Contas bancárias no exterior não são mais apenas para os fabulosamente ricos. Hoje, qualquer indivíduo pode desfrutar dos benefícios de serviços bancários em países conhecidos por sua estabilidade governamental e respeito pela privacidade. Você também pode abrir uma conta com facilidade caso vá ficar por uns tempos no exterior ou tenha um filho em intercâmbio. E seguindo nossas instruções, seu processo de abertura de conta ficará muito mais fácil.

Antes de qualquer decisão para abrir a conta, você deve decidir em qual banco no exterior que você quer se filiar. Busque informações sobre a solidez da instituição, os serviços que ela presta e as taxas que cobra, principalmente para transações com moedas estrangeiras.

Você deve perguntar quais são os documentos necessários para abrir uma conta bancária. Ligue para o banco escolhido, explique seu país de origem e o propósito da abertura da conta. Eles vão enviar os documentos para você em pouco tempo, além de também oferecer produtos e serviços focados em seu perfil.

Preencha corretamente todos os dados, incluindo seu passaporte (quando solicitado), endereço (quando necessário) e documentos do próprio país, como CPF ou Social Security Number. Envie o pedido de abertura de conta para o banco, onde estará incluso também o valor do seu depósito inicial, e algumas outras questões básicas. Isso geralmente pode ser feito por correio, fax ou e-mail.

Facilidades de uma conta no exterior

Com documentos e dinheiro em mãos é fácil abrir uma conta no estrangeiro. Busque saber bastante sobre a instituição financeira com a qual você quer se associar antes. (Foto: offshorepremium.com)

Em alguns casos, sua assinatura deve ser verificada com um consulado ou em um banco local afiliado. Isto é feito para verificar a sua identidade e só permitir transações financeiras com sua assinatura e autorização.

Para garantir a abertura de sua conta, faça o seu depósito inicial. Alguns bancos solicitam um depósito mínimo, fique atento a este detalhes. Se possível, faça isso em uma filial local do seu banco.

Alguns bancos, quando você comprova que não é nativo do país, cobrarão menos impostos do governo em sua conta. Basta apenas provar que você não é um residente e você pode ter direito a muito dinheiro de volta.

Outra coisa que é importante é o fechamento da conta assim que ela não for mais necessária. Para isso, o cliente deve sacar todo o valor na conta, quitar todos os débitos remanescentes e comunicar o fechamento ao seu gerente no banco de destino. Preste atenção para os valores de manutenção da conta e mantenha um bom controle de seus gastos e débitos para não entrar em problemas com seus gastos fora do Brasil. São sistemas financeiros parecidos mas que nas pequenas diferenças podem te prender em vários problemas e principalmente, no débito.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)