Você se sente como se um pouco do seu suado dinheiro parece desaparecer no ar a cada mês? Fiquei observando um grande pedaço das minhas finanças que pareciam desaparecer em um buraco negro mensal, apesar do que eu achava que era um orçamento decente. Então, eu decidi limpar minhas contas e partir para localizar essas áreas escondidas. Aqui estão algumas dicas que aprendi ao longo do caminho que podem ajudá-lo a acabar com seus gastos misteriosos também.

Gastos não planejados com refeições

Apesar de ter um orçamento de jantar e almoço, eu admito que eu não estava mantendo o controle de cada bebida ou sorvete que comia. Enquanto um deleite ocasional é bem merecido, muitas vezes eu estava abusando. Por exemplo, na semana passada, enquanto passeava para encontrar um restaurante, gastei R$5 em dois sorvetes. Quando eu vou para o mercado, eu posso comprar um pote de 2 litros por quase esse preço. Notei que outros pequenos mimos foram somando-se, também. De alguma forma, eu estava esquecendo-me que a guia para esses passeios podem facilmente gastar R$15 – R$20 para duas pessoas.

Depois que eu percebi o que estava acontecendo, eu estabeleci um subsídio para esses mimos por mês. Isto consistia em pôr de lado uma quantia pequena, fixa em dinheiro, na minha carteira. Eu poderia fazer o que quisesse com o meu pequeno rolo de dinheiro, mas uma vez que ele se for, acabou para aquele mês. Isto rapidamente parou o anterior excesso de gastos e me fez priorizar a minha compra e no quanto eu queria mesmo alguma coisa.

Em segundo lugar, eu encontrei maneiras para se espalhar um pouco mais minhas despesas. Para as visitas sorveteria e paradas de fast food, eu fiz essas viagens planejadas, como passeios especiais com pessoas especiais. A ansiedade para estes passeios planejados me fez apreciá-los ainda mais. Espalhando guloseimas nas saídas separadas realmente me fez sentir como se estivesse saindo mais, também.

Dinheiro sumindo de suas mãos

Se você não mantém um controle de suas finanças, a cada dia que passar vai parecer exatamente o que a foto mostra: que seu dinheiro está indo para o ralo! (Foto: thefinancialphysician.com)

A maldição dos presentes de última hora

Coisas como presentes surpresas, festas de aniversário e feriados de menor escala foram realmente se somando. Jogue um casamento ou dois, e você pode facilmente sair dos trilhos com gastos. Eu nunca parei para pensar sobre quantos eventos eu participei e os tipos de presentes que comprei, por maiores que fossem. Além disso, muitas vezes eu ia comprar presentes na última hora, ou seja, eu geralmente gastava mais por conveniência.

Passei a fazer alguns de meus presentes. Ou simplesmente, comecei a ser mais criativo. Eu passava a pensar mais nos presentes, planevaja com certa antecedência e assim, consegui economizar de um jeito bem mais inteligente e muito original. Todos meus amigos e familiares adoram meus presentes, e eles não precisam saber quanto custou para eu fazê-los, não é?

Diversão demais, muito pouco tempo

Estou falando de filmes, seriados, músicas, baladas, jogos, idas ao cinema e todo tipo de entretenimento que você possa imaginar. Isso inclui também meus gastos com telefone, internet, pacotes de mensagens que eu não usava e muito mais. Via facilmente mais de R$200,00 por mês irem para estes fins, quando acabei colocando estes gastos no papel.

O primeiro passo foi começar a planejar melhor minhas baladas. Como eu não bebo mais, me forçava a ir de moto para as baladas, um incentivo maior ainda para não beber. Economizava assim também no táxi. Além dessa economia, passei a limitar os meus gastos em cada balada e sempre que possível, passei a reunir meus amigos na minha casa. Renegociei meu plano de internet, passei a sair menos e investir mais meu tempo com pessoas de qualidade. Ganhei não apenas financeiramente, mas pessoalmente, pois descobri que boa parte de minhas companhias não eram tão agradáveis longe do ambiente “balada”.

Considerações finais

A próxima vez que você estiver olhando para sintonizar o seu orçamento, dê uma olhada em seus gastos não essenciais e realmente você vai achar para onde vai o seu dinheiro. Não pense em gastos grandes: são R$2 que você gasta em todas as saídas é que fazem a real diferente. Meus exemplos foram muito relevantes para você visualizar que os maiores vilões são os gastos não planejados. Ao identificar as armadilhas comuns e fazer alguns ajustes úteis, você pode salvar um monte e ainda fazer as coisas que você gosta, deixando sempre um dinheiro separado para estas “emergências”.

Você já descobriu todos os seu hábitos financeiros ocultos? O que você fez para identificá-los e corrigi-los? Compartilhe conosco suas ideias!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)