A adolescência é uma fase de mudanças. Uma fase de descobertas, de erros (muitos deles) e acertos. Um adolescente pode passar por esta fase com uma certa tranquilidade, principalmente financeira, ou você pode deixar que ele aprenda (e se endivide) sozinho.

Para que neste momento delicado da vida adolescente a crise não seja ainda pior, reunimos importantes dicas que adolescentes deveriam seguir para finanças mais saudáveis e o rumo certo para uma vida adulta financeiramente tranquila.

Economize dinheiro agora, porque você nunca sabe quando você vai precisar dele mais tarde

Ao criar um hábito de poupança na escola, o adolescente terá dinheiro suficiente para comprar itens essenciais, como um casaco de inverno quente, e pagar a viagem de férias da faculdade. Alguns de seus amigos têm apenas um ou poucos reais em suas contas bancárias, sem nunca consideraram poupar para depois. Eles terão que chamar seus pais e pedir dinheiro e acredite, no futuro financeiro quanto mais dependente um adolescente for pior para família e amigos.

Candidate-se a bolsas de estudo no seu primeiro ano. Não espere até o segundo semestre de seu último ano.

Desde o primeiro momento que você estiver em uma faculdade ou até escola particular, busque todas as formas possíveis de adquirir uma bolsa, seja com melhores resultados, com seu trabalho, participando de programas de sua cidade/governo ou sorteios de bolsas. Você diminuirá consideravelmente o impacto financeiro dos estudos na vida do adolescente e de toda a família

Saiba orçar seu dinheiro em vez de gastar o que você tem

Quando era mais jovem, aos 15 anos, eu comecei a ganhar meu próprio dinheiro. Antes de tomar algumas aulas de alfabetização financeira com livros e estudos, eu não tomava cuidado com minha mesada e finanças e fazia muitas compras. Depois de muito estudar e quebrar a cara, percebi que deveria criar um orçamento de dinheiro para poupanças e despesas previstas para coisas como filmes, roupas, jogos e baladas.

Você ficará surpreso com o quão fácil é poupar dinheiro e a rapidez com que a riqueza se constrói

Eu comecei a poupar dinheiro aos 16 anos. Apenas um par de anos mais tarde, eu acumule cerca de R$4.000. Eu usei esse dinheiro para pagar muitos sonhos de consumo, como videogames, cursos computadores. Poderia ter poupado ainda mais se não fosse tão consumista, mas eu sempre que me motivo a economizar consigo juntar uma boa quantia de dinheiro. Ao fazer isso desde cedo na adolescência, a pessoa aprende a dar valor ao seu próprio trabalho e busca, de certa forma, cada vez mais recursos.

Trabalhar em conjunto com os amigos para evitar gastos pode ser divertido

Apoio dos pares é um componente poderoso em gerir dinheiro. Muitos de meus amigos já me ajudaram a aprender a colocar princípios de economia e orçamento em ação. Compartilhar o que você sabe que é uma parte também do processo.

Alguns amigos achavam que eu estava louco por ser cuidadoso em meus gastos. Já fiquei um ano sem sair de casa para pagar uma dívida após ter emprestado dinheiro a um amigo que estava em dificuldades financeiras. Muitas pessoas não percebem a importância da poupança até eles precisem de dinheiro e não têm nenhum. Portanto, vale lembrar também que as amizades, financeiramente falando, podem ser uma faca de dois gumes.

Cuidado da saúde financeira desde cedo

Quanto mais cedo uma pessoa tiver que lidar com dinheiro, mais cedo esta pessoa poderá se tornar independente financeiramente. (Foto: www.goldenfenixmarketing.com)

Lojas de pechinchas

Quando saio com minha namorada, que ainda é sustentada pelos pais, vejo que ela não tem muito critério com gastos. Como eu já gasto meu próprio dinheiro para mantimentos e estou armado com lições financeiras, percebo sempre as promoções e tomo cuidado para não deixar que os vícios financeiros dela não me atrapalhem. Sou assim desde adolescente e sempre consegui poupar muito mais que amigos e namoradas para minhas compras.

Aprenda a reconhecer desejos e distingui-los das necessidades

Uma das maneiras que identificava o que eu precisava era considerando todas as minha opções. Pensava quais dos meus investimentos quando adolescente iriam resultar em mais qualidade pra minha vida. Raramente me arrependia de uma compra, ao contrário de muitas pessoas que conheço. Pesava sempre os benefícios e até hoje continuo assim.

Nunca é tarde demais para começar a poupar

Mesmo que você tenha cometido erros e não têm dinheiro extra agora , você pode se tornar um poupador. Apesar de um início precoce ser útil, poupar a qualquer momento vai colocá-lo no caminho certo para uma condição financeira melhor. Agora neste momento não estou poupando para pagar uma dívida que tive por ter de parar alguns trabalhos para estudar para um mestrado, mas até o final do próximo ano meu planejamento já está direcionado a uma melhor poupança.

Aproveite as fontes de informação

Infelizmente , a maioria das escolas não exigem aulas de alfabetização financeira para os seus alunos. Você pode precisar buscar por programas oferecidos por grupos externos ou sites de finanças pessoais. Não aprendi só sobre a economia e orçamento, mas também como entender um salário, como pagar um empréstimo e até como gerir meu próprio negócio através de cursos de empreendedorismo.

Aprenda a lidar com decisões financeiras enfrentando-as todos os dias

A maioria de nós pode pensar de decisões financeiras em termos de grandes decisões, como quando para comprar uma casa e como poupar para a aposentadoria. Porém, sempre enfatizei que muitas pequenas decisões têm consequências financeiras. Por exemplo, quando é hora do almoço eu precisava escolher no começo da faculdade se iria almoçar no refeitório ou voltar para casa.

Considerações Finais

Minha mãe não estabeleceu uma base de educação financeira para mim. A maioria de meu aprendizado veio com ensaio e erro e ainda continuo aprendendo, experimentando sucessos  e fracassos ao tentar minhas idéias, tais como ser capaz de economizar dinheiro, fazer um orçamento e encontrar alternativas para as compras. Ao estar constantemente lidando com meu dinheiro desde a adolescência, aprendi muito e hoje estou em uma situação financeira consideravelmente melhor que muitos amigos. Quanto mais cedo uma pessoa começar, melhor.

Você já tomou aulas de educação financeira? Se assim for, o que você aprendeu e como eles mudaram a sua vida?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)