Este guia passo a passo é projetado para todos os empresários, autônomos, MEI, vendedores de porta em porta, comércios online, e pessoas físicas que querem passar a aceitar pagamentos a partir de cartões de crédito e débito. Fizemos um guia completo com todas as etapas para os principais tipos de máquina de cartão disponíveis no mercado, para todos os tipos de negócios.

Primeiro passo: máquina de cartão vale a pena?

Se você tem uma padaria de bairro, que vende diferentes produtos, aceitar cartões é um passo importante para atender melhor aos seus clientes. Agora, se você é um padeiro que vende seus produtos de bicicleta pelas ruas (algo comum em Minas Gerais), uma máquina de cartão pode trazer mais custos do que lucro para seu bolso.

Você precisa calcular e analisar se, no seu negócio, aceitar cartões de crédito e débito vai aumentar o volume de vendas. É necessário ver o impacto das tarifas das vendas por crédito e débito no preço dos seus produtos e serviços, e se esse aumento vai resultar numa redução de vendas, ou se você pode reduzir sua margem de lucro para não aumentar preços. Uma visita ao SEBRAE pode te ajudar bastante a calcular esses valores e te ajudar a aumentar os lucros da empresa.

Segundo passo: tipo de máquina de cartão para meu negócio

Os tipos básicos de máquinas de cartão de crédito são: mobile (para celulares e tablets), máquina fixa, POS, máquina com GPRS/3G/4G, e soluções para lojas virtuais. Há sempre um tipo melhor para seu negócio, mas isso não significa que você não possa usar mais de um deles na sua empresa.

Para quem são as máquinas de cartão mobile? Aceitar cartão pelo smartphone é a melhor forma de começar a aceitar cartões no seu negócio. Você pode começar sem uma máquina dedicada para isso, e com taxas e tarifas não muito altas. Depois do teste, aceitar cartão pelo smartphone é uma boa opção para quem não tem um ponto fixo de vendas, como taxistas, motoristas, vendedores de porta em porta, prestadores de serviços em casa, pedreiros, etc.

Como escolher máquina de cartão

Escolha uma máquina de cartão boa e do tipo certo para seu negócio, antes de assinar um contrato de uma máquina que não vá atender às suas necessidades de venda. (Foto: brandigg.de)

Para quem são as máquinas de cartão fixa? Lojas de pequeno e até de médio porte podem ter um ponto de vendas fixo, no caixa, com uma máquina de cartão conectada à linha telefônica. Salões de beleza também podem usar esse tipo de máquina, bem como vendedores que usam um ponto fixo de vendas em casa, salas comerciais, etc. A máquina fixa pode também ter WiFi. Máquinas com WiFi são uma boa opção para restaurantes e bares, principalmente por ser necessário levar a forma de pagamento até o cliente na mesa. Vale lembrar que no caso da máquina com WiFi

Para quem são as máquinas de cartão POS? A solução POS instala vários terminais em diversos caixas, conectados a um software que faz a gestão dos pagamentos por cartão. É ideal para mercados, drogarias de médio porte, lojas de departamento, e qualquer tipo de negócio em que os clientes possam ter que fazer filas para fazer pagamentos.

Para quem serve máquina com GPRS/3G/4G? A máquina de cartão com GPRS é móvel e depende de conexão a uma rede 2G, 3G ou 4G. É ideal para quem precisa de mobilidade, mas não tem um smartphone ou tablet, e tem uma conexão de dados móvel confiável na sua região. Pode ser usada em bares, restaurantes, por taxistas, vendedores de praia, vendedores ambulantes, e qualquer negócio que precise de mobilidade para o pagamento. É comparável a máquina de cartão mobile, e se você ficar indeciso entre elas, basta comparar a mensalidade e tarifas.

Para quem são as soluções de pagamento virtuais? Apenas para lojas online. São soluções para que a sua loja online aceite cartões de crédito e débito direto no site, no momento do pagamento das compras pelo cliente. Todas as empresas de máquinas de cartão no Brasil já tem algum tipo de solução para pagamentos virtuais.

Outras opções? Sim. Você pode usar serviços de intermediação de pagamentos, como PagSeguro, MercadoPago, PayPal, etc. Porém, estes serviços precisam que o cliente faça o cadastro e, como no caso do PayPal, autorizem o uso do cartão de crédito/débito para pagamentos antes de fazer as compras.

Terceiro passo: compare as taxas e tarifas cobradas entre diferentes administradoras de máquinas de cartão de crédito

A concorrência entre as empresas que oferecem máquinas de cartão é grande. Isso é ótimo para os vendedores: quanto mais concorrência, menores os custos para os vendedores. Como?

Funciona assim: você pede um orçamento para uma empresa de máquina de cartão. Antes de assinar qualquer contrato, você pesquisa nas outras empresas e compara todas elas, de acordo com tarifa cobrada, mensalidade, aluguel da máquina, qualidade no atendimento, etc. Veja também quais descontos você consegue com volumes de vendas maiores.

Com todas as ofertas em mãos, entre em contato com cada empresa mais uma vez, e fale da oferta da concorrência. Pergunte: o que vocês podem me oferecer de diferencial? No final, você terá recebido várias ofertas, e terá cortado consideravelmente os custos para seu negócio.

Quarto passo: faça a aplicação para a máquina de cartão

No site da empresa de cartão de crédito ou por uma Central de Atendimento no telefone, faça o cadastro e envie todas as suas informações para a empresa. Aguarde a avaliação e resposta da sua proposta. Assim que tiver a resposta, eles enviam a máquina de cartão. Se a resposta for negativa, entre em contato com a empresa, entenda os motivos, e corrija os problemas que te impediram de ter uma máquina de cartão de crédito.

Você precisará separar as seguintes informações e documentos:

CPF do dono ou responsável pela empresa, tanto para Pessoa Física quanto Pessoa Jurídica.

CNPJ da empresa.

Contrato Social da empresa.

Comprovante de renda de Pessoa Física. Pode ser carteira de trabalho, decore, Imposto de Renda, até extrato bancário.

Comprovante de renda Pessoa Jurídica. Basta pedir ao seu contador.

Comprovante de endereço. Contas de luz, água, telefone, são aceitas.

Veja um pouco de como é ter uma máquina de cartão no seu negócio com o vídeo abaixo. É um vídeo promocional de uma empresa de máquinas de cartões, mas você não precisa ficar preso à ela só, ok?

Quinto passo: continue negociando as condições, taxas, e tarifas para a máquina de cartão em diferentes administradoras

Mesmo depois de adquirir sua máquina de cartão, não deixe de procurar bons negócios. A empresa com a qual você assinou o primeiro contrato não pode te prender pra sempre, se outra empresa oferecer um negócio melhor. Continue pesquisando e, com certeza, você terá menores custos com máquinas de cartão, e uma margem de lucro cada vez maior. Quando expandir seu negócio, pense também se será necessário trocar o tipo de máquina de cartão. Assim, você manterá um bom atendimento, controlando também os custos.

Como você obteve sua máquina de cartão? Acha as taxas vantajosas? Valeu a pena? Compartilhe nos comentários!

4 comentários para “Como ter máquina de cartão? Passo a passo para solicitar!”

  1. Zuleide Pereira da Silva

    Mais estou na duvida tenho receio de não ser tão boa quanto parace

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Zuleide, tem que comparar as máquinas bem pela internet. E planejar muito bem a máquina de cartão no seu planejamento financeiro, para garantir que você vai aumentar os clientes potenciais.

      Responder
  2. Cintia Bertolino

    Olá, essas máquineta aceita vendas digitada?

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Aceita sim Cintia!

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)