Você já deve em algum momento da sua vida ter pago algum pacote de serviços de algum banco ou instituição financeira onde você tenha uma conte corrente. Se não o fez, em breve terá de fazê-lo. Compreender um pacote de serviços pode ajudar a poupar alguns reais cruciais na sua conta que não precisavam ser gastos. Por isso é tão importante o cuidado e um tempinho investido em entender o que são os pacotes de serviços.

Entendendo a legislação dos pacotes de serviços

De acordo com resolução do Conselho Monetário Nacional, os bancos tem que disponibilizar três pacotes padronizados para seus clientes de serviços que eles devem prestar. Além destes três pacotes, bancos e instituições financeiras estão livres para poder criar pacotes personalizados e diferenciados. O que não pode acontecer é um banco incluir nesses pacotes padronizados ou nos pacotes personalizados serviços cuja cobrança seja proibida ou serviços vinculados a cartões de crédito. O cliente ainda tem a opção de não escolher pacote algum e ficar apenas com os serviços padronizados e gratuitos, pagando pelos demais serviços individualmente quando utilizá-los.

O que é um pacote de serviços?

Bancos oferecem uma infinidade de serviços. São transferências bancárias, saques, extratos, acesso online, pagamentos, débito automático e centenas de outros serviços cujos valores individuais de cobrança estão em tabelas nos sites dos bancos e instituições financeiras e também nas agências físicas.

Porém, sabendo que alguns serviços são muito utilizados pelos clientes e de forma a criar uma forma justa para monitorar e comparar valores entre as instituições financeiras, o CMN, pensando no consumidor, criou tabelas padronizadas com serviços básicos que devem ser oferecidos aos clientes e cujo valor é estabelecido pelo próprio banco ou instituição financeira. Todos os bancos tem estes três pacotes de serviços “tabelados”, além de outros pacotes personalizados com outros serviços pelos quais eles cobram valores diferenciados e agregam mais diferenciais, como mais dias sem juros no cheque especial, participação em promoções, entre outros.

A pesquisa como arma dos melhores preços

Ao pesquisar, você pode encontrar grandes diferenças de preços entre os pacotes e assim, garantir uma grande economia pelos melhores serviços bancários. (Foto: www.ijuiacontece.com.br)

Existe algum serviço que não pode ser cobrado?

Sim. O Banco Central do Brasil classifica os serviços bancários nas seguintes categorias:

  • Serviços gratuitos;
  • Serviços prioritários;
  • Serviços diferenciados.

Os gratuitos não podem ser cobrados em hipótese alguma. Já os prioritários e diferenciados podem, respeitando as regras estabelecidas pelo Banco Central do Brasil. A lista de serviços que não podem ser cobrados pode ser encontrada no site do Banco Central do Brasil.

Onde posso comparar as tarifas cobradas pelos bancos: como economizar?

Pelo site da FEBRABAN você poderá comparar os valores cobrados pelos pacotes bancários e assim, escolher aquele que melhor te atender. Alguns clientes conseguem, ao comparar tarifas e conversar com seus gerentes, valores mais em conta. Outros, conseguem descontos generosos por causa do relacionamento com as agências bancárias. Seja a forma que for, a pesquisa, comparar e negociação é que vai garantir menores preços. Aliás, acrescentaria também a necessidade de não ter medo de mudar de banco: ou aceitam o desconto, ou você simplesmente muda de agência.

Vale lembrar uma coisa muito importante: NINGUÉM é obrigado a aceitar pacote nenhum. Você tem direito, além do acesso aos serviços gratuitos: 10 folhas de cheque, 4 saques, 2 extratos dos últimos 30 dias e 2 transferências entre contas na própria instituição.

Portanto, faça valer seus direitos, entenda os pacotes bancários e procure aquela instituição com os melhores valores para atender às suas necessidades.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)