Viajar é uma das maneirais mais simples de colocar as contas no vermelho. Sair de casa e arejar a cabeça em outra cidade ou mesmo em outro país tem seu preço, e saber qual é este preço é essencial para evitar arrependimentos e problemas financeiros.

Viagens tem que ser planejadas meticulosamente, tanto em relação aos itens essenciais da viagem como passagem, malas e hospedagem, bem como com relação ao dinheiro.

Em uma viagem que fiz recentemente fui controlando diariamente o quanto gastava em cada compra que fazia, desde o pagamento de um grande período de hospedagem até a compra de um sorvete na rua. Tal controle pode parecer chato mas lhe permite saber para onde está indo o dinheiro, que logo começa a acabar rapidamente.

Fazer tantas anotações de gastos pode acabar por tornar a viagem chata r burocrática, logo a maneira mais interessante que encontrei foi pegar recibos de todos os gastos. Cupons de cartão de crédito e débito, anotações dos restaurantes e quiosques e qualquer outro papelzinho que me fosse entregue no momento de uma compra era simplesmente guardado para fazer o fechamento diário. Assim, à noite logo antes de dormir eu anotava em uma planilha no computador todos os gastos realizados. É uma tarefa rápida que não gasta mais do que 10 minutos mas que logo me permitiu ver que os gastos estavam ainda abaixo do planejado para cada dia.

Quanto gastei na viagem?

Controle os gastos em sua viagem

No fim da viagem acabou que gastamos um pouco mais do que o planejado, mas com consciência do fato e sem sustos. Ter um controle de gastos é essencial. Sugiro a utilização de planilhas online no Google Docs, onde mais de uma pessoa pode acessar e preencher valores, dividindo a tarefa entre os viajantes.

E você? Costuma gastar mais do que o planejado em uma viagem? E para fora do Brasil, como faz para sacar dinheiro no exterior? Por favor Deixe seu comentário ou sua opinião!

Image: Stuart Miles / FreeDigitalPhotos.net

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)