Os bancos prestam serviços essenciais para a população brasileira. Para esta prestação de serviços, são cobradas várias tarifas, incluindo a tarifa pelo pacote de serviços, que inclui uma série de operações que podem ser realizadas mediante seu pagamento.

Como há uma grande variação nos valores destas tarifas, o cidadão brasileiro deve ter conhecimento de quais bancos oferecem melhores tarifas, gerando economias essenciais no final do mês.

Na hora de comparar tarifas, não podemos levar em consideração apenas as tarifas avulsas. Temos de considerar também as tarifas cobradas pelo pacote de serviços básico. Com o tempo, é fato que tais tarifas muda, visto a competitividade do mercado. Há também condições especiais para fidelização de clientes que queiram negociar tarifas mais adequadas ou menores, para que o banco não perca seu cliente. Então, vamos compreender um pouco mais sobre as tarifas cobradas para que você possa analisar as menores tarifas independente de valores fixos colocados aqui.

Quais serviços podem ser cobrados pelos bancos?

Há mais de 40 tipos de serviços pelos quais os bancos podem cobrar taxas. Alguns bancos não fornecem alguns destes serviços, o que torna um comparativo muito limitado. É uma tendência que mesmo bancos que cobrem tarifas muito altas para alguns serviços, possam ter valores muito mais baratos para outros, mais específicos. E temos os pacotes de serviços, que tem preços diferenciados do que usar os serviços separadamente.

Quais são os bancos com as maiores e menores tarifas?

Baseado nas pesquisas que estavam disponíveis no momento em que este artigo foi escrito, percebemos uma tendência dos bancos que tem participação do governo, tanto estaduais quanto federais, a terem menores tarifas. Banco do Brasil e CAIXA, historicamente, tem essa tendência, afim de possibilitar que maior parte da população tenha acesso a uma grande quantidade de serviços.

Bancos com menores tarifas

Na hora de escolher um banco, as tarifas também devem ser um dos principais critérios na escolha. (Foto: www.infomoney.com.br)

Bancos com clientes mais específicos e atendimentos mais personalizados, tal como o HSBC, tendem a ter maiores tarifas para seus serviços. Bradesco é também constantemente notado com altas tarifas. Já o Itaú, dos bancos privados, tem uma tendência a manter um equilíbrio entre suas tarifas, tanto entre mais altas quanto as mais baixas.

Santander e outros apresentam poucas variações que os coloquem em destaque tanto em tarifas mais altas quanto mais baixas.

Vale ressaltar um grande porém nessa história: de acordo com o relacionamento do cliente com o banco, é possível ter menores tarifas apenas por conversar com seu gerente. Portanto, é difícil estabelecer que um banco seja melhor do que outro, dada a grande possibilidade de negociação que existe neste mercado.

Como comparar as tarifas entre as instituições financeiras e bancos brasileiros?

Mesmo com a grande possibilidade de negociação de valores, é importante você ter um ponto de partida. A Federação Brasileira de Bancos, a FEBRABAN, criou o Sistema de Divulgação de Tarifas de Serviços Financeiros da FEBRABAN, o STAR. Através do site, é possível comparar tarifas por serviços específicos, pacotes específicos e os pacotes básicos estipulados pelo Banco Central e muito mais. É a melhor forma de você conseguir saber as taxas de outros bancos e assim, obter informações para negociar com seu gerente e assim, conseguir menores tarifas.

É importante lembrar que às vezes o mais barato pode sair mais caro. Por isso, é importante que você pense na qualidade do serviço prestado, na qualidade do banco ou instituição financeira, antes de decidir se sua opção é realmente a melhor. Tomando este cuidado, você garante que terá o melhor resultado pelo serviço pago, escolhendo o melhor banco para seu dinheiro.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)