Todos nós somos culpados de alguns maus hábitos financeiros, e a maioria de nós compartilha alguns deles. Raramente algum destes hábitos são ruins por si só suficientemente para nos afundar. Mas, tomados em conjunto ao longo do tempo, esses pequenos vazamentos em nosso navio financeiro nos roubam de valores que podem, gradualmente, nos levar à bancarrota.

A boa notícia é que alguns dos erros mais freqüentes também são os mais evitáveis. E dentre os maiores entre eles, elegemos os 5 mais comuns e importantes, além das melhores soluções para cada um deles.

Seguros e planos de saúde

Seja por pagar a mais por um seguro ou adiar a contratação de um seguro de vida, saúde ou de veículos, erros com seguros são muito comuns. A maioria das pessoas ainda acha que seguros são um grande roubo, mas isso acontece porque eles não sabem negociar bem os preços e condições oferecidas. Mal sabem também que podem contratar os serviços de um corretor que encontrará as melhores opções para eles. Comum também são aquelas famílias que só fazem seguro de vida quando percebem que a saúde de um dos provedores da casa está acabando.

Junto aos erros com os seguros, muitos deixam para fazer planos de saúde apenas quando percebem que as contas e gastos estão aumentando exponencialmente, ao invés de prever os gastos e impedir que o dinheiro “fuja” dos bolsos com coisas inesperadas. Os gastos com saúde são bem menores quando você começa a investir em um plano mais cedo

O que fazer: comece a pagar agora e você vai pagar menos. Quanto mais cedo você comprar, o melhor para você, tanto para seguros quanto para planos de saúde. Não subestime seus custos com saúde. A tendência é que quanto mais velho você ficar, mais você vai ter que gastar com cuidados de saúde. Quanto mais cedo você iniciar o relacionamento com uma provedora de planos de saúde, mais margem para negociação você terá no futuro, o mesmo valendo também para as seguradoras.

Erros financeiros e prejuízos

Pequenos erros financeiros podem causar um grande rombo em seu bolso. Cuidado! (Foto: www.entrepreneur.com)

Pagamento de contas atrasado

Você está pagando juros de mora, apesar de você ser capaz de pagar todas as suas contas? Multas não só adicionam despesas, como podem também acabar tirando um dinheiro a mais que poderia ficar no seu bolso para o próximo mês.

O que fazer:taxas de contas atrasadas e juros de mora são geralmente o resultado de vencimentos que estão espalhados por todo o mês, sem levar em conta qualquer data racional. Você só precisa alinhar suas datas de vencimento para um ou dois dias depois do seu pagamento. Entre em contato com sua operadora de cartão de crédito, serviços públicos e outros prestadores de serviços e peça para ter suas datas de vencimento alterada para um a dois dias depois do pagamento, quando você tem dinheiro disponível. Coloque as contas em débito automático para que você não esqueça sem querer de pagar. Em seguida, crie um calendário lembrete que funciona para você e escolher um ou dois dias durante o mês para pagar todas as suas contas, te ajudando a chegar a parar de atrasar suas contas.

Comprar ações pela marca

Os pequenos investidores costumam comprar ações porque eles têm uma boa experiência com a empresa. Isso faz sentido, mas certifique-se de perguntar o que é que você gosta: é o produto ou o serviço? Ou algo menos rentável, como a imagem da marca? Seguir ações apenas por causa de uma marca podem acabar te rendendo prejuízos na bolsa de valores. Apesar das gigantes manterem uma estabilidade, em tempos de crise as surpresas surgem das marcas mais inesperadas. Basta lembrar que de 2012 para 2013 a Petrobrás, tida como uma das maiores empresas do mercado, já perdeu boa parte de seu valor por não reagir bem ao mercado.

O que fazer: a imagem de uma empresa conta, mas preço e valorização importam mais. Os investidores que compram ações sem levar em conta o preço, liquidez e outras variáveis do mercado de ações, muitas vezes encontrarão-se com dinheiro morto para os próximos anos. Confira a relação preço-lucro. Muitos sites financeiros podem ajudá-lo a fazer a comparação, além de algumas corretoras darem cursos de investimentos na bolsa bem completos. Vá com cuidado pois o mercado de ações é bem diferente do que você imagina.

Erros financeiros e grandes dívidas

Um pequeno erro pode ser o pontapé inicial para uma dívida que te deixará sem nenhum tostão no bolso! (Foto: qlichy.com)

Investir de forma muito conservadora

Muitos investidores jovens tem poucos (ou mesmo nenhum) investimento de risco em sua carteira. Isso é compreensível, dada a instabilidade do mercado nos últimos anos. Agora, ao não assumir nenhum risco, porém, é que não há recompensa. O sistema financeiro está praticamente construído sobre o risco.

O que fazer: aproveite ao máximo os anos que temos pela frente para crescer suas riquezas. Considere aumentar sua exposição ao risco ou você pode ​​dificultar a carteira de oportunidades de crescimento necessárias ao longo do tempo. Naturalmente, a sua idade, as metas de aposentadoria, situação financeira e tolerância ao risco devem orientar suas decisões. Arriscar bastante é algo viável até os 30, 35 anos. Mas depois, investimentos moderados e de baixo risco podem se tornar mais atrativos. Lembre-se: quando se é jovem, você tem tempo para recuperar suas perdas.

Pagar à vista o preço cheio de um produto

Pagar o preço cheio em compras pode ser um grande sorvedouro de suas finanças. Na era digital de hoje, há muitas ferramentas disponíveis para ajudar os consumidores a tomar melhores decisões de compra e conseguir descontos consideráveis na compra de um produto, nem que seja o desconto da tarifa de cartão de crédito ao pagar o preço do produto em dinheiro ao lojista.

O que fazer: faça comparações. Sites e aplicativos móveis, como o Buscapé, podem ajudá-lo a encontrar as melhores opções. Você pode encontrar descontos online para tudo. Além disso, você pode usar estes preços para negociar valores com vendedores de lojas físicas, conseguindo assim poupar uma boa grana que ficará dentro do seu bolso, intacta. Nunca pague um preço à vista sem descontos, ponto final. Ou você estará saindo no prejuízo.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)