O sistema de processamento de cartão de crédito é complexo. Para entender como tudo funciona, ajuda a compreender os tipos de empresas que estão envolvidas, e quanto dinheiro eles normalmente cobram para o processamento de uma transação. A indústria de processamento de pagamentos é, de longe, a indústria mais complexa no mundo financeiro. São diagramas de processos, vocabulários e termos específicos para a área, etc.

Como funciona a máquina de cartão de crédito e débito?

Para entender o processo de pagamento, você precisa do conhecimento prático das empresas participantes no processo e os serviços que prestam dentro do sistema. É necessário entender não só os serviços que estas empresas participantes oferecem, mas também que taxas elas cobram para o processamento de uma transação.

Como funcionam as máquinas de cartão

O esquema de funcionamento da máquina de cartão é simples: os terminais entram em contato com o servidor, que entra em contato com autorizadores para a transação de crédito ou débito. Tudo isso, com as melhores criptografias e segurança digital do mercado. Assim que os autorizadores enviam uma resposta, a transação pode ser efetivada ou você pode receber alguma mensagem de erro, caso tenha ocorrido algum problema no sistema. (Foto: informatavel.wordpress.com)

Funcionamento do sistema de pagamentos pela máquina de cartão

Para uma típica operação com uma máquina de cartão de crédito, cada participante desempenha um importante papel no processo. Os participantes no processo de autorização de pagamento são:

O cliente – Quem está fazendo a compra com o cartão, mediante uso de senha ou outro tipo de autorização de segurança.

O comerciante – Quem está vendendo um produto ou serviço através da máquina de cartão.

O Gateway de pagamento – Um gateway de pagamento facilita a troca de informações entre uma máquina de cartão (ou site), e o Processador de pagamentos, ou banco do cartão do cliente.

O banco do vendedor- O banco no qual o vendedor tem conta, e que processa operações de crédito e débito para o vendedor.

O intercâmbio de cartão de crédito – É a troca de informações entre o banco do vendedor e o banco ou emitente do cartão de crédito/débito do comprador.

O emissor do cartão de crédito do cliente – A instituição que emite o cartão de crédito, incluindo também a bandeira.

O banco do vendedor – Sim, ele está duas vezes no processo, porque ele é o destino final do dinheiro da venda.

Com todas essas partes envolvidas no processo, é preciso, surpreendentemente, apenas 2- 3 segundos em média para uma transação ser aprovada.

Como funciona a máquina de cartão no celular? E como funciona a máquina de cartão portátil? E as outras?

Todos os tipos de máquinas de cartão funcionam no mesmo sistema. A única diferença é como elas se conectam aos outros participantes: uma conexão 2G/3G/4G, uma linha telefônica, ou uma conexão à internet normal. Mas vamos explicar melhor o esquema acima mostrado com um exemplo.

Você faz uma compra com um cartão de crédito no valor de R$ 100. No momento em que o cliente aperta o botão de compra no site de uma loja ou coloca o cartão em uma máquina de cartão, a transação entra em um processo com múltiplas paradas, durante as quais, serão cobrados pedágios pelo uso do sistema. São entre de R$3 a R$6 a serem pagos para as empresas que interagem com você, avaliando as taxas de variação para o tipo de loja que está fazendo a venda, o tipo de cartão, etc.

Veja o vídeo abaixo, que explica um pouco sobre como funciona uma autorização de pagamento via cartão. Mesmo sendo de uma marca e produto específico, o sistema de funcionamento é o mesmo para todas as outras máquinas.

O primeiro destino da transação é o gateway de pagamento, que cobra R$0,10 a R$0,20. Ele encaminha a transação para o processador apropriado, que cobra R$0,08 a R$0,16. O processador imediatamente envia a transação para o que é conhecido como o intercâmbio de cartão de crédito ou débito, que cobra R$0,09 a R$0,18. Passada esta etapa, o próximo destino leva você para o banco emissor, que cobra R$1,93 a R$3,86, e verifica os fundos disponíveis na conta do cartão de crédito ou débito do cliente.

Se a transação for rejeitada, ela começa a viagem de volta para o cliente, informando o código de erro do cartão correspondente ao problema. No entanto, se você for aprovado, a autorização volta por um caminho diferente. Este é feito através da conta do vendedor no banco adquirente, cobrando R$0,65 a R$1,30. Por fim, na conta bancária do comerciante, serão depositados R$97,15 a R$94,30 pelo produto ou serviço que o cliente comprou.

Como dissemos, é um sistema complexo, mas que funciona muito bem, e está em constante expansão. Se você ainda tem dúvidas do funcionamento de uma máquina de cartão de crédito, deixe nos comentários suas perguntas!

2 comentários para “Como funciona a máquina de cartão?”

  1. Miguel

    Gostaria de adquirir uma moderninha mas, tenho dúvidas referente ao funcionamento da mesma
    A minha dúvida é sobre a internet, tenho que contratar um plano de internet para poder usar a moderninha ou ela já vem com internet?
    Desde já muito obrigado. Aguardo resposta.

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Não precisa Miguel, a internet vitalícia já vem inclusa no preço da máquina.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)