Ouvimos muito o termo amortização quando estamos tentando conseguir um empréstimo ou financiamento, ou até em aulas de matemática financeira. Mas o que, afinal, é a amortização? Como ela funciona? Vamos entender e explicar também como ela pode influenciar no valor final do seus pagamentos.

O que é amortização?

Amortização é o processo de espalhar um empréstimo ou financiamento em uma série de pagamentos fixos ao longo do tempo. Você estará pagando os juros e o principal do empréstimo em valores diferentes a cada mês, embora seu pagamento total permaneça igual a cada período. Isso ocorre mais comumente com pagamentos de empréstimos mensais, mas a amortização é um termo contábil que pode ser aplicado a outros tipos de saldos, como a alocação de certos custos durante a vida útil de um ativo intangível.

Com financiamentos, incluindo financiamentos para habitação e para automóveis, enquanto cada pagamento mensal permanece o mesmo, o pagamento é constituído por partes que mudam ao longo do tempo. Uma parte de cada pagamento vai para:

Os custos de juros (o que seu credor é pago pelo empréstimo).

Reduzir o saldo do seu empréstimo (também conhecido como pagamento do principal do empréstimo).

No início do empréstimo ou financiamento, os juros são mais altos. Especialmente com empréstimos de longo prazo, a maioria de cada pagamento periódico é uma despesa de juros, e você só paga uma pequena parte do saldo. Em outras palavras, você não faz muito progresso no pagamento do principal da dívida durante os primeiros anos.

Conforme o tempo passa, mais e mais de cada pagamento vai para o seu principal e você paga proporcionalmente menos juros a cada mês.

Empréstimos amortizados são projetados para pagar completamente o saldo do empréstimo durante um determinado período de tempo. Seu último pagamento de empréstimo vai pagar o montante final restante da sua dívida.

Por exemplo, após exatamente 30 anos (ou 360 pagamentos mensais), você pagará uma hipoteca de 30 anos.

Seus pagamentos mensais de empréstimo não mudam; a matemática simplesmente elabora os índices de pagamentos de dívida e principal a cada mês até que a dívida total seja eliminada.

Amortização da dívida em ação

Às vezes, é útil ver os números em vez de ler sobre o processo. Uma tabela com os cálculos de um empréstimo ou financiamento é conhecida como uma tabela de amortização (ou cronograma de amortização), e essas tabelas ajudam você a entender como cada pagamento afeta o empréstimo, quanto você paga em juros e quanto você deve ao empréstimo a qualquer momento.

Imagine um empréstimo de R$100 mil com taxa de juros de 6% ao ano para ser pago em 30 anos. Isso corresponde a 360 pagamentos de aproximadamente R$599,55 por mês, pagando um total de R$115.838,19 de juros.

O primeiro pagamento vai pagar R$500 de juros, e quitar R$99.55 do principal, deixando um balanço de R$99.900,45 para ser pago. Após 18,5 anos, no pagamento de número 223, você estará pagando R$298,31 de juros e R$301,24 do principal com cada parcela, e terá um balanço para pagar de R$$59.361,34. No último pagamento, de número 360, após 30 anos, você estará pagando R$2,98 de juros e R$596,57 do principal, efetivamente quitando sua dívida.

Note que nesse sistema (PRICE) os pagamentos são constantes, mas há sistemas onde o valor do pagamento muda ao longo do tempo. Para ver a programação completa ou criar sua própria tabela, use uma calculadora de amortização de empréstimos e financiamentos para criar exemplos. Há várias online que são bem fáceis de entender.

Amortização

Entender a amortização é um passo importante da educação financeira, te deixando mais consciente do funcionamento do sistema financeiro. (Foto: Patriot Software)

Conceito de amortização e sua importância

Olhando para a amortização é extremamente útil se você quiser entender como funciona o empréstimo.

O verdadeiro custo do empréstimo

Com uma imagem detalhada dos componentes do seu empréstimo, você pode ver claramente quanto você realmente paga em juros, em vez de se concentrar em um pagamento mensal. Os consumidores geralmente tomam decisões com base em um pagamento mensal “acessível”, mas os custos de juros são a melhor maneira de medir o custo real do que você compra. Às vezes, um pagamento mensal mais baixo significa, na verdade, que você pagará mais juros se alongar o tempo de pagamento, por exemplo.

Tomada de decisão

Você também pode decidir qual empréstimo escolher quando os credores oferecem termos diferentes (quanto você pode economizar com uma taxa de juros menor?). Você pode até calcular quanto pouparia pagando a dívida antecipadamente. Você pode ignorar todas as taxas de juros restantes na maioria dos empréstimos, ou escolher o sistema que possibilita paga parcelas mais baratas ou menores juros ao longo do tempo. Para visualizar a amortização, imagine um gráfico com seu saldo de empréstimo como o eixo X vertical e o tempo como o eixo Y horizontal, com uma linha indo para baixo e para a direita. Com empréstimos de prazo mais curto, a linha é mais ou menos reta. Com empréstimos de longo prazo, a linha fica mais íngreme com o passar do tempo.

Como amortizar empréstimos e financiamentos?

Existem várias maneiras de obter as tabelas de amortização para seus empréstimos. As formas mais práticas são usando uma calculadora online para criar a tabela para você ou usando planilhas para criar cronogramas de amortização e ajudá-lo a analisar os empréstimos e financiamentos.

Calculadoras e planilhas online são geralmente mais fáceis de se trabalhar, e você pode copiar e colar os resultados de uma calculadora online em uma planilha se preferir não criar o modelo inteiro do zero.

Com um empréstimo amortizante, descobrir o pagamento é apenas matemática. O pagamento é baseado no montante do empréstimo, na taxa de juros e em quantos anos o empréstimo durar. Esses três ingredientes funcionam juntos para afetar quanto você paga por mês e quanto total de juros você pagará. Reduzir a taxa de juros pode reduzir seu pagamento e ajuda você a economizar dinheiro. Estender o empréstimo por um longo período de tempo também reduzirá seu pagamento, mas você acabará pagando mais juros durante a vida do empréstimo.

Para amortizar um empréstimo, vamos dar um exemplo simples:

Observe um saldo inicial de empréstimo de R$20.000 com um pagamento de R$ 377,42 e uma taxa de juros para cada período de R$83,33 no primeiro mês. Subtraindo a taxa de juros do seu pagamento; o restante é o valor do principal que você pagará naquele mês, que é de R$294,09 no primeiro mês

Reduza o saldo do empréstimo pelo valor do principal que você pagou e você encontrará que ainda deve R$19.705,91 após o primeiro pagamento

Comece de novo com o mês seguinte R$19.705,91 é o saldo do empréstimo no segundo mês, e assim por diante. Com esse saldo, você pode se programar para quitar a dívida e pagar mais no mês para quitar parte do principal, reduzindo a quantidade de juros que pagará ao longo do tempo.

Tipos de financiamentos e empréstimos com amortização

Existem vários tipos de empréstimos disponíveis e nem todos funcionam da mesma maneira. Qualquer empréstimo a prestações é amortizado e você paga o saldo para zero ao longo do tempo.

Os financiamentos para aquisição de veículos são geralmente empréstimos amortizados de cinco anos (ou mais curtos) que você paga com um pagamento mensal fixo. Na verdade, algumas pessoas, incluindo compradores e revendedores de automóveis, pensam em comprar um carro somente em termos de pagamento mensal. Empréstimos mais longos estão disponíveis, mas você corre o risco de ficar enrolado demais com seu empréstimo, o que significa que seu empréstimo excederá o valor de revenda do seu carro se você esticar as coisas muito tempo para obter um pagamento menor. Além disso, você gastará mais em juros.

Os empréstimos para habitação são tradicionalmente hipotecas de taxa fixa a 15 ou 30 anos. A maioria das pessoas não mantém um empréstimo por tanto tempo e elas vendem a casa ou refinanciam o empréstimo em algum momento, mas esses empréstimos funcionam como se você fosse mantê-los por todo o período.

Empréstimos pessoais que você recebe de um banco, cooperativa de crédito ou credor online geralmente também são empréstimos amortizados. Eles geralmente tem prazos de dois a três anos, taxas de juros fixas e pagamentos mensais fixos. Estes empréstimos são frequentemente utilizados para pequenos projetos ou consolidação da dívida.

Além disso, cada um desses empréstimos pode adotar um sistema diferente, como o Sistema de Amortização Constante – SAC, o sistema francês ou PRICE, o Sistema de Amortização Misto – SAM, ou outro sistema do mercado financeiro. Cada um tem suas vantagens e desvantagens, e são mais apropriados para um ou outro contexto.

Cartões de crédito não amortizam empréstimos. Você pode pedir emprestado repetidamente no mesmo cartão e pode escolher quanto vai pagar a cada mês (desde que atenda ao pagamento mínimo – mas quanto mais, melhor). Esses tipos de empréstimos também são conhecidos como dívidas rotativas.

Ficou alguma dúvida sobre amortização? Deixem nos comentários suas perguntas e teremos prazer em ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)