Empréstimo para MEI: como funciona? Como escolher?

Em Empréstimos e financiamentos por André M. Coelho

Aqui está tudo que você precisa saber sobre adquirir um empréstimo como um Microempreendedor Individual – MEI

Existem muitas opções de empréstimo para MEIs, de empréstimos de equipamentos até empréstimos de capital de giro. Como um micro-empresário, você provavelmente decidirá entre alguns credores: empréstimos com subsídios públicos, bancos convencionais e credores alternativos. Cada um oferece seus próprios benefícios e desvantagens.

E embora existam inúmeras opções para escolher, nem todas entregam os mesmos benefícios. Faça uma pequena lista de potenciais credores fazendo pesquisas para comparar ofertas. Ao passar pelo processo, tenha em mente que maior valor nem sempre é melhor – ou mais seguro.

Dependendo das suas necessidades como uma empresa, você vai querer entender todas as suas escolhas antes de se estabelecer em um credor. Aqui está tudo que você precisa saber sobre obter um empréstimo.

Tipos de empréstimo para CNPJ MEI

Existem muitos tipos de credores e empréstimos para escolher. Cada um deles vai apresentar diferentes características, vantagens, e desvantagens.

Ao optar por um ou outro, você precisará de pesar as necessidades de sua empresa, e planejar bem suas metas.

Seja como for, abaixo estão algumas das suas opções.

1. Empréstimos de bancos tradicionais para MEI

Os empréstimos bancários tradicionais normalmente têm baixas taxas de juros, um cronograma detalhado de pagamento e a capacidade de manter a propriedade total do negócio.

Os bancos também oferecem empréstimos para muitos propósitos diferentes: imobiliário, capital de giro, linhas de crédito e equipamentos entre outros.

Uma linha de crédito seria mais usada para necessidades de financiamento de curto prazo, enquanto um empréstimo a termo ou hipoteca de imóveis comerciais oferece financiamento multiyear para expansões ou para comprar propriedades.

Menores juros e melhores condições podem ser obtidas se o seu CPF tem um bom score de crédito.

Empréstimo para MEI

Pegue um empréstimo para MEI que atenda ao que precisa sem sair no prejuízo ou sem exagerar. (Imagem: Nexio)

2. Empréstimo para MEI liberado pelo governo

Esses empréstimos para MEI apoiados pelo governo são seguros e atingíveis para empresas que podem ter sido afastadas por outros credores. Eles oferecem algumas das menores taxas de juros disponíveis e muitas vezes têm menores pagamentos mensais

Os empréstimos com subsídio do governo permitem aprovações em alguns casos, considerando seu tipo de negócio, sua situação financeira, o objetivo do dinheiro.

Você pode encontrar esses empréstimos em bancos tradicionais, no BNDES, e pelo intermédio de instituições como o SEBRAE.

3. Empréstimo para MEI negativado

Existem outras opções de financiamento para MEIs além do banco tradicional ou dos credores com subsídio do governo, como credores on-line, credores alternativos diretos ou financeiras. Esta é uma opção popular para aqueles com crédito ruim ou o nome negativado.

Mas enquanto eles podem ter um curto tempo de aprovação, há alguns problemas no financiamento alternativo, como taxas de juros mais altas, tempo de pagamento curto, menos controle sobre as condições, etc.

Só busque esses empréstimos depois de ter esgotado todas as opções.

4. Empréstimos com garantia para MEI

Empréstimos garantidos ou com garantia são mais fáceis de adquirir do que empréstimos não garantidos porque precisam de garantias de você. Este tipo de empréstimo é frequentemente adequado para o MEI que tenha joias, veículos próprios, ou imóveis que podem ser usados como garantia no caso de não pagar o empréstimo..

5. Empréstimos não garantidos para MEI

Se você tem um bom crédito, você pode potencialmente obter uma boa grana empréstimos não garantidos. No entanto, os MEIs  que têm crédito ruim são muitas vezes são afastados desses empréstimos. Se você puder adquirir um empréstimo não garantido, você não precisa oferecer nenhuma garantia – que é uma grande vantagem para os MEIs.

6. Empréstimos de negócios de longo prazo

Empréstimos de longo prazo são voltados para a expansão da sua empresa, oferecendo valores que podem ser usados para empreendimentos da companhia. Eles podem ser pagos de volta por anos e a taxas mensais mais baixas. No entanto, eles não são normalmente adequados para startups, mas sim para empresas mais estabelecidas.

Cuidados ao pegar um empréstimo para MEI

Não basta simplesmente ir e pegar seu empréstimo MEI. Como um empresário responsável, você precisa se planejar e estruturar não apenas o pedido do empréstimo, mas como ele será utilizado e como será pago. Há mais coisas a considerar, entao certifique-se de classificar os seguintes fatores antes de procurar um credor para seu empréstimo.

1. Plano de negócios para MEI

Antes de escolher um empréstimo, você precisa delinear seus objetivos para sua empresa em um plano de negócios. Isso deve dar uma boa ideia do tipo de empréstimo que você precisa.

Antes de se encontrar com um banqueiro ou credor, é importante ter um plano de negócios em vigor – de preferência um que foi revisto pelo seu contador. O plano deve incluir metas financeiras de curto e longo prazo articuladas.

Pergunte a si mesmo o que você precisa para alcançar seus objetivos e o que você está faltando. De lá, encontre um banqueiro que possa antecipar o crescimento do seu negócio e criar uma solução de empréstimo.

2. Ciclo de fluxo de caixa

Seu ciclo de fluxo de caixa impacta diretamente o tipo de empréstimo necessário para o seu negócio. Considere o seu ciclo de pagamento, o fluxo de dinheiro dentro e fora, e a melhor maneira de manter uma receita estável.

Certifique-se de ter uma compreensão sólida de suas contas a receber e que seu banqueiro entenda seu mix de pagamento. Por exemplo, muitas grandes corporações, companhias de seguros médicos, e entidades governamentais têm longos ciclos de pagamento, de4 até 90 ou 120 dias. Converse com seu banqueiro sobre como esses fatores afetam seu fluxo de caixa para que ele possa projetar uma solução apropriada.

3. Despesas

Calcule suas despesas para ter uma ideia de quanto dinheiro e o que exatamente você precisará do seu potencial credor.

Você tem uma compreensão realista de despesas correntes e potenciais? Dê uma olhada no tamanho do seu negócio e seu potencial de crescimento.

Por exemplo, se você tem um escritório, talvez não precise contratar um profissional de RH imediatamente. Mas isso pode mudar a linha se você decidir cultivar seu negócio.

4. Riscos

Há sempre riscos envolvidos com finanças, especialmente ao buscar o empréstimo certo para o seu negócio. É por isso que é importante discutir preocupações imediatamente e ser transparente com suas intenções.

As conversas sobre o risco devem acontecer antecipadamente. Os bancos olham para níveis de dívida, fluxo de caixa e liquidez com cuidado. É importante entender as diretrizes do seu banco nessas áreas.

Quanto maior sua relação dívida ao patrimônio, o mais arrisco aparece aos banqueiros e, mais difícil, será atingir um empréstimo. Se você tiver alguma fraqueza em seu modelo de negócios ou história financeira, divulgue-os antecipadamente e trabalhe em torno dessas questões com a ajuda do seu banqueiro.

5. Determinando quanto pedir emprestado

Depois de decidir procurar um empréstimo, você precisará avaliar quanto dinheiro você precisa e quanta dívida você pode assumir com responsabilidade.

A pior coisa que você pode fazer é ir a um banco e perguntar:” Quanto posso pegar emprestado?” Você deve saber exatamente o quanto você precisa, exatamente como será usado e exatamente como será reembolsado. Dessa forma, eles sabem que você fez sua lição de casa.

O tamanho dos empréstimos para MEIs varia muito dependendo do tipo e do tamanho do negócio e do propósito do empréstimo.

Ao descobrir quanto dinheiro você precisa emprestar, considere o que você pretende fazer com o empréstimo e desenvolver um orçamento detalhado. Obtenha um preço para qualquer equipamento ou suprimentos que você estará comprando. Veja as demonstrações financeiras para ter uma noção de se suas receitas permitirão que você pague o empréstimo.

Aproveite o aconselhamento, treinamento e classes gratuitos oferecidos através dos vários programas da SBA. Procure um centro de desenvolvimento de MEIs ou um mentor de pontuação perto de você. Eles podem ajudá-lo a desenvolver sua proposta de empréstimo e identificar um credor apropriado.

Documentação e exigências para um empréstimo MEI

Então você está pronto para tirar um empréstimo. Você vai querer ter certeza de ter todos os seus patos seguidos antes de visitar o credor. Isso inclui encontrar o credor direito para suas necessidades e coletar todas as suas informações antes do tempo.

1. Eu sou elegível para um empréstimo comercial?

Diferentes bancos, cooperativas de crédito ou credores sem fins lucrativos terão seus próprios critérios para determinar sua elegibilidade para um empréstimo, mas no final, ele se resume a risco. A maioria dos credores considerará esses fatores ao revisar seu pedido de empréstimo:

2. Sua pontuação de crédito e histórico de crédito

A maioria dos credores irá verificar seu registro pessoal e de crédito comercial. Você pode obter seu relatório de crédito pessoal de cada uma das principais agências de crédito gratuitamente uma vez por ano.

3. Há quanto tempo você está no negócio

Da perspectiva do credor, mais tempo você estiver no negócio, menor o risco. Se você puder provar um histórico de sucesso, suas chances de garantir um empréstimo são melhores. Eles também vão querer olhar para a experiência de sua equipe de gerenciamento, sua base de clientes e sua participação de mercado.

4. A natureza do seu negócio

Certos negócios, como escritórios ou hospitais do médico, são considerados menos arriscados que outros, como restaurantes, diz Quinn. Isso não significa que você não pode obter um empréstimo para o seu restaurante, mas você pode querer considerar alternativas aos bancos tradicionais (como um micro-empréstimo através de uma ONG).

5. O objetivo do empréstimo / plano de negócios

O credor vai querer ver uma justificativa calculada para o empréstimo, bem como uma estratégia para o reembolso.

6. Seu patrimônio no negócio

A maioria dos credores irá analisar sua relação dívida para equivalência patrimonial (o valor que você tomou emprestado em comparação com o valor que você investiu no negócio). Eles querem ver que você está se arriscando. A maioria dos bancos não quer que sua dívida total seja mais de quatro vezes sua equidade no negócio.

7. Sua capacidade de pagar o empréstimo, incluindo garantia (ativos pessoais e de negócios)

Além de revisar suas receitas e lucros, o credor vai querer saber que você pode pagar o empréstimo, mesmo que o negócio falhe.

Como escolher o credor do empréstimo MEI para seu negócio?

Longe são os dias em que seu banco foi a única fonte de empréstimos. Hoje você pode acessar empréstimos de bancos tradicionais, cooperativas de crédito, bancos de desenvolvimento comunitário, organizações sem fins lucrativos e uma ampla gama de credores online. O objetivo do empréstimo e a natureza do seu negócio ajudará a determinar qual credor é ideal para você.

Aqui estão algumas das suas opções de credor:

1. Bancos tradicionais

Negócios maiores e mais estabelecidos com um bom crédito podem escolher um empréstimo de um banco tradicional. Grandes bancos são cautelosos de empréstimos a MEIs porque não é tão rentável, mas se você tiver um relacionamento com o ramo local de um banco nacional, isso pode ajudar.

2. Bancos de desenvolvimento comunitário

Estas menores instituições financeiras comunitárias podem estar mais dispostas a emprestar dinheiro para sua startup do que um grande banco tradicional.

3. Cooperativas de crédito

Os sindicatos estão expandindo rapidamente seus empréstimos de MEIs. Estas opções estão cada vez mais se expandindo para seus negócios.

4. Credores online

Os credores on-line representam um setor pequeno, mas em rápido crescimento do mercado de empréstimos de MEIs. Eles podem frequentemente fornecer empréstimos mais rapidamente graças a um sistema simplificado para determinar a elegibilidade. Mas a cautela é necessária, pois alguns desses credores cobram taxas de juros muito elevadas.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário