Presentes para toda família sem ficar no vermelho? Veja como!

Escrito na categoria "Cartão de crédito e débito" por André M. Coelho.

Em pesquisa feita no ano passado, cada adulto planejou gastar um valor estimado de 511 dólares, em média, em presentes de Natal na Austrália, ou uma gritante quantia de $8.5 bilhões totais, de acordo com um estudo. Mesmo que no Brasil essa quantia seja um pouco menor, já é de se assustar estes valores e de pensar que provavelmente você não tem todo esse dinheiro no fim do ano.

Publicidade

Publicidade

Os brasileiros gostam de ser generosos nesta época do ano e isso é ótimo, desde que as pessoas estejam gastando dentro de nossas possibilidades. No entanto , o estudo constatou que mais da metade das pessoas planejava usar um cartão de crédito para financiar pelo menos parte do período de Natal caro, com um terço se sentindo pressionado a gastar mais em presentes do que eles poderiam pagar. Em um país como o Brasil onde a população se endivida cada vez mais e a quantidade de pessoas que paga seus débitos diminui consideravelmente, este dado sobre o endividamento não é uma grande surpresa.

Pior ainda, muitos disseram que podem ainda não ter pago os presentes do Natal até um ano depois. Um presente que continuará até o próximo Natal. Isso é que é um grande presente!

O problema e a solução do cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser uma ótima ferramenta , se usada corretamente. É vital que você tenha um plano para pagar sua fatura inteira nos próximos meses e não acabar rolando algum tipo de dívida com juros altos. Pode ser que você queira aproveitar um produto que sonhava tanto, mas será que não é melhor aguardar as promoções de início de ano por ele?

Se você precisa muito do item e o parcelamento tem juros baixos (afinal, não existe parcelamento sem juros no cartão), talvez valha a pena comprar. Mas você tem que colocar tudo em uma balança completamente racional para compreender sua necessidade contra seu consumismo.

Natal de qualidade sem gastar muito

Seu Natal pode ser ouro, mas sem ter o mesmo preço deste metal precioso. (Foto: www.frugalsimplicity.com)

Publicidade

Publicidade

Comprando com sabedoria: como dar presentes sem ficar no vermelho?

O Natal não tem que explodir o orçamento deste ano. Há maneiras simples de reduzir o custo da época festiva.

Defina um orçamento

Defina um orçamento do que você pode pagar e analise para quem você quer comprar e o que você pode gastar com cada pessoa. A compra por impulso é bastante comum no Natal, e ter um orçamento pode ajudá-lo a ficar com o que você pode pagar.

Pesquise

Publicidade

Se você é um cliente de Natal inteligente, você pode salvar muito dinheiro por fazer suas compras online. Mas mesmo se você deixou para fazer compras um pouco tarde, você ainda pode economizar dinheiro, pesquisar e comparar preços online antes de visitar uma loja para fazer a compra.

Publicidade

Apenas por fazer uma simples pesquisa sobre um determinado item, você pode encontrar onde comprar mais barato e potencialmente salvar um monte de dinheiro. A maioria dos grandes varejistas pode igualar o preço de outra pessoa ou dar-lhe um preço melhor. Vale a pena fazer sua lição de casa.

Pague em dinheiro

O dinheiro é a melhor maneira de comprar no Natal. Se você puder, pague em dinheiro para evitar ser cobrado juros sobre compras com cartão de crédito e acumular dívidas. Ele também irá ajudá -lo a controlar o quanto você gasta e minimizar a compra por impulso, além de ajudar a negociar descontos ainda maiores.

Se você vai usar um cartão de crédito para comprar presentes, tenha um plano para pagar o saldo sem juros. Se não, você poderia encontrar-se sobrecarregado com dívida que rendem juros altos e acabar tendo que pegar um empréstimo.

Faça tudo comunitário

Publicidade

Publicidade

Hospedagem de amigos e familiares no dia de Natal pode acabar custando um bom bocado. Você pode cortar os custos pedindo a todos os presentes nas comemorações para contribuir com um prato de comida ou bebidas. É também uma ótima maneira de obter todos os envolvidos e introduzir uma maior variedade para a mesa de almoço.

Considerações Finais

Sabemos que quando você fizer este planejamento pela primeira vez vai ser um pouco difícil manter todos os limites. É completamente normal e compreensivo. Mas não se desmotive e continue em frente, sempre buscando mais economias. Afinal, sua saúde financeira é seu maior presente no ano novo.

Quais são seus planos para o Natal? Como você pretende fazer suas compras?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Publicidade

Publicidade

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário