Quando você está em um orçamento apertado, o pensamento de preparar saborosas refeições saudáveis ​​em uma base regular pode parecer assustador. Não só é fácil de ser sugado por truques de merchandising de supermercado, mas também é normal para a maioria de nós a cair em uma mesmice nas refeições, repetindo as mesmas coisas dia após dias. Mas você está no controle de sua cozinha e se você cozinhar de forma inteligente, você pode desfrutar das refeições de primeira classe que você merece, com tão pouco quanto R$50,00 por semana.

Você pode economizar dinheiro e ainda ter qualidade. Se você estiver usando o custo como uma desculpa para comer lixo, pare com isso. Com um pouco de organização e criatividade, sua alimentação ruim pode se tornar saudável como se num passe de mágica.

Como se alimentar bem com apenas R$50,00 por semana?

Tudo começa por saber algumas regras essenciais para o controle de sua alimentação. Estas regras incluem:

  • Limitar a ingestão de junk food e álcool;
  • Beber muita água (pelo menos 8 copos por dia);
  • Limitar alimentos salgados demais e açucarados;
  • Evitar comer muitos alimentos que são ricos em gorduras saturadas;
  • Fazer de “variedade” a palavra de ordem de sua alimentação.

Após conseguir respeitar tais regras, separe blocos regulares de tempo para planejamento das refeições, a preparação da sua lista de supermercado, e as compras em si. Estas tarefas geralmente são feitas às pressas, enquanto que para economizar e comer de forma inteligente, o planejamento é palavra chave, incluindo o cardápio da semana inteira anotado e detalhado.

Inclua ideias para lanches saudáveis, bem como itens do menu principal. Pense sobre a hora do dia, dia da semana e até semana do mês em que você compra. Geralmente, o supermercado é menos ocupado no início da manhã, no meio da semana, e em qualquer dia, menos o quinto dia ou sexto dia útil do mês, quando muitas pessoas recebem pensões ou contracheques. O estresse também pode acabar atrapalhando sua compra saudável.

Economizando em alimentação saudável

Comprar alimentos saudáveis já é uma forma de economizar, já que alimentos não processados são sempre mais baratos. (Foto: drjanet.tv)

Pesquise, compare e não tenha medo de experimentar

Não tenha medo de navegar na internet por receitas que utilizam ingredientes específicos, uma vez que muitas vezes você pode obter boas compras em pães, carnes e outros itens marcados em promoções, mesmo que eles não sejam tão atraentes a um primeiro olhar ou sejam ingredientes novos no seu cardápio. Aliás, é sempre bom experimentar ingredientes novos apenas e somente quando estes estiverem em promoção.

Faça estoques na dispensa e geladeira

Estoque sua geladeira e dispensa com itens que são rápidos e fáceis de cozinhar. Entre estes itens, podemos destacar os seguintes:

Feijões e lentilhas

Fazem sopas nutritivas, saudáveis​​, e também são um prato principal com a adição de vegetais frescos ou arroz.

Arroz integral

É um ótimo complemento para restos de carne e vegetais. Embora o arroz integral seja um pouco mais caro do que o branco, a recompensa nutricional é bem a pena.

Macarrão integral

Do mesmo modo que o arroz, é rápido e fácil de preparar e pode ser combinado com legumes, carne ou uma salada fresca. Divirta-se adicionando seus próprios enfeites (cogumelos, especiarias e ervas).

Sopas

Nutritivas e convenientes, especialmente se você prepara a sopa com legumes frescos e congela para utilizar gradualmente.

Legumes frescos e frutas

Devem ser comprados pelo menos uma ou duas vezes por semana, de preferência na época certa, para garantir sabor e nutrição ideal. Para conseguir o menor preço pela melhor qualidade, prefira os mercados de bairro ou feiras da sua cidade.

Carnes e peixes

Podem ser mantidos na mão também para refeições de última hora. Prefira carne de frango e filés de pescado (peixes mais comuns no Brasil), já que estas carnes são mais baratas e podem ser mantidas congeladas por mais tempo.

Condimentos e especiarias

Adicionam sabor e interesse aos seus pratos. Mantenha uma seleção de ervas secas, especiarias, vinagres, tomate e azeite, juntamente com cubos de caldo, em seu armário. Experimente o novo, como missô japonês e molho shoyu.

Este estoque todo deve ser dividido durante o mês, limitando o seu orçamento a R$50,00 por semana. Por exemplo, você pode separar R$20,00 para reposição de alimentos, como carnes, arroz e feijão, R$10,00 para condimentos e especiarias e R$20,00 para frutas e legumes. Lógico, isso pode variar de acordo com o cardápio que você preparar para sua semana.

Seja criativo com sua cozinha

Por fim, mais algumas dicas que podem ajudar você a economizar um pouco mais. Isso significa ser criativo e aprender a poupar através de técnicas de cozinha e não apenas através das compras.

Congele alimentos

Ao cozinhar uma refeição, faça a mais para congelar, ou use mais tarde na semana para lanches ou jantares rápidos.

Faça caldos com as sobras de vegetais

Salve as sobras dos vegetais para fazer o seu próprio caldo de legumes. Não só você economizar dinheiro, mas caldo de vegetais também é uma base nutritiva para guisados​​, sopas e muitas outras receitas.

Compre a granel em feiras locais

Comprar a granel é quase sempre mais barato. Você pode congelar itens perecíveis (como carne, leite, e até mesmo pão) em pequenas porções para usar quando necessário. É sempre uma boa ideia comprar itens não-perecíveis a granel (alimentos enlatados, feijão e grãos, etc).

Poupe nas carnes

Use cortes de carne menos caros para ensopados que você possa cozinhar devagar, adicionando legumes e feijão extra para fazer o prato “render” mais.

Incremente uma receita

Capitalize sobre pratos de uma panela só, que geralmente salvar tempo de preparação, dinheiro, e louças para lavar, muitas vezes com sobras que duram saborosas por mais tempo. Um exemplo simples é o feijão tropeiro, que é uma refeição completa e saudável se for feita com carne de soja e com mais vegetais.

Mude de marcas

Olhe para o alto e para baixo (literalmente) para encontrar as marcas genéricas ou menos caras nas prateleiras dos supermercados, muitas vezes muito similares a nomes de marcas que tem preços mais elevados, embora embalados sob diferentes rótulos. Lojas colocam deliberadamente os itens de marca de maior preço ao nível dos olhos, mas se você comparar o custo por unidade, você será capaz de descobrir a compra mais econômica.

Promoções!

Tire proveito de promoções de caldos, sopas, massas, arroz, vegetais enlatados e até mesmo pão e carne. Muitos destes artigos têm uma vida útil longa ou podem ser congelados por curtos períodos de tempo.

Coma em casa

Limite comer fora de casa, especialmente quando se trata de fast food, já que você vai encontrar-se gastando desnecessariamente em itens que são ricos em gordura, sal e calorias, o que é um perigo no departamento de nutrição.

Considerações Finais

Não há nenhuma fórmula mágica para cozinhar em um orçamento. Como qualquer outra coisa de valor na vida, é preciso um pouco de planejamento, criatividade e trabalho, além de muitos erros e acertos até chegar a um ponto de equilíbrio. Mas quando você receber mais saúde e mais dinheiro como recompensas, você verá que vale a pena o esforço.

Sem dúvida, ainda vai ter dias em que você vai ser seduzido por alimentos embalados ou seu fast food favorito. Mas se você olhar para a culinária como uma aventura, você também vai ter dias em que você se encontra satisfeito com o que você preparou servindo o jantar, com várias companhias agradáveis de familiares e amigos!

Como você faz para economizar na alimentação e ser saudável? Compartilhe suas dicas conosco!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)