Pessoa física pode emitir ou gerar boleto? Como?

Escrito na categoria "Bancos e instituições financeiras" por André M. Coelho.

Vamos começar dando a boa notícia: pessoa física pode emitir boleto. Essa emissão pode ser feita tanto através de uma instituição financeira quanto por intermediadores de pagamentos online, tais como o PagSeguro, MercadoPago, PayPal, entre outros. Existem cuidados que as pessoas físicas devem tomar também ao emitir boletos em seus nomes, mas vamos chegar nesse ponto ainda.

Pessoa física pode emitir boleto bancário: pelo banco ou instituição financeira

Para emitir boletos por um banco ou instituição financeira, provavelmente para receber pagamentos, a pessoa física primeiramente precisará ter uma conta corrente em seu nome. E em segundo lugar, precisará de um serviço dessas instituições financeiras denominado carteira de cobranças.

Tal serviço é contratado junto ao banco para gerar boletos bancários. Através dele, são geradas as identificações de pagamentos e estes são creditados diretamente na sua conta bancária.

Para contratar uma carteira de cobrança com seu banco, basta conversar com seu gerente e explicar que você quer passar a emitir boletos. É simples, rápido, e super prático. Vale lembrar, contudo, que esse serviço terá um custo, mas de acordo com seu relacionamento com o banco, pode ser bem barato, ou o banco pode cobrar apenas pelos boletos emitidos.

Pessoa física e boleto bancário

Pessoas físicas tem várias formas de emitirem boletos, tanto via bancos quanto por meios online, facilitando para receberem pagamentos de terceiros. (Foto: www.boletobancario.com)

Pessoa física pode emitir boleto de cobrança: meios de pagamento online

Usando meios de pagamento online, tais como o MercadoPago, PagSeguro, PayPal, é possível que uma pessoa física possa emitir boletos bancários de cobrança. Nesse caso, os boletos geralmente saem em nome dos intermediários do pagamento (isto é, as empresas que estão intermediando o pagamento), e não no nome da Pessoa Física. Mas é uma forma rápida, prática, e que geralmente tem custos muito baixos para quem está realizando a transação (geralmente uma porcentagem sobre a venda). Com a competição entre as soluções de pagamento online, muitas das soluções tem ficado até mais barato do que a emissão de boletos por bancos e instituições financeiras.

Para utilizar esses serviços para emitir boletos como pessoa física, você precisa se cadastrar no site, e ter uma conta verificada. Isso significa ter uma conta que verifique seu endereço e seus dados pessoais. De qualquer forma, é preciso também ter uma conta corrente, para que o dinheiro possa ser transferido para sua conta. Faça o cadastro, registre seu endereço, entre com os dados da sua conta corrente, e aguarde para poder passar a emitir os boletos. É bem simples, e os sites tem um passo a passo completo do processo.

Cuidado com sites que prometem emitir boletos de cobrança em nome de pessoa física!

Além de ser difícil saber se é um site confiável ou não, os sites que prometem emitir um boleto em nome de pessoa física podem usar suas informações para aplicar golpes. Quando os sites são confiáveis, eles simplesmente geram custos extras porque são intermediários entre você e o banco ou entre você e o serviço de pagamento online, cobrando por isso e gerando mais um custo para quem quer emitir um boleto de cobrança. É melhor cortar o intermediário e reduzir os riscos, além de reduzir também os custos.

Ficou ainda alguma dúvida? Deixe nos comentários suas perguntas, pois estamos aqui para respondê-las!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário