O Governo brasileiro tem se esforçado muito em colocar mais brasileiros em universidades. Uma das formas que o governo está fazendo isso é através do FIES. Ele é um programa do governo destinado a estudantes que não tem condições de arcar com os custos da formação acadêmica no ensino superior em Instituições de Ensino Superior privadas. Para que o FIES possa ser utilizado nestas instituições, elas devem estar devidamente cadastradas no Programa e terem uma avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC. Isso acaba sendo uma forma de gestão da qualidade do ensino superior no país, o que é positivo para toda a população, que terá profissionais melhor qualificados no mercado. Além disso, para receber o financiamento, o estudante não pode estar inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC), nem já ter sido beneficiado pelo FIES.

Para ser integrante do FIES, o curso tem que ter obtido conceito maior ou igual a 3 na edição mais atualizada do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE. Este exame é feito com alunos que estão ingressando na faculdade e alunos que estão se formando e, através de pesos e medidas justos, são avaliados em conjunto com o nível dos professores e as condições da Faculdade para que a nota seja aferida. Cursos não avaliados pelo ENADE poderão ser habilitados excepcionalmente para concessão do financiamento, a critério do MEC. A matrícula em cursos com avaliação inferior a 3 veda a concessão do financiamento até a melhora na avaliação. Mas quem já obteve o financiamento não fica prejudicado caso o curso tenha sua nota rebaixada.

Financiamento para os estudos de nível superior

O FIES é um programa que visa democratizar o acesso ao ensino superior para os indivíduos que tem menos recursos, mas merecem as mesmas oportunidades. (Foto: unit.br)

Para quem deseja participar do FIES, seja por achar que a IES privada seja melhor do que a pública, seja por não ter uma faculdade pública perto de sua cidade ou por só ter o seu curso desejado em uma faculdade privada, a única forma de ingresso é com a participação no Processo Seletivo de candidatos ao financiamento. Desta forma, garante-se uma democratização do acesso ao FIES e, conseqüentemente, ao ensino superior.

Os critérios de seleção são definidos pelo MEC, sendo estes impessoais e transparentes e levando em consideração o perfil socioeconômico dos candidatos. As inscrições para o FIES são feitas exclusivamente pela internet no Portal do Ministério da Educação, que pode ser acessado neste link, em data a ser divulgada pelo MEC. Normalmente, os grandes portais de notícias também divulgam estas datas, mas fique de olho para poder se candidatar e ter sua chance para entrar no ensino superior.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)