Quem quer enviar ou receber dinheiro do exterior, geralmente entra em várias dúvidas sobre como fazer este procedimento. Principalmente para quem viaja, mora ou está em algum tipo de intercâmbio nos EUA ou Canadá, saber como enviar ou receber o dinheiro para estes países não apenas é necessário como também vital.

O que preciso saber para enviar ou receber dinheiro para os Estados Unidos ou Canadá?

Você deve se dirigir a um banco, caixa econômica, sociedade corretora ou sociedade distribuidora de títulos e valores mobiliários, corretoras de câmbio, correspondente cambial de uma dessas instituições, vale postal internacional dos Correios. Nestes você será solicitado alguns documentos e dados para fazer ou receber a transferência de recursos para sua conta. vamos detalhar um pouco mais sobre cada etapa do processo.

Valor Efetivo Total

Considera a taxa de câmbio, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e as tarifas eventualmente cobradas na operação, de forma a te dar o custo e total da transferência financeira a ser enviada ou recebida.

Limites

Quando há limites, como o no exemplo do Vale Postal dos Correios, giram em torno de US$50 mil para envios e recebimentos.

Documentação

Tanto quem está enviando quanto quem está recebendo o dinheiro precisa saber a documentação exigida pelo agente financeiro responsável pela transferência, além de verificar as demais condições da operação. A documentação deve ser suficiente para legitimar a transação de câmbio e pode variar de acordo com a operação e de instituição para instituição.

Comprovantes de transação

Os comprovantes devem ser guardados quando a operação exceder o valor de US$3 mil por 5 anos após a operação ser realizada para acompanhamento do Banco Central.

Instituição financeira de destino

Em alguns casos, quem recebe o dinheiro por não saber para qual instituição financeira o dinheiro foi enviado. Por isso, deve-se manter um registro da instituição financeira de destino por parte de quem envia os recursos, de forma a solucionar quaisquer dúvidas que apareçam. É obrigação da instituição no Brasil comunicar, imediatamente, ao beneficiário o recebimento de ordem de pagamento proveniente do exterior e qualquer problema com isso deve ser comunicado ao Banco Central.

Transferir e receber dinheiro para exterior

O mundo todo está ao alcance de suas transferências. É só saber qual o melhor método para essa viagem de seu dinheiro. (Foto: www.pcsmastercard.com)

Classificação da operação de câmbio

Responsabilidade é do agente autorizado, baseado na documentação e solicitação de quem está transferindo/recebendo os recursos financeiros.

Cheques

Assim como no Brasil, existe um prazo para a compensação destes, variando em cada país e sendo necessário que o cliente da instituição financeira obtenha estas informações com o agente do mercado de câmbio para o planejamento correto da alocação dos recursos.

Métodos para enviar e receber dinheiro dos Estados Unidos ou Canadá

São conhecidos 6 formas para envio e recebimento de dinheiro dos EUA ou Canadá. Todas estas tem suas vantagens, desvantagens e custos, devendo ser analisadas por cada um dos interessados de forma a encontrar a melhor forma de transferência de recursos para seu tipo de transação.

Western Union

Uma das formas mais conhecidas para transferência e recebimento internacional de recursos financeiros. Os custos são de responsabilidade de quem está depositando/transferindo o dinheiro. Quem envia deve especificar o local, quantia e nome de quem recebe os recursos. Esta pessoa recebe o Número de Controle de Transferência de Dinheiro, mais conhecido como MTCN para rastreamento do processo. Não é necessária conta no banco para fazer o saque e os recursos estão disponíveis em até 24 horas em um dos seguintes agentes de câmbio no Brasil:

  • Banco do Brasil;
  • Agências de câmbio e turismo: Action, Encantur, Fitta, Fair, Lastro, Novo Mundo, Ourominas, Renova, Turiscred, Turismo10 e Treviso;
  • internacionalmente em mais de 400.000 agentes autorizados.

Usando o Western Union, quanto menor o valor transferido, proporcionalmente mais caro será o serviço. O pagamento em dinheiro só está disponível até R$4.000, sendo que valores acima disso devem ser notificados ao agente de câmbio com 48 de antecedência ao saque. Valores acima de R$10.000 só podem entrar no Brasil pela Western Union mediante depósito em conta corrente ou poupança no Banco do Brasil.

Minha experiência pessoal foi péssima com a Western Union: eles entregaram o dinheiro para a pessoa errada no exterior, demoraram para me devolver o dinheiro e perdi dinheiro por causa da diferença cambial. Parece bem prático o sistema da Western Union, mas a segurança deles é quase zero e não recomendo a ninguém.

Custos das transferências

Planeje bem sua transferência com o método certo ou você pode acabar perdendo dinheiro. (Foto: savemoney.my)

Transferência bancária por ordem de pagamento

Pode ser feita por qualquer agência bancária, ou seja, é obrigatório que ambos tenham contas em bancos ou instituições financeiras. Tanto quem envia quanto quem recebe irão pagar pelo serviço, seja por uma tarifa ou desconto do montante total recebido. Para fazer a ordem de pagamento, você vai precisar do código SWIFT do banco de destino, que é um código de identificação internacional dos bancos, mais ou menos como os números dos bancos brasileiros para transferências bancárias.

Este tipo de transferência é melhor para valores altos, que tornam a transação proporcionalmente mais barata. Os valores variam entre os bancos brasileiros e no exterior. Por isso, é importante saber diretamente com sua agência as tarifas cobradas. Os bancos públicos brasileiros são geralmente mais baratos para este tipo de transação.

É o método mais seguro e garantido, pois a conta de destino é nominal e devidamente documentada, ao contrário da Western Union, que não garante muita segurança quando uma pessoa vai sacar o dinheiro. Além disso, as instituições financeiras são mais confiáveis do que muitos dos agentes de câmbio associados à Western Union.

Conta no exterior

Para abrir uma conta no exterior, você precisará de:

  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de residência
  • Documentos de identificação, tais como passaporte, Social Security Number (parecido com o CPF na América do Norte).

Esta conta no exterior e todos seus ativos devem ser informados anualmente ao Banco Central quando ultrapassarem US$100.000. A transferência para esta conta encontra as mesmas vantagens e desvantagens que a transferência por ordem de pagamento, mas com algumas ressalvas.

Quem abre a conta no exterior terá de arcar com ônus da abertura de conta e a cobrança de todas as taxas em moeda estrangeira, mas também terá acesso à uma gama de serviços e produtos do mercado financeiro do Canadá ou dos EUA. Também é necessária a manutenção da conta de forma apropriada, pagando todas as taxas ou fechando a conta após terminado o uso.

É a melhor opção para quem tem que gerir imóveis, negócios ou investimentos no exterior, mas não recomendado para quem faz intercâmbio, salvo quem é cliente de um banco que oferece a possibilidade de abertura de conta na mesma instituição lá fora. Verifique essa possibilidade com seu banco ou instituição financeira.

E-conta

Quem está no exterior precisa ter um cartão de crédito com a bandeira Visa, o que possibilita a abertura de conta via internet na Caixa Econômica Federal para enviar dinheiro ao Brasil. É cobrada uma taxa de 2,5% sobre o valor enviado. Para abrir a e-conta, você vai precisar de:

  • Ser maior de 18 anos idade
  • Residir no exterior;
  • CPF, identidade e passaporte.

Fácil e rápida de fazer, o cliente terá 30 dias para enviar cópias dos documentos acima para a CAIXA para ativação da conta. Quem recebe o dinheiro não precisa ter conta na CAIXA, já que o dinheiro fica disponível para saque em uma agência do banco selecionada por quem realiza a transferência. Há um limite mensal de 30.000 reais e cada operação não pode estar acima de 10.000, sendo que a compensação ocorre em até dois dias úteis.

Para quem está temporariamente no Canadá ou EUA, seja trabalhando ou em um intercâmbio, é um ótimo meio de transferir recursos para o Brasil e mantê-los em segurança, fazendo uma “poupança”, além de ter uma forma de arcar com os custos através do cartão de crédito. Porém, como quem está aqui não pode enviar dinheiro para quem está no exterior, esta opção é um pouco limitada, mas a melhor e mais barata forma para quem está no exterior enviar recursos para o país.

Vale postal eletrônico

Serviço disponibilizado pelos Correios para 41 países, em dólar ou euro. O envio e o recebimento são realizados em agências postais credenciadas no exterior, com a transferência finalizada em um prazo entre 5 e 15 dias úteis. O serviço não está disponível para recebimento de dinheiro dos EUA, e há um limite de recebimento e envio de recursos que depende de cada país, sendo necessário que o cliente interessado verifique tais limites antes de qualquer transferência. A operação tem um custo fixo, além de uma porcentagem de 1,5% cobrada sobre o valor da remessa, fazendo com que remessas maiores se tornem mais vantajosas, financeiramente falando.

É um método limitado, mas forma um conjunto bem econômico com a e-conta, casando envio e recebimento de recursos com os métodos mais baratos e seguros.

Dinheiro vivo

Até 10.000 reais em espécie ou o equivalente em moeda estrangeira, não será preciso informar as autoridades. Se quer levar mais, faça a Declaração de Porte de Valores (DPV) na alfândega, não incidindo impostos ou taxas sobre o dinheiro. Faça tudo direitinho para legalizar a saída do dinheiro, além de atestar pela segurança do mesmo por conta própria, seja através de um seguro ou pelo menos, uma maleta com cadeado. A checagem é feita durante a saída e entrada no país. Quem for pego com mais de 10.000 reais não declarados terá o dinheiro apreendido e será indiciado pela Polícia Federal por evasão de divisas.

É, de longe, a melhor forma de enviar e receber dinheiro. Porém, envolve os custos de estadia e da viagem de avião para o exterior. Se você for visitar a pessoa ou vice versa, é uma boa maneira de “economizar”, mas cuidado com sua segurança: dinheiro vivo é sempre um perigo para você.

Considerações Finais

Esquecemos de algum método? Compartilhe nos comentários os que esquecemos e também deixem suas dúvidas para que possamos ajudar.

5 comentários para “Como enviar e receber dinheiro do exterior? Estados Unidos e Canadá!”

  1. Nubia

    Boa tarde,
    Estou com um problema com o banco do Brasil.
    Mandei uma quantia para o Brasil acima de 30mil euros.
    Primeiro levei o contrato que fiz pra enviar este dinheiro com a finalidade, o gerente me liberou para mandar o dinheiro da alemanha para o banco.a ordem de pagamento foi Swift pegamos os códigos e ate aqui tudo certo.
    Mandamos o dinheiro, mas acontece que o banco não aceitou a finalidade, colocamos emprestimo e Agora não sei o que fazer, meu pai não pode retirar o dinheiro e gostaria de saber se existe uma maneira de mudar a finalidade para que o dinheiro caia na conta do meiu pai.
    Entrei no site do bb, mas lá não explica, diz que qualquer Pessoa pode mandar dinheiro por Swift e qualquer Pessoa pode retirar, mas não informa que existe uma finalidade especifica.
    Gostaria de saber informacão, pois não sei como proceder neste caso.
    Obrigada
    Bia

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Nubia, o ideal é você manter a linha aberta de comunicação com seu gerente, e entrar em contato com uma agência de câmbio e turismo da sua cidade para te ajudarem. Nosso artigohttp://www.creditooudebito.com.br/que-casa-cambio-compensa-utilizar/ pode te ajudar. Especialistas em comércio exterior, e consultores financeiros também tem ótimas ferramentas para ajudar.

      Responder
  2. Lucas Pereira

    Esclareci muitas dúvidas a respeito de mandar dinheiro aqui para o Brasil

    Responder
  3. Leisiane

    Sou brasileira e comprarei um imóvel no Brasil em nome do meu filho (de 2 anos) e o pai dele que é americano e vive lá contribuirá com 60 mil reais. Ele contribui com uma pensão mensal mas não formalizamos esta situação, apesar de mensalmente realizar uma transferência bancária direto na minha conta. Como este dinheiro deve chegar aqui e a que tributos ele está sujeito? Muito grata!

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Leisiane, é uma situação com muitas variáveis, sugerimos que converse com um especialista.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)