Dicas de finanças pessoais

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

Independentemente de quando você começa a planejar suas finanças pessoais, os princípios básicos permanecem os mesmos. E aqui listamos algumas dicas para que elas estejam sempre saudáveis e nunca no vermelho.

Publicidade

Publicidade

Parece simples, mas muitas pessoas lutam com essa primeira regra básica. Certifique-se de que você sabe o que o seu trabalho vale no mercado através da realização de uma avaliação de suas habilidades, produtividade, tarefas de trabalho, a contribuição para a empresa e uma breve pesquisa no mercado. Estar em um emprego que te paga mal pode te rum impacto ruim no longo prazo. E você nunca vai chegar em algum lugar se gastar mais do que ganha. Alguns sacrifícios serão necessários, mas os esforços de redução e as economias compensarão em um futuro próximo.

Como você pode saber onde seu dinheiro está indo se você não faz orçamento? Como você pode definir gastos e metas de poupança se você não sabe para onde está indo seu dinheiro? Você precisa de um orçamento familiar e um controle constante destas finanças.

Mantendo sua saúde financeira

As dicas para manter sua saúde financeira em um bom estado são bem fáceis de seguir. Só é preciso que você dê o primeiro passo rumo a uma melhor gestão de seus recursos financeiros. (Foto: thewealthmagic.com)

Publicidade

Publicidade

Dívidas de cartões de crédito são um grande obstáculo para progredir financeiramente. Estes pequenos pedaços de plástico são tão fáceis de usar, tornando fácil de esquecer que eles são dinheiro de verdade e que sairá de seu bolso em algum momento. Apesar de nossas boas resoluções para pagar os débitos e parcelamentos, a realidade é que muitas vezes não conseguimos fazê-lo, e acabamos pagando muito mais por coisas que nós teria pago se tivéssemos usado dinheiro.

Ninguém tem certeza de como será o futuro financeiro, se teremos alguma doença ou problemas que nos impeçam de trabalhar e prover os recursos que precisamos para manter nosso estilo de vida. Investir em um plano de previdência é como um seguro para seu futuro.

Publicidade

Pague todas as contas que você precisa para sua sobrevivência básica. Depois, analise o que sobrou. Um bom poupador tem sempre reservados ao final do mês um mínimo de 5% a 10% do seu salário para a poupança. Quando possível separe este valor até antes dos pagamentos. Faça disso uma rotina e considera a poupança uma conta a ser paga como outra qualquer.

Publicidade

Se você está contribuindo para um plano de aposentadoria e uma conta poupança, e você ainda pode gerenciar a colocar algum dinheiro em outros investimentos, minimizando riscos e possivelmente aumentando seus ganhos. Leia bastante sobre os melhores investimentos e acompanhe sempre os ganhos de suas aplicações.

Seja um seguro de carros, um seguro de saúde ou um seguro de vida: tudo pode ser negociado quando se tem as informações necessárias. É importante sempre estar se protegendo contra infortúnios e proteger seus entes queridos também. Existem limites para os gastos com isso e por isso, você sempre tem de ficar de olho em melhores taxas.

Não há nada que motive mais alguém do que ter sempre novos sonhos sendo construídos e a criação de um futuro promissor. Busque sempre novos estímulos, converse com seus familiares sobre as vontades deles e comece a transformar seu sonhos em projetos concretos.

Se você não mantém bons registros, você provavelmente não sabe o quanto de imposto de renda tem para reaver. E muito menos sabe comparar onde foi seu principal aumento de gastos no semestre ou no ano. Estabeleça um sistema o quanto antes para armazenar as informações com segurança para depois poder analisar com calma.

Publicidade

Publicidade

Melhorar suas finanças não é difícil. Você só precisa dar o primeiro passo.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Publicidade

Publicidade

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário