Para aqueles que acabaram de entrar na universidade, as possibilidades são muitas: vagas de emprego, opções de carreira, novas amizades, muita festa e diversão. Outra coisa que um universitário também tem acesso, em abundância, é para as instituições financeiras que crescem os olhos para estes jovens que em breve estarão no mercado de trabalho e são alvos fáceis para os quiosques nas universidades que querem atrair essas pessoas para os bancos brasileiros.

Se você for paciente e esperto, não vai direto para o primeiro que te oferecer uma conta no banco e vai comparar as ofertas e serviços oferecidos antes de fazer a abertura da conta. É importante fazer esse comparativo primeiro para se ter mais informações e poder negociar melhor as ofertas e segundo para saber o que os bancos tem a oferecer para seu perfil como cliente.

As instruções para a abertura de uma conta universitária são relativamente simples. Você precisa de um documento oficial expedido por algum órgão público brasileiro, como a carteira de identidade ou de motorista. Junto a ele, você precisa do comprovante de matrícula em sua faculdade e comprovante de residência. A maioria dos bancos também solicita como informação o ano em que está prevista sua formatura, ou seja, o ano em que sua conta deixará de ser universitária. O limite normal de idade para contas universitárias é de 30 anos e a idade mínima para a abertura da mesma 18 anos.

Vantagens para os jovens universitários

As contas universitárias são produtos e serviços de entrada no mercado financeiro para os jovens que acabaram de entrar no mundo acadêmico, sendo uma excelente oportunidade para eles começarem a lidar com suas finanças com maior responsabilidade e controle. (Foto: lendomais.com.br)

Você pode aumentar seus limites de empréstimos e de seu cartão de crédito comprovando uma certa renda através do contra-cheque de seu emprego atual. Interessante para universitários que tem empregos de meio expediente e querem melhorar seu acesso ao crédito. Porém, antes de começar algum financiamento ou qualquer investimento com seu banco, faça um estudo cuidadoso dos custos e veja como iniciar sua vida profissional com uma boa saúde financeira.

Não pense também que só por ter uma conta e um cartão de crédito você já pode sair gastando desenfreadamente. Tenha disciplina na gestão de suas finanças e conheça os produtos e serviços ofertados antes de sair usando todos eles de qualquer jeito. A idéia é se educar no uso das ferramentas do sistema financeiro e não entrar em um buraco de dívidas. Administre bem suas contas, busque cada vez mais informações sobre o sistema financeiro e comece o quanto antes a poupar e a investir. Todo o cuidado é pouco com suas finanças e quanto mais cedo você começar, melhor.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)