Se você tem idade suficiente, você pode se lembrar de um tempo, talvez para trás em sua infância, quando alguém mediu a sua inteligência e atribuía um número a ela. A crença geral na época era de que a inteligência era uma herança genética, juntamente com a cor dos olhos ou uma propensão para a calvície.

Agora sabemos que isso simplesmente não é verdade. Seu cérebro é um trabalho em progresso, desde o dia em que nascemos até o dia em que morremos, continuamente revisado e remodelado, melhorando ou declinando lentamente em função de como o usamos. Se for exercido um cérebro adequadamente, qualquer um pode crescer inteligência, em qualquer idade. Ou você pode simplesmente deixar o seu cérebro inativo – e vê-lo lentamente e inexoravelmente, ir a chão, como um corpo sedentário.

A maioria dos cérebros mais velhos, por sinal, são negligenciados. Eles são, portanto, mais lentos e menos precisos. A crença comum, não muitos anos atrás, era de que gente mais velha estava apenas presa com essas faculdades em declínio. Mais uma vez, nós agora sabemos que isso não é verdade. Seu cérebro pode ser melhor, mais forte, mais inteligente e mais seguro, a partir de agora. Principalmente, você pode deixar seu cérebro programado para uma vida financeira muito mais tranquila. Mas como?

Praticando todos os dias

Sabemos que podemos sustentar ou mesmo rejuvenescer o cérebro da precisão, confiabilidade e capacidade de resolver problemas. A maioria das pessoas na meia-idade e além pode recuperar o poder do cérebro e inteligência adaptativa. Você tem que adaptar sua vida para incorporar estas práticas rumo a um cérebro mais ativo. Mas como?

A prática mental

Em primeiro lugar, passe o tempo em academias para o cérebro na internet. Na maioria dos dias, invista 20 a 30 minutos de exercícios no deu computador ou tablet, porque esta é de longe a forma mais eficiente para sustentar a minha saúde neurológica. Assim como com o exercício em um centro de fitness, você pode trabalhar no computador para melhorar as habilidades específicas que iria lutar para se envolver de forma tão eficaz através de minhas atividades diárias. Um ótimo lugar para começar tais exercícios é o Khan Academy, onde você poderá investir o seu tempo em exercícios de várias áreas. Nossa recomendação é que você busque conhecimentos em áreas onde tinha notória dificuldade, como por exemplo física e matemática. Assim, você desenvolve áreas de seu cérebro que foram deixadas de lado.

A parte física do treinamento

Você também deve começar cada manhã com uma caminhada rápida de 30-60 minutos a pé. Isso ajuda a obter os benefícios físicos e neurológicos de caminhada, mas no processo, você também exerce intensamente o cérebro por meio da reconstrução com riqueza de detalhes, na sua mente e memória, a paisagem do lugar onde você caminhe, pensar e se envolver com os sentimentos dos seus movimentos e ações. Você pode até fazer um brainstorm de ideias para negócios e investimentos pessoais.

(Re) Aprenda a ouvir e sentir

Tente capturar em seu dia a dia a sensação, as nuances de cheiros, a beleza visual e detalhes, os sons complexos e simples, as surpresas e a variação notável em todas as coisas maravilhosas lá fora, no mundo. Durante todo o seu dia, tente realmente ouvir uma conversa. Sinta a conversa e tente dela tirar informações que são sempre importantes de se saber, como como vai a vida da pessoa do outro lado da conversa, se ela precisa de alguma ajuda e muito mais.

Não é nenhuma perseguição sem sentido. Seu poder do cérebro depende do seu domínio de reter e analisar em detalhes o que está acontecendo no seu mundo e na sua mente e no corpo. Deve continuar a praticar para manter seus poderes construtivos e analíticos. O objetivo é ser um mestre do seu ambiente. Seu cérebro foi projetado para fornecer-lhe este poder.

Treinando o cérebro para mudanças

O constante treinamento de seu cérebro irá te preparar para mudanças e melhorias em todas as áreas de sua vida, inclusive a área financeira. (Foto: www.crossfitoceana.com)

(Re) Lembrando

No final do dia, encontre um tempo para reconstruir sua caminhada matinal ou outras atividades em sua mente, repetindo-os para a frente e para trás. Você deve se tornar um mestre do mundo que vive dentro.

As áreas do cérebro que controlam a aprendizagem e memória exigem o exercício regular. Relembrar e lembrar não se refere apenas a ler livros novos ou adquirir novas informações através de outros meios de comunicação. Aprender tem que ser traduzido para a aquisição fundamentalmente de novas competências e habilidades. Nós conseguimos isso continuamente desenvolvendo novas ocupações e atividades desafiadoras.

Desenvolvendo novos hobbies e costumes

Seja através de um jardim, uma horta, uma cozinha, uma oficina mecânica. A partir do momento que você começa a ativar o seu cérebro para coisas que você sequer imaginava, você também começa a criar novas habilidades e descobrir talentos. Você pode usá-los como bem entender, seja para relaxamento ou profissionalmente. A escolha será toda sua.

Como sua vida social estimula o cérebro?

Cada cérebro precisa de uma dose regular de exercício social. Uma dose regular de surpresas positivas permite-lhe aumentar o seu poder do cérebro. Você tem que continuar a ler, ouvir e aprender de forma convencional para reunir informações sobre o que está acontecendo em seu mundo. Não se trata apenas de se manter em contato. É sobre ser melhor informados e crescer como pessoa, se tornar alguém que outras pessoas acham que vale a pena. Um cérebro mais confiável e mais forte, novas informações constantemente alimentadas, é obrigado a fazê-lo mais inteligente e mais interessante.

O que poderia impedi-lo?

É importante considerar o que você não deveria estar fazendo tanto. Limite o tempo que você passa na frente de telas de TV, computadores e smartphones. A maioria de nós perde demasiado tempo a receber passivamente informações de telas sem traduzir o que vemos, ouvimos ou sentimos em qualquer ação útil. Ferramentas modernas permitem operar sem fazer muito uso de nossos cérebros. GPS é maravilhoso, mas não como uma muleta que o impede de rastreamento para que você possa se encontrar fora do mundo em que vivem seus contatos do Facebook.

E o que isso tem a ver com dinheiro?

Um cérebro engessado está muito menos propenso a mudanças do que um cérebro que estiver em constante atividade. A plasticidade de seu cérebro funciona de forma a ajudar ou dificultar sua vida. E se você já é um leitor deste site ou veio aqui por acaso, com certeza quer mudar algum comportamento financeiro indesejado.

Se você não conseguiu mudar até hoje, há vários elementos que dificultam a mudança. E seu cérebro é com certeza um deles. Se você não trabalhar com ele o quando antes, terá cada dia mais dificuldade em aceitar mudanças e portanto, reprogramar seu cérebro para ganhar mais dinheiro.

Dinheiro é consequência de uma vida saudável. O que você tem feito para ter essa saúde mental e física? Quais mudanças está disposto a ter em sua vida? Se suas respostas são negativas, creio que este artigo é o seu ponto de partida para todo e qualquer investimento financeiro, pessoal e profissional que queira fazer em sua vida.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)