Os produtos falsificados se tornam cada vez mais ameaçadores. Enquanto há algumas precauções gerais que você pode tomar para evitar a compra de falsificações, a melhor defesa é estar vigilante e para aprender a detectar falsificações por si mesmo.

Fique atento a negócios que são bons demais para ser verdade. Nem todas as falsificações vendem a preços mais baixos do que os seus homólogos genuínos, mas um negócio irreal é um dos sinais mais seguros de um produto falsificado.

Preste bastante atenção aos produtos que você compra. As probabilidades são que você compra muitos dos mesmos produtos ou marcas. Preste ao menos um pouco de atenção a eles e você vai ser muito melhor em detectar uma falsificação porque você vai ter algo para comparar. Se você está comprando uma marca que é nova para você ou um produto que você não compra com freqüência, compare-o com o mesmo produto em outras lojas. Você também pode comparar marcas. Por exemplo, se você não tem certeza sobre um cabo de extensão, compare-o com outros que estão na mesma seção da loja. Todas as marcas de extensão vai ter um monte das mesmas informações e símbolos impressos na sua embalagem ou no próprio cabo. As marcas que não tiverem tais adesivos, que são determinações pelos órgão responsáveis do país, com certeza são falsificados.

Cuidado com produtos que parecem frágeis ou são obviamente mal feitos. O controle de qualidade é muitas vezes ausente em operações de falsificação, então você pode ser capaz de detectar uma falsificação simplesmente com base no produto final. É claro que, mesmo se não for uma falsificação, você realmente quer um produto mal feito? Examine também a embalagem com cuidado. Reputadas empresas normalmente tomam grande cuidado na embalagem de seus produtos. Cuidado com embalagens frágeis, com impressão inferior, ou pacotes que parecem terem sido abertos.

Erros ortográficos ou gramaticais são comuns nas embalagens de produtos falsificados. Ainda, a embalagem corresponde exatamente ao produto? Verifique os números de modelo na embalagem com o número do modelo do equipamento, e examine cuidadosamente as etiquetas em itens de vestuário.

Identificando produtos falsificados

Sempre procure por lojas autorizadas e de renome para a compra de seus produtos. Nunca ache que as ofertas de menor preço são as melhores, pois elas podem estar escondendo um produto falsificado. (Foto: macgasm.net)

Observe bem caixas muito simples. A maioria dos rótulos de produtos e caixas estes dias têm toda uma série de informações impressas sobre eles, desde códigos de barras para marcas e patentes aos símbolos de reciclagem. Falsificadores muitas vezes não querem gastar o tempo para reproduzir todos os detalhes.

Procure informações de contato do fabricante. Empresas de qualidade vão fornecer um número de telefone ou pelo menos um endereço pelo qual os consumidores podem contata-las.

Procure por um selo de certificação de segurança, principalmente o selo do INMETRO. Tenha em mente, no entanto, que os falsificadores, muitas vezes, incluem marcas falsificadas de seus produtos, então você precisa olhar de perto e ver se o selo está bem impresso ou se é uma falsificação barata. Ainda, as marcas para uma determinada certificação não são sempre do mesmo tamanho, mas elas sempre carregam a mesma fonte e design, e que incluirá um número de controle para o produto específico. Marcas falsificadas são normalmente, mas nem sempre, fáceis de detectar. Se a marca de certificação está presente apenas na embalagem, mas não no produto em si, há uma boa chance de que o produto seja falso.

Certifique também de que tudo que deveria estar dentro da embalagem está presente, tais como um manual do proprietário ou um cartão de registro do produto. Às vezes, falsificadores nem sequer incluem todas as peças que deveriam vir com o produto, ou algumas partes são de um fabricante diferente. Falando no fabricante, muitas grandes empresas têm agora informações em seus sites para alertar os clientes para possíveis produtos falsificados e ajudá-los a detectar falsificações.

A qualidade das falsificações varia muito. Para muitas pessoas, esse é o maior problema com falsificações: você não sabe o que você está recebendo. A China é a fonte da maioria dos produtos falsificados. É claro que muitos, muitos produtos legitimamente produzidos também são feitos na China, mas uma etiqueta “Made in China” em um produto já é uma bandeira vermelha. Você também deve estar desconfiado que nenhum país de origem é listado em qualquer embalagem ou o produto em si.

Embora essas medidas podem ajudar a detectar a maioria das falsificações, alguns falsificadores prestam muita atenção aos detalhes e nenhum conjunto de diretrizes pode garantir que você não vá comprar um produto falsificado. Por outro lado, só porque um produto falhar um ou dois dos testes acima não significa necessariamente que seja falsificado.

Se algo não parece certo, especialmente em um produto que você ingere ou aplica ao seu corpo ou um que pode representar, por exemplo, um risco de incêndio, pare de usá-lo imediatamente e contate as autoridades. Mesmo os produtos genuínos podem estar com defeito ou contaminados, e assim, você não corre o risco de danos ao ignorar um sinal de alerta em potencial.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)