Os empresários podem gerir empresas, mas eles podem gerenciar seus bens pessoais? Se você é tão esperto, por que não está rico? Um monte de pessoas inteligentes se perguntam isso, especialmente enquanto eles lutam para manter-se com as contas e se preocupar com uma aposentadoria inadequadamente financiada.

Na minha rotina de pesquisas e entrevistas, eu geralmente acho que muitos investidores gastam tanto tempo fazendo malabarismos com as demandas conflitantes deles mesmos, famílias e do trabalho que levam pouco tempo para analisar a sua poupança pessoal, gastos e comportamentos de investimentos.

Sem a atenção bem dedicada, estas pessoas, tanto quando iniciantes quando mais experientes, acabam cometendo erros básicos de investimentos e que podem colocá-los anos atrás de seus objetivos financeiros. Alguns destes erros mais comuns, conseguimos identificar e listamos abaixo, com detalhes.

Esquecer do valor

Os consumidores são ótimos em reconhecer uma oferta em seus produtos favoritos, mas quando se trata de investimentos, eles não pensam muito com o valor em mente. Existem várias métricas padronizadas para avaliar um investimento e é muito fácil de determinar se algo está em um bom preço ou não. Faça seu dever de casa e lembre-se sempre de fundamentos como o crescimento das receitas, margens e potencial para aumentar os lucros.

Abusando demais nos investimentos

Tome um investidor que está confortavelmente negociando 500 ações, mas quer colocar duas vezes mais dinheiro para trabalhar. Em vez de dobrar de uma só vez, a melhor medida é aumentar a exposição de uma forma mais comedida. Quando você está aumentando a quantidade que você está negociando, você precisa fazê-lo de forma muito lenta e metodicamente. Ir devagar permite que você sinta a situação e tenha menos dinheiro em jogo.

Colocar muitos ovos na mesma cesta

Pessoas que tem posições muito concentradas o fazem porque eles estão realmente focados no curto prazo. Muitas vezes, os investidores esperam que, ao focar em uma ação ou setor, possam maximizar o retorno se houver uma bolha. Mas muitas vezes, essas posições não se movem da maneira que você quer, e uma falta ou ausência completa de diversificação pode ser dolorosa para o desempenho financeiro.

Reconhecer os erros para corrigir

Você pode e vai cometer erros financeiros, mas precisa aprender a se reerguer e corrigir cada um o mais rápido possível. (Foto: www.ustreet.com)

Pensar que você é especial

Preconceitos inconscientes têm sido objeto de muita atenção, principalmente com o estudo das finanças comportamentais tornando-se cada vez mais popular. O maior erro de comportamento é não reconhecer que você tem preconceitos. Se você não os tem, você não é humano. Há tendências de confirmação (dando preferência aos fatos que sustentam o seu ponto de vista), tendências de otimismo (pensando que você é apenas um melhor selecionador de investimentos) e tendências de pastoreio (medo de perder).

Perseguindo rendimentos

Quando as taxas de juros permanecem baixas, os investidores caem especialmente nessa armadilha. Não se fascine por algo que está a pagar substancialmente mais elevado do que você pode obter em outros investimentos. Se uma empresa está usando todo o seu dinheiro para pagar um dividendo trimestral, é possível que a divisão de lucros acabará por ser cortada, afim de pagar outras contas. Não seja pego de surpresa e perca tanto rendimento de dividendos e valor das ações. Em vez disso, se concentre em ações de crescimento de alto rendimento para uma melhor apreciação

Mantenha um olho sobre os dividendos especiais

Muitas empresas pagam mais do que o habitual final de dividendos antes de um aumento no imposto sobre ganhos de capital. Porém, alguns sistemas de rastreamento não vão filtrar esses dividendos, criando uma miragem do lucro potencial.

Se importar demais com os impostos

Já ouvi casos de famílias e pessoas que seguraram ações por anos. Não só estas pessoas tinham uma ligação emocional com o investimento como eles não queriam pagar os impostos sobre o dinheiro que eles ganhariam a partir de uma venda. Mas quando as ações das empresas em que eles tinham o dinheiro parado entraram em crise, eles perderam muito mais do que os impostos iriam cobrar.

Mudar de apostas no meio do caminho

É impossível ignorar completamente as emoções quando se trata de dinheiro. A melhor maneira de mitigar a dura realidade da emoção está em aderir ao seu plano original. Se você diz que vai vender ações quando uma determinada ação atingir um valor X, realmente venda a ação. Não se deixe levar pela ganância.

Pressa

Se você tem 1.500 ações totais para comprar, você não precisa comprar tudo de uma vez. Talvez você compre 500 então espere e veja o que acontece. Isso é algo que o investidor profissional usa o tempo todo, mas isso leva um tempo para o investidor médio ficar confortável sobre entrada e saída em parciais, e não como um pacote completo. É claro que o risco das ações subirem, deixando-o com lucro precipitado em 1.000 ações adicionais. Mas isso não é geralmente o que acontece.

Não se importar com o mercado

Lembre-se que o seu professor de jardim de infância lhe ensinou:  prática leva à perfeição. As pessoas que não exercitam seus músculos de investimento correm o risco de ficar para trás. Embora constantemente se mover em torno de dinheiro seja caro e mal aconselhado, uma estratégia de investir e esquecer o dinheiro pode ser tão prejudicial quanto.

Trocando as notícias em vez das ações

Só porque você gosta de uma empresa ou de seu produto, não significa que você deve gostar de suas ações. A primeira meia hora do dia de ações é a hora dos “amadores”. Neste momento do dia, pessoas comuns saltam para comprar ou vender por conta da notícia durante a noite de novos produtos, problemas de gestão ou mais loucuras do Congresso. O investidor esclarecido, por outro lado, aguarda o fluxo de notícias morrer para o mercado restaurar seus níveis fundamentais, fazendo seus investimentos na última meia hora do dia.

Considerações Finais

Em suma, as pessoas inteligentes podem fazer melhor com seus ovos dourados se evitarem o excesso de confiança e parar de querer comprar status. Eles devem escolher seus consultores de investimento com cuidado e não confiar apenas em credenciais impressionantes, sempre estudando sobre os investimentos e se mantendo informado das mudanças no mercado financeiro.

Quais erros de investimento você já cometeu? O que aconselharia para quem está investindo?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)