudam a tornar sua casa mais barata de sustentar, no longo prazo. Reforma de baixa a média prioridade.

Podem haver mais motivos, mas estas são as principais ideias para suas reformas.

Explicando as prioridades de reforma

As prioridades explicam a urgência com a qual você deve planejar a reforma. De acordo com a prioridade, o tempo máximo que você deve demorar para executar a obra é de:

  • Prioridade baixa:  de 1 a 5 anos, dependendo da grandeza da obra;
  • Prioridade média: até 6 meses;
  • Prioridade alta: até 3 meses.

As reformas podem se tornam mais ou menos urgentes dadas algumas variáveis, como chegada de períodos de chuva ou um dano que prejudica o funcionamento normal da residência.

Planejando reforma da casa

Ao sentar e discutir para reformar sua casa, você irá conseguir ver todos os pontos onde pode economizar e todos aqueles onde pode investir um pouco mais. (Foto: www.realtypin.com)

Reformas internas x Reformas externas

Do planejamento, todos os outros tópicos podem ser sanados com pesquisas pelo melhor preço e melhor trabalho prestado. Amigos, internet, referências entre outros, são as fontes de informações para garantir a qualidade e um bom serviço prestado. Mas nenhum deles, ou quase nenhum te explicará as diferenças entre reformas internas e externas.

Reformas internas são aquelas feitas dentro da residência. O que ninguém vai te dizer é que é mais barato fazê-las onde há menor demanda para estes tipos de obras: nos meses em que está mais quente. Isso porque quase ninguém quer ficar em casa e as reformas internas terão pouco ou nenhum efeito para as visitas. Afinal, a maioria dos brasileiros quer mostrar o dinheiro gasto em suas casas.

Já reformas externas são melhor de fazer nos meses frios, salvo situações onde os meses frios também são chuvosos. A chuva pode prejudicar e muito o andamento de uma obra, além de aumentar seus custos.

Poder ser que estas dicas variem de região para região, dada a inflação dos serviços vivida atualmente. Porém, tente pesquisar, caso não haja urgência para uma obra, quando elas estão mais baratas, fazendo orçamentos mensais. Deste modo, você tem um banco de dados pessoal para poder estabelecer quando é melhor fazer suas obras.

Estas dicas são bem simples. Mas é com simplicidade que se conquista muito mais. Se você tiver mais dicas, não deixe de compartilhar conosco no espaço para comentários abaixo!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)