Eu sempre achei um absurdo que o Brasil não exige algum tipo de curso básico de educação financeira antes que os estudantes possam concluir o ensino médio e suas universidades. O envio de jovens adultos despreparados para o mundo das hipotecas, crédito, empréstimos de carro, credores e dívidas é um pouco como o envio de cordeiros para o abate. Para quem está começando no mundo da gestão do dinheiro independente, há algumas lições essenciais que ajudarão a evitar os piores desastres. A lista abaixo não é muito abrangente, mas é um bom roteiro para que os jovens iniciam sua caminhada financeira logo após se formarem.

Aprender, aprender e aprender

Aprender a gerir o dinheiro, poupar e investir não é a arte difícil que a maioria dos especialistas nos querem fazer crer. Tanta coisa boa e informação está disponível a partir de fontes confiáveis ​​tanto online quanto offline. Aprenda boas estratégias de poupança a partir de sites como este ou o básico do investimento com alguns livros de finanças na biblioteca ou livraria. Entender suas tolerâncias de risco, fique curioso sobre como maximizar o retorno sobre suas economias, e advogar para o seu próprio futuro financeiro.

Conhece a ti mesmo

É quase impossível de compreender as nossas fraquezas financeiras e combatê-las sem primeiro conhecer a nós mesmos. O que desencadeia financeiros negativos que você tem? Problemas no orçamento? Um hábito ruim? A incapacidade de segurar o dinheiro quando você tem? Entenda suas inclinações, e, se você não pode mudá-las, reorganize sua vida para diminuir seus efeitos.

Use o crédito, mas não seja usado por ele

Infelizmente, é quase impossível de funcionar na vida moderna, sem o uso de crédito e ter um histórico de crédito saudável. Mas há uma grande diferença entre alavancar o poder de crédito taticamente, de tempos em tempos, e cair nele permanentemente. Use o crédito seletivamente para construir recursos ou de empréstimos livres de curto prazo, ou seja, para pagar seus cartões de crédito na íntegra no final de cada ciclo de faturamento e não incorrer em um centavo em taxas de juros. Nunca abrace o uso de crédito de modo liberal, porque os juros por si só manterão você em constante estado de servidão.

Preste atenção

O dinheiro é uma construção social e o seu poder é conduzido por pessoas e moldado pelos acontecimentos em nosso mundo. Quanto mais perto você manter seu ouvido no chão, mais chances você terá de ouvir os rumores tênues de turbulência econômica ou oportunidades financeiras.

Estabilidade financeira após graduação

Após se graduar, lidar com dinheiro é muito importante para garantir a estabilidade na construção de uma boa carreira. (Foto: www.simplethriftyliving.com)

Fale de dinheiro

Vivemos em uma época de plena divulgação, ainda, que raramente falemos sobre dinheiro. É esse silêncio que mantém as pessoas de falarem sobre suas realidades financeiras, aprendendo, compartilhando os conselhos, e elaborando de estratégias em conjunto. Supere isso. Retire o tabu social sobre a conversa de dinheiro por ser mais aberto com amigos confiáveis. Você pode ser surpreendido de quão universal suas lutas são e quão valioso e motivador o seu sucesso pode ser para os outros.

Seja estratégico

A maioria de nós sabe que precisamos poupar, mas raramente realmente consideramos o que estamos poupando ou o que nossos objetivos específicos são. Como uma pessoa jovem, pergunte-se: “O que eu quero realizar financeiramente quanto eu tiver 30 anos? E aos 40? Que tipo de aposentadoria que eu quero ter e o que eu deveria estar fazendo agora para fazer isso mais provável?” Escreva suas metas estabelecidas e documente cada etapa das estratégias que você vai fazer para chegar lá.

Economize com gosto

Uma vez que você sabe que seus planos de curto prazo e de longo prazo, você está pronto para poupar e investir. Poupar mais cedo geralmente significa acabar com mais dinheiro mais tarde. Poupadores jovens, mesmo aqueles que separam somas bastante modestas tiram proveito de um horizonte de tempo mais longo e obtém um começo galopante em relação a retardatários. Claro, economizando mais agora envolve viver dentro de seus meios e adiar a gratificação – uma disciplina que é duramente conquistada por jovens ou velhos. Comece por escalonar para trás em duas ou três categorias de despesas em sua vida (talvez roupas ou viagens) e redirecionar esse dinheiro em um investimento de renda fixa ou aposentadoria privada.

O mundo do dinheiro está mudando constantemente, mas as regras essenciais do jogo tendem a permanecerem as mesmas. Entenda onde você quer acabar e decida como você vai chegar lá (e lembre-se, ganhar na loteria é um sonho, não é uma estratégia). Saiba o que puder o mais rápido que puder e fique rigorosamente disciplinado sobre poupança e investimento. Uma vez que você tem alguns sucessos em seu currículo, não tenha medo de falar sobre o que você aprendeu e passar o seu conhecimento à frente.

Como você aprendeu suas lições financeiras mais valiosas? Foi através de uma formação cuidadosa ou julgamento confuso e erros? Qual é a peça mais importante do conselho que você daria a quem está começando agora?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)