Para viajar ao exterior, não adianta: você vai precisar trocar seu dinheiro por moeda estrangeira para poder comprar algo lá fora. O problema é que na hora da troca, há uma diferença de valores entre as moedas no momento do câmbio. Existem inúmeras variáveis existentes no valor de uma moeda no câmbio, mas basicamente, o preço de uma moeda depende da quantidade de moeda disponível para a negociação no mercado internacional, em associação com a demanda por essa moeda. Por exemplo, você pode ter uma grande oferta da moeda de um país minúsculo da Ásia, mas essa moeda não terá valor comercial se o país não tem participação no comércio mundial. É o contrário do dólar, do euro, do yuan, e outras moedas fortes, que são usadas como padrões de comércio ao redor do mundo.

Antes de analisarmos o poder de compra do Real ao redor do mundo, vamos entender também outro conceito: poder de compra.

Poder de compra de uma moeda: não é tão simples assim…

Há mais de uma explicação para o poder de compra porque mais de um elemento deve ser considerado na equação do cálculo do poder de compra. Achou que ia ser fácil? Que era só uma listinha de países onde dá pra comprar mais coisas? Não, não caia nesse conto do vigário: essas listas não consideram vários quesitos importantes, e se você estiver planejando sua viagem pensando que gastará menos dinheiro visitando os países das listas “onde o real tem mais poder de compra”, está muito enganado. Começando pelo fator inflação.

Onde o real tem mais poder de compra

Entendendo os conceitos relacionados ao poder de compra do Real, será possível viajar para um país onde realmente você conseguirá comprar mais coisas com seu dinheiro. (Foto: divulgação)

Inflação e poder de compra no exterior

Quando um país tem uma inflação alta, significa que o preço dos produtos e serviços estão subindo fora de controle. Geralmente, isso se traduz em uma moeda mais barata para compra no mercado internacional, apesar da inflação poder ter o resultado oposto. Então, se a inflação está alta, geralmente é um indicativo que será mais cara a estadia no país.

Seu dinheiro, portanto, terá maior poder de compra em países com inflação estável ou em deflação.

Real só vale alguma coisa em alguns países da América do Sul

Em vários sites que listam os países onde o real tem maior poder de compra, a Indonésia é um desses países. Porém, se você levar reais para comprar produtos ou pagar por serviços na Indonésia, você vai sair de mãos abanando, porque ninguém ou muito pouca gente quer comprar Reais por lá. Já se o seu dinheiro estivesse em euro ou dólares, a situação seria outra. Ou se você estivesse em algum país da América do Sul, onde o uso do Real é mais ou menos comum. Mesmo assim, nem sempre o Real será aceito.

Real é uma moeda com baixo poder de compra

A verdade é que o Real, internacionalmente falando, é uma moeda fraca. Se você for viajar, você terá que comprar dólares ou euros, basicamente. O poder de compra do Real estará então atrelado a quantos euros ou dólares você consegue comprar na cotação do dia, ou no uso do cartão de crédito/débito.

Use sempre o dólar ou o euro como referência para poder de compra

Vai viajar, então não faça a “conversão burra”, de pegar a moeda do país que você vai visitar e converter para reais. Tem países onde R$1 vai valer mais de 1000 unidades da moeda. Mas aí você vai ver o preço de um hambúrguer no países, e ele custa 50.000 unidades da moeda, o que seriam R$50. Realmente o real tem mais poder de compra?

E como o Real é uma moeda muito instável no mercado, o melhor a fazer é usar o euro ou o dólar como padrão, convertendo a moeda do país que você vai visitar para essas moedas e então, calculando mais ou menos o valor, em reais, que você terá de poder de compra.

Exemplo:

Você vai para um país onde a moeda local tem uma taxa de conversão de 50.000 unidades para cada dólar. Se cada dólar custar R$3,50 e você precisa comprar 1.000.000 de unidades da moeda local, então você precisará comprar 20 dólares, um total de R$70 (sem contar impostos).

Câmbio para viagens: não baseie seu poder de compra apenas na conversão da moeda

O exemplo acima ilustra uma conversão da moeda diretamente para o dólar. Porém, você tem que calcular os custos que terá no destino para realmente saber se terá um bom poder de compra ou não. Como assim? Explicando com um exemplo fica mais fácil.

As 1.000.000 de unidades da moeda local do exemplo acima são os custos de uma diária de hotel na cidade X. Para alimentação diária, são mais 1.500.000 unidades do dinheiro, mais 500.000 unidades para gastos com transporte, totalizando 3.000.000 de gastos diários. Com compras, serão gastos 10.000.000 (uma só vez), incluindo também entradas em parques naturais e excursões, porque você já foi esperto e pesquisou bem os preços antes pela internet. Se você for ficar 5 dias, terá um custo total de 25.000.000. Convertendo para dólares, são 500 dólares. Usando o real na cotação de R$3,50, você então gastará R$1750 por 5 dias na cidade X, o que te dá uma ideia melhor do poder de compra do real no exterior.

Mantenha seu poder de compra estável comprando dólares e euro para viagens

Quer viajar pro exterior sem ter que se preocupar tanto com IOF do cartão de crédito, impostos de importação, e o poder de compra do Real? Mantenha então algum investimento em dólares ou euros. Pode ser comprando mesmo, em espécie, mas mantendo guardado em um cofre no banco, por favor. Compre em momentos em que o Real está valorizado, ou seja, essas moedas estão baratas para comprar, e mantenha um estoque para suas viagens. Dessa forma, você preserva seu poder de compra para viagens mais do que se depender do Real ou da conversão de uma moeda de um país desconhecido para a nossa moeda. Simples, não é?

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários suas perguntas, e iremos respondê-las!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)