Dívida com banco é uma questão delicada. Muitas pessoas querem se livrar delas, pesquisando se dívidas bancárias caducam em 5 anos, quando uma dívida bancária prescrevem e outras ações que nada tem a ver com lidar com uma dívida mas sim, postergar os problemas para o futuro. Não é impossível sair de uma dívida com o banco, por pior que ela possa parecer, e nós estamos aqui para mostrar algumas estratégias básicas para essa tarefa.

Dívida com banco, o que acontece? Pague a fatura inteira do cartão para não ter que descobrir!

Certifique-se de que você sempre paga mais do que seus pagamentos mínimos de cartões de crédito. Se você fizer apenas seus pagamentos mínimos do cartão de crédito a cada mês, vai demorar uma eternidade para sair da dívida. Se você quiser pagar seu saldo rapidamente, pague o máximo possível, preferencialmente a fatura inteira todos os meses. Se a situação está complicada, use um empréstimo pessoal para fugir dos juros do cartão ou pague todos os meses um valor máximo possível para não pagar tantos juros.

Dívidas bancarias caducam em 5 anos, mas você pode fugir delas antes disso gastando menos

A maioria de nós temos desejos que são maiores do que os nossos pagamentos. Você não pode ter tudo que quer. Muitas pessoas começam na dívida e permanecem no débito porque tendem a comprar o que querem quando querem, independente se as pessoas são capazes ou não de pagar. Nem mesmo milionários podem se dar ao luxo de comprar tudo o que querem. Se você quiser algo, não compre, a menos que você tenha o dinheiro. Passe a pagar as coisas com dinheiro, economizando ao invés de usar o cartão. Assim, você evita prejuízos. Se for uma compra urgente, então opte por parcelar no cartão de crédito, mas só em último caso!

Tenha uma estratégia sólida de pagamento de dívidas

Uma das estratégias mais inteligentes para sair da dívida é adotar um método de quitação de dívidas sólido e funcional. A estratégia bola de neve, por exemplo, consiste em fazer pagamentos mínimos em todos os seus débitos e cartões de crédito, exceto para o que tem os juros mais altos, o qual você vai pagar o máximo possível até a dívida acabar. O método avalanche consiste em pagar as dívidas com menos juros primeiro, até as dívidas com maiores juros.

Quitação de dívida com banco

Se salvar da dívida com bancos é um dos passos mais importantes para a tranquilidade financeira. Faça isso ao invés de deixar a dívida caducar ou te complicar ainda mais. (Foto: Lifehacker)

Fuja do financiamento de carros zero (e de mais de um carro)

E se possível, na troca de carro opte por um veículo usado ao invés de um carro zero. Você pode poupar milhares de reais se você comprar um carro usado de qualidade em vez de um novo, tanto nos juros quanto no custo à vista do veículo. O dinheiro que você economiza pode ajudá-lo a sair das dívidas muito mais rápido. Na troca, opte por um carro que tenha uma mecânica confiável e seja econômico. Pesquise bastante para não se arrepender e ter uma economia significativa nos custos mensais de um veículo.

E caso a família tenha mais de um carro, reduza para um carro para a família toda. Talvez ter um carro e uma moto possa ser uma boa opção para a economia. Quanto menos veículos, mais economia para a família.

Economize nas compras do mês para a família

Para poupar dinheiro, experimente fazer compras de produtos em promoção, armazenando-os para consumo futuro. Em seguida, pesquise substitutos para produtos que você já usa para economizar nas compras. A chave para esta estratégia é observar as promoções, apenas se abastecer quando mantimentos estão em promoção, e congelar os alimentos adequadamente. Assim, você não ficará motivado a fazer compras toda vez que for no supermercado, e saberá melhor quais são as quantidades que você precisa de um ou outro produto por mês.

Vale lembrar: as economias devem ir direto para o pagamento da dívida com o banco, e não para a TV que você quer comprar há alguns anos.

Como quitar dívida com o banco: obtenha um segundo emprego

Conseguir um segundo emprego ou consistentemente trabalhar horas extras é uma maneira comum para muitas pessoas pagarem suas dívidas. Isso não funciona para todos, mas se você pode fazer funcionar, você pode se ver livre da dívida em muito menos tempo. Para que isso funcione, você deve aplicar todas as suas receitas extras para o pagamento da dívida. Trabalhar as horas extras ou o emprego extra também não precisa ser algo permanente. Uma vez que seus débitos forem pagos, você pode voltar a sua rotina normal.

Acompanhe suas despesas e identifique as áreas onde você está gastando demais

Para algumas pessoas, fazer isso pode ajudar a poupar quase tanto dinheiro quanto trabalhar um emprego de meio período, ou fazer várias horas extras. Você não vai saber o quanto você pode poupar a menos que você tente. Acompanhe o que você realmente gasta, não quanto você acha que deveria gastar, ao longo de um mês. Se você não for honesto consigo mesmo neste exercício, não vai funcionar sua economia, mas a maioria das pessoas fica surpresa com o que eles descobrem sobre seus gastos. Uma vez que você conhecer seus hábitos de consumo, você deve ser capaz de identificar áreas onde você pode fazer cortes. Aloque o dinheiro que sobrar para pagar suas dívidas.

Adote uma estratégia de consolidação de débito

Veja se o seu banco pode ajudá-lo a consolidar todas as suas dívidas em um empréstimo apenas com um pagamento a uma taxa de juros mais baixa. Isso pode ser um primeiro passo útil para pagar sua dívida. No entanto, obter um empréstimo de consolidação da dívida só irá ajudá-lo se você criar um orçamento que ajude a evitar a acumulação de novas dívidas enquanto você quita o débito atual, e que permite poupar um pouco dos recursos todos os meses. E claro, que as parcelas estejam dentro de um valor que você pode pagar.

Refinancie sua hipoteca com o banco

Se você possui sua própria casa, você pode ter capital suficiente para consolidar todas as suas dívidas através de uma renegociação da hipoteca. Assim como com um empréstimo de consolidação de débito, quando você consolidar dívidas em sua hipoteca também é necessário criar um orçamento que aloca dinheiro para poupança. Se você não fizer isso, você sempre será tentado a pegar mais emprestado quando surgirem emergências. Repetidamente refinanciar o imóvel como se fosse um caixa eletrônico pode te deixar também com novas dívidas, sem poupança, e até sem seu imóvel. Portanto, pense bem antes de fazer isso.

Converse com especialistas financeiros

Se você está em dívida e acho que não tem solução, comece falando com um especialista financeiro. Converse com seu gerente, amigos, economistas, contadores, profissionais da área de finanças que podem te ajudar em uma estratégia de quitação de dívidas.

Crie um orçamento para quitar as dívidas

Um orçamento é apenas um plano de gastos. Isso irá ajudá-lo a permanecer em linha reta com seus pagamentos atuais da dívida, ou acelerar seus pagamentos. Um plano de gastos é algo que você estabelece para se certificar de que você está gastando menos do que você ganha.

Algumas pessoas dizem que não gostam de orçamentos, mas essas pessoas geralmente nunca fizeram um. Teste várias técnicas de orçamentos pessoais e familiares e encontre uma que funcione melhor para sua situação, sempre focando em poupar mais dinheiro para pagar as dívidas.

Quanto mais cedo você começar a lidar com sua dívida, mais cedo você vai quitar sua dívida com o banco. Os próximos anos passarão se você pagar ou não, então comece tentando pelo menos uma ou duas dessas estratégias. Você realmente não tem nada a perder!

Como você pretende quitar sua dívida com o banco? Quais estratégias funcionam para você e quais não funcionam?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)