A conta digital é um serviço oferecido por bancos e instituições financeiras. Tal conta tem o mesmo status e características de uma conta corrente, com a diferença de faz a cobrança de serviços que precisem de um gerente, caixa, ou atendimento telefônico e deixa os clientes isentos de pagamentos de taxas de transações sem nenhum atendimento pessoal. Vamos entender isso melhor.

Como funciona uma conta digital?

Em todos os aspectos legais, uma conta digital é como uma conta corrente. Você terá acesso a linhas de crédito, cartão de crédito, financiamentos, e outros serviços do banco ou instituição financeira. A diferença é que na conta digital, vários serviços que não precisam de pessoas envolvidas, ou seja, transações feita pela internet e caixas eletrônicos tem isenção ou redução nas tarefas, por envolverem menos custos para o banco. Porém, cada vez que você for usar o atendimento “físico” do banco, seja através de um gerente ou caixa, você pagará uma taxa avulsa pelo serviço.

Vale a pena ter uma conta digital?

Quem usa mais a internet, aplicativos e caixas eletrônicos, e vai uma ou duas vezes ao ano no banco, deve mesmo transferir para uma conta digital. Os custos são muito mais baratos do que uma conta tradicional, e você terá acesso a todos os serviços e produtos financeiros do banco, sem exceções. Mesmo idosos que usam a internet e caixas eletrônicos podem ser altamente beneficiados por terem uma conta digital.

Funcionamento da conta digital

Ao usar uma conta digital, todas as suas transações ficam concentradas no mundo digital, seja pelo internet banking ou pelos caixas eletrônicos. (Foto: www.eumaisrico.com.br)

Já usuários que precisam fazer visitas frequentes ao banco, ter conversas com o gerente, precisam de uma conta tradicional ainda. Mas a tendência é que as contas tradicionais acabem em algum momento, e você tenha que se adaptar melhor a usar os meios digitais para realizar transações.

Mas fazer transações online é seguro?

Sim, sem dúvida alguma. O que torna as transações inseguras e abre espaço para fraudes eletrônicas, na grande maioria das vezes, é o próprio cliente do banco. Isso acontece quando o cliente deixa de instalar um antivírus, um módulo de segurança, passa informações pessoais para desconhecidos. Os cuidados com a privacidade devem ser contínuos, e você tem que prezar muito pela sua segurança online. Na conta digital, há também a vantagem de descontos nas transações como TED e DOC, o que é uma vantagem enorme em relação a contas com pacotes tradicionais.

Ligue para seu gerente e peça para transferir sua conta para uma conta digital. Verifique se alguns serviços do banco, que geralmente são oferecidos apenas para alguns pacotes de serviços específicos, serão mantidos na conta digital. Tais serviços incluem taxas de financiamento menores, dias sem juros no cheque especial, entre outros.

E não se esqueça de voltar aqui nos comentários e falar da sua experiência com uma conta digital!

Um comentário para “Conta digital no banco! Vale a pena?”

  1. Cassiano Aquino

    Tenho uma do Itaú e pro meu perfil é perfeita, pois sou freelancer e uso ela para receber os pagamentos dos meus serviços.

    Só uso o cartão de débito ( bem pouco ), faço saques no caixa eletrônico para pagar minhas contas, e de quebra quando sobre deposito na poupança integrada.

    Então no meu caso não fazia sentido ficar pagando taxas, por mim está aprovado.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)