Existem dois tipos de análises possíveis para as tendências da bolsa de valores. Iremos falar primeiro sobre a análise técnica da bolsa.

Embora os analistas fundamentais examinem rendimentos, dividendos, novos produtos, pesquisa e similares, os analistas técnicos examinam o que os investidores temem ou pensam sobre esses desenvolvimentos e se ou não os investidores têm os meios necessários para sustentar suas opiniões. Estes dois conceitos são chamados de “psych” (psicologia) e oferta/demanda. Os analistas utilizam muitas técnicas, uma das quais é a utilização de tabelas e gráficos. Usando gráficos e tabelas, os analistas técnicos procuram identificar padrões de preços e tendências nos mercados financeiros e tentam explora-los. Existem vários métodos e ferramentas, o estudo de gráficos e tabelas de preços é apenas um entre muitos.

Analistas que trabalham por meio de tabelas e gráficos busca, padrões de preços arquetípicos no gráfico, estudam indicadores técnicos, médias móveis, e buscam por formas, tais como linhas de resistência, de apoio, canais, e muito mais formações obscuras, como bandeiras vermelhas, dia de balanço e padrões estabelecidos em vários livros e por economistas que se dedicaram aos estudos do mercado.

Os analistas técnicos também amplamente utilizam indicadores de mercado de muitos tipos, alguns dos quais são as transformações matemáticas de preço, muitas vezes incluindo alta e baixa do volume, avanço/declínio de dados e outras informações cabíveis Estes indicadores são usados para ajudar a avaliar se um ativo é tendência, e se ele for, a probabilidade de sua direção e de continuação. Os técnicos também olham para as relações entre índices de preço/volume e indicadores de mercado. Exemplos incluem o índice de força relativa e MACD. Outras vias de estudo incluem correlações entre as mudanças em opções (volatilidade implícita) e propoções de preço com put/call. Igualmente importantes são os indicadores de sentimento, como proporções put/call, proporções bull/bear proporções, juros de curto prazo, a volatilidade implícita etc.

Definindo a análise técnica da bolsa de valores

Este gráfico mostra um exemplo de padrões analisados por quem adota uma análise técnica da bolsa de valores. (Foto: ciovaccocapital.com)

Há muitas técnicas de análise técnica. Adeptos de diferentes técnicas (por exemplo, castiçal de gráficos, Teoria de Dow, Teoria de Elliott e teoria da onda) podem ignorar as outras abordagens, mas muitos comerciantes combinam elementos de mais de uma técnica. Alguns analistas técnicos usam o julgamento subjetivo para decidir qual ou quais padrões de um instrumento particular refletem-se em um determinado momento e qual a interpretação de que o padrão deve ter. Outros empregam uma abordagem estritamente mecânica ou sistemática para identificação de padrões e interpretação.

A análise técnica é freqüentemente comparada com a análise fundamental, vez que o estudo dos fatores econômicos que influenciam a forma como os investidores apreciam mercados financeiros. A análise técnica afirma que os preços já refletem todas essas tendências antes que os investidores estejam cientes deles. Descobrir essas tendências é o que os indicadores técnicos são projetados para fazer, imperfeitos como eles podem ser. Indicadores fundamentais estão sujeitos às mesmas limitações, naturalmente. Alguns comerciantes usam a análise técnica ou fundamental exclusivamente, enquanto outros usam os dois tipos de tomar decisões comerciais. Indicamos o uso conjunto das informações e a diversificação dos investimentos, baseados nessa análise, para poder ter uma maior segurança no mercado da bolsa de valores.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)