Como trocar sua máquina de cartão?

Escrito na categoria "Cartão de crédito e débito" por André M. Coelho.

Suponhamos que você já tenha uma máquina de cartão de crédito em sua loja mas receba uma proposta melhor de outra operadora ou esteja insatisfeito com a operadora atual e queira simplesmente acabar com as dores de cabeça. Como fazer esse processo de troca?

Antes de começarmos a sugerir a troca, é preciso pensar nos benefícios que estão agregados ao uso de uma dada operadora. Muitos são aqueles que só se preocupam com os custos, sem pensar no suporte dado, nos serviços oferecidos, as promoções que a operadora faz, a qualidade e rapidez do sistema. Se o custo disso tudo é um pouco alto mas compensa pela qualidade, pense duas vezes antes de aceitar uma nova proposta e pesquise muito antes de fazê-lo.

Mesmo porque, quando você começa a pesquisar, você descobrirá várias ofertas e diferentes valores para as operadoras de cartões de crédito. Todas irão tentar te seduzir como novo cliente e estarão dispostas a negociar muita coisa para que você as escolha. E quando você tem as informações e ofertas da concorrência, fica muito mais fácil para usar isso como vantagem e conseguir maiores descontos.

Troca máquina de cartão

A troca da máquina de cartão pode ocorrer por vários motivos. Na maioria deles, é causada pela insatisfação com o serviço prestado. Mas tome cuidado e raciocine antes de tomar uma decisão precipitada. (Foto: diariodeconsumoporfernanda.blogspot.com)

Nossa recomendação é que você tenha pelo menos duas máquinas de diferentes operadoras em sua loja, evitando que filas se aglomerem devido a sistemas congestionados ou problemas nas máquinas, problemas que sabemos serem comuns, principalmente em épocas de alto volume de vendas. Mas se você realmente quer ficar apenas com uma máquina, deve verificar seu contrato para ver alguma limitação ou multa que possa ser aplicada no caso do cancelamento de uma das operadoras. Planeje este custo em seu orçamento e só cancele se você já tiver fechado o contrato com a outra operadora, pois um dia que você ficar sem sua máquina pode te causar prejuízos irreparáveis.

Ao assinar com a nova operadora, não deixe de ler o contrato e, no caso de dúvidas, levá-lo a um advogado. Esclareça todos os pormenores, taxas, valores de adesão e contratação do serviço e como funcionam as mudanças de valores. Quanto mais aberta for a comunicação com a empresa, melhor será no futuro para negociações. Continue sempre pesquisando por promoções e benefícios para poder negociar seus custos e assim, ter o melhor serviço possível prestado.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário