Portabilidade de plano de saúde permite que os segurados transfiram suas apólices de seguro de saúde existentes para um novo provedor de seguro de saúde. A portabilidade evita que os clientes sejam tomados como garantidos pelas companhias de seguros, dá-lhes flexibilidade e oferece melhores e mais opções.

A melhor parte sobre Portabilidade de Seguro de Saúde é que os clientes tem a liberdade de mudar para um provedor de seguro de saúde melhor, sem ter que se preocupar em perder os benefícios acumulados da política anterior. O segurado também pode levar adiante o período de carência para cobertura de doenças pré-existentes.

Por que fazer a portabilidade de plano de saúde?

Vejamos alguns dos motivos mais comuns pelos quais os clientes optam por migrar de seus provedores de seguro de saúde existentes.

  • Razões comuns por trás da portabilidade do seguro de saúde:
  • Má qualidade de serviço
  • Cobertura inadequada para problemas de saúde específicos
  • Aumento do prêmio
  • Cláusulas e condições ocultas (falta de transparência)
  • Cláusulas de co-pagamento
  • Limites de atendimento
  • Melhores ofertas e mais econômicas de outro provedor de seguro de saúde
  • Desejo de mudar para uma companhia de seguros de saúde especializada que oferece serviços personalizados em sincronia com as necessidades da pessoa
  • Sua empresa parou de oferecer plano de saúde para os funcionários ou você mudou de empresa e quer manter o benefício
  • Mudança para um plano melhor da mesma operadora
  • Mudança de um plano individual para um plano empresarial, caso sua empresa passe a oferecer o benefício

Agora que você conhece os motivos comuns que forçam a maioria das pessoas a transferir seu plano de saúde, vamos analisar os prós e contras da portabilidade do seguro de saúde.

Portabilidade de planos de saúde

Faça a portabilidade do seu plano para aproveitar os benefícios de outro plano sem ter que passar por um grande período de carência. (Foto: Wilson Consulting Group)

Regras para a portabilidade do plano de saúde

Alguns passos devem ser seguidos para garantir que a portabilidade seja efetivada.

Passo 1: Guia ANS

No endereço eletrônico da Agência Nacional de Saúde, o interessado deverá procurar os planos compatíveis com o seu para que possa ser feita a portabilidade.

Passo 2: Contatando a operadora

Após encontrar os planos compatíveis, entre em contato com um corretor de planos de saúde ou diretamente com a operadora do plano de saúde para solicitar uma proposta de adesão. Não saia do plano de saúde atual enquanto a adesão não for confirmada.

Passo 3: Comprovantes de pagamento

Ao assinar a proposta de adesão, você deve apresentar cópias de comprovantes de pagamentos dos 3 últimos meses, o comprovante de permanência do plano de origem (pode ser obtido diretamente com sua operadora de plano de saúde atual), e o relatório de compatibilidade do Guia ANS de Planos de Saúde.

Passo 4: Aguardar

A operadora nova tem até 20 dias para aprovar seu plano novo. Caso não haja resposta dentro desse prazo, entre em contato novamente. O contrato novo entrará em vigor 10 dias após a nova operadora aceitar.

Passo 5: Contato

A operadora de destino entrará em contato com você e sua operadora atual para comunicar a alteração do plano e o início da vigência do contrato.

Esperamos que não tenha ficado qualquer dúvida sobre a portabilidade de planos de saúde entre diferentes operadoras. Mas caso você ainda tiver alguma questão, deixe nos comentários sua pergunta e iremos responder o quanto antes. Estamos aqui para ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)