Mesmo que você nunca tenha possuído um telefone ou tablet equipado com NFC, você já provavelmente usou o NFC para alguma coisa. A tecnologia, que permite que dois dispositivos locais compartilhem pequenos dados, é incorporada em coisas como cartões de fidelidade, anúncios impressos e cartões inteligentes.

Agora que a tecnologia é colocada em mais celulares, NFC estão se tornando cada vez mais relevantes, especialmente quando se trata de pagamentos móveis. E as carteiras digitais são partes essenciais desse sistema moderno de pagamentos.

Pagamento NFC e carteiras digitais: o que são?

O sistema NFC permite que dois dispositivos colocados dentro de alguns centímetros um do outro troquem dados. Para que isso funcione, ambos os dispositivos devem estar equipados com um chip NFC. No mundo real, há basicamente duas maneiras disso funcionar.

  • Comunicação bidirecional: envolve dois dispositivos que podem ler e escrever entre si. Por exemplo, usando NFC, você pode tocar dois smartphones juntos para transferir dados, como contatos, links ou fotos.
  • Comunicação unidirecional: Aqui, um dispositivo como um telefone, leitor de cartão de crédito ou terminal de cartão lê e grava em um chip NFC. Então, quando você toca seu cartão no terminal, o terminal alimentado pela NFC subtrai dinheiro do saldo escrito no cartão.

Nesse contexto, surgem também as carteiras digitais que podem também tomar duas formas:

  • Carteira digital NFC: possibilita o uso do NFC para transações com o cartão de débito ou crédito sem a presença desses cartões. É como uma conta que você poderá usar para fazer compras e pagamentos.
  • Carteira digital Bitcoin: possibilita o uso e armazenamento da moeda virtual Bitcoin. Não vamos falar sobre esse tipo de carteira digital aqui, pois nos concentraremos na carteira digital para uso com NFC.
NFC usado nos pagamentos

O NFC e as carteiras digitais estão sendo usados para facilitar os pagamentos além, é claro, de tornar o processo mais seguro. (Foto: Mobile Commerce Press)

Pagamento NFC Android e iPhone: como funciona?

O NFC e as carteiras digitais trabalham juntos para um futuro de pagamentos móveis. É uma solução que finalmente protege nossas carteiras de roubos e fraudes. A maior preocupação em relação aos pagamentos NFC é a segurança, mas a estrutura de pagamento móvel é tão complexa, qualquer hacking ou interceptação seria muito difícil.

Muitos varejistas já possuem terminais de pagamento por NFC, facilitando a transição para pagamentos móveis. Os telefones compatíveis com o Google Wallet podem atualmente usar esses terminais, assim como os iPhones compatíveis com o Apple Pay. Bancos já começaram a lançar aplicativos, produtos e serviços de carteiras digitais para o uso com o NFC.

Depois de iniciar o aplicativo de pagamento em seu telefone, o telefone é tocado no terminal do cartão de crédito e uma conexão é feita usando o NFC. Neste ponto, você pode ser solicitado a digitalizar o dedo ou inserir uma senha para aprovar a transação. A transação é então validada com um chip separado denominado elemento seguro (SE), que retransmite essa autorização de volta ao NFC. A partir daí, o pagamento termina o processamento da mesma maneira que seria em uma transação de transferência de cartão de crédito tradicional.

Três anos após o lançamento do Google Wallet, a Apple entrou no jogo com sua própria solução de pagamento móvel, a Apple Pay. Combinando sistemas existentes no aparelho da Apple com o scanner de impressões digitais, a empresa apresentou uma solução de pagamento que finalmente facilitou a incorporação dessa tecnologia.

Por que os pagamentos baseados em NFC são seguros?

O passo mais importante na transação de pagamento móvel é o elemento seguro, que possui todo o poder de autorização. Se é um chip no telefone, ou funciona na nuvem, o elemento seguro é inviolável e protegido por uma assinatura digital exclusiva. A arquitetura do elemento seguro é projetada para ser endurecida contra ataques ao telefone. Isso inclui ataques de software, mas também ataques baseados em hardware em que alguém obteve seu telefone ou cartão SIM. É quase impossível para um sistema “normal” quebrar esse sistema de segurança.

Vale a pena aceitar NFC?

Se não houver custos extras para sua empresa, como a troca das máquinas de cartão, um aluguel, taxas, e tarifas mais caras, aceitar NFC é uma boa pedida para aumentar os tipos de pagamentos que você pode aceitar.

Se é necessária a troca das máquinas de cartão, é necessário fazer uma análise do seu público e dos custos envolvidos. Por exemplo, se seu público não usa ou não quer usar o NFC e carteiras digitais para pagamentos, os custos da troca das máquinas podem não valer a pena. Geralmente esse tipo de pagamento é mais usado por jovens e pessoas mais ligadas em tecnologia. Agora se seu público começa a perguntar sobre essa modalidade de pagamento, a troca pode acabar valendo a pena, e pode ser uma oportunidade para você pesquisar melhores máquinas de cartão que ofereçam o NFC por custos mais baixos.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas! Estamos aqui para ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)