10 dicas financeiras para estudantes!

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

Eles entendem sobre provas e resultados de testes. Mas será que eles entendem sobre crédito ou o valor de fazer uma poupança? Aqui, elegemos 10 dicas projetadas para dar aos alunos uma vantagem ao dominar finanças pessoais e começar a criar uma vida financeira estável ou simplesmente, sobreviver a um período crítico de finanças pessoais.

Publicidade

Publicidade

Você está no comando

Você é responsável por suas finanças e você deve agir de acordo com a criação de um orçamento realista ou um plano e cumpri-lo. Não vale aqui achar que seus pais vão te sustentar pelo resto da vida. Muito menos, te sustentar por todos os seus estudos. Ou você controla suas finanças ou você só vai ter dinheiro para o essencial durante seus estudos.

Controle seus gastos

Você controla o seu dinheiro, determinando como você gasta ou salva o dinheiro. Controle os gastos e poupe cortando o que for desnecessário como comer fora ou comprar de modo que o seu dinheiro pode durar ao longo de cada mês e até conseguir salvar um pouco pro mês seguinte.

Use crédito sabiamente

Compreenda as responsabilidades e benefícios do crédito. Como você lida com o seu crédito na faculdade poderá afetá-lo bem após a graduação. Portanto, tome cuidado com as ofertas de contas universitárias e pesquise em torno de um cartão que melhor se adapte às suas necessidades, além de opções de acesso à empréstimos e financiamentos com menores taxas. Porém, evite ao máximo estas armadilhas financeiras de altos juros chamadas de empréstimos. Afinal, você nem sabe quando terá um emprego para pagá-los!

Publicidade

Publicidade

Faça uma conta bancária

Os bancos são mais do que um dinheiro em um cofre. Eles oferecem serviços valiosos que os estudantes possam se beneficiar como o desconto de cheques, cartões de débito e crédito, serviços bancários online, alertas de saldo, empréstimos pessoais, depósitos diretos, educação financeira e alguns oferecem seguros contra roubo, por exemplo.

Dinheiro e estudos

O mais importante aspecto do dinheiro na época em que você ainda é um estudante é conseguir sobreviver com o pouco dinheiro que tem disponível. (Foto: www.toptrickstips.com)

Procure por dinheiro

Há uma grande quantidade de dinheiro disponível para os alunos, você apenas tem que procurar. Candidate-se a bolsas de estudo, procure descontos para estudantes e se candidate a todas as bolsas de iniciação científica ou auxílio financeiro que puder.

Publicidade

Coisas novas: tô fora!

Publicidade

Considere a compra de livros usados ​​ou online. Compra de livros pode se tornar cara e livros usados ​​estão em tão boa forma quanto os novos. De bônus, você pode ao invés de gastar com os xerox na faculdade, você pode conseguir um scanner e copiar as folhas que seu professor pedir. Copiar livros é crime, vale lembrar.

Entretenha-se em um orçamento fechado

Limite seus fundos para baladas e diversão. Há muitas atividades divertidas para mantê-lo ocupado na faculdade e gratuitas para os estudantes. Pesquise nas redes sociais e mecanismos de pesquisa para eventos gratuitos ou mais baratos na sua cidade ou região. Você vai se surpreender com a qualidade dos eventos que poderá encontrar e de graça.

Seja bem individualista quando se trata de dinheiro

Não confie em ninguém com o seu dinheiro. Seja cético em relação a colegas, amigos ou vendedores que têm ideias para o seu dinheiro. Apesar de ser novo ser uma ótima época para arriscar, simplesmente pense muito antes de se enfiar em dívidas.

Publicidade

Publicidade

Poupe!

As coisas acontecem, e é importante que você esteja preparado financeiramente quando seu carro ou computador quebrar, ou quando você tem que comprar o bilhete inesperado de ônibus para casa. Não importa quão pequena a quantidade, você deve começar a colocar algum dinheiro imediatamente em uma poupança.

Pergunte

Esta é uma experiência de aprendizagem, por isso, se você precisar de ajuda, pergunte. Seus pais ou o gerente de seu banco são bons lugares para começar e lembre-se SEMPRE: quanto mais cedo, melhor.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Publicidade

Publicidade

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário