Como tirar o informe de rendimentos do banco?

Em Educação financeira por André M. Coelho

O informe de rendimentos é uma demonstração financeira que te ajuda na declaração do imposto de renda com valores que você precisa declarar. Entender como obter um informe de rendimentos é essencial para os contribuintes brasileiros ao apresentarem suas declarações anuais. E todo contribuinte precisa obter seu informe de rendimentos de seus bancos e instituições financeiras. Como fazê-lo, você verá abaixo neste artigo.

O que é o informe de rendimentos?

O informe de rendimentos resume o valor que uma pessoa tem em uma dada conta em banco ou instituição financeira ao final do ano. O informe de rendimentos não mede rentabilidade e fluxo de caixa. Apenas relata quanto é deixado em sua conta bancária no final do ano da declaração do imposto de renda.

O informe de rendimentos também pode ser chamado de comprovante de rendimentos.

Como obter o informe de rendimentos do banco?

Passo a passo para retirar o informe de rendimentos do seu banco ou instituição financeira:

  1. Acesse o app ou site do banco
  2. Clique ou toque na barra de pesquisas
  3. Pesquisar por informe de rendimentos
  4. Clique ou toque no informe de rendimentos
  5. Baixe o informe

Caso queira acessar o informe de rendimentos em um caixa eletrônico, basta ir a um caixa eletrônico mais próximo e, no menu inicial, procurar pela opção informe de rendimentos. Geralmente esta opção estará disponível na primeira tela. Caso não esteja, você pode tocar em “outras opções” até que o informe de rendimentos apareça. Toque na opção e imprima o informe de rendimentos.

Informe de rendimentos do banco

Anualmente, todos os bancos e instituições financeiras irão disponibilizar o informe de rendimentos para a declaração do imposto de renda. (Imagem: Receita)

Onde colocar o informe de rendimentos?

Você não precisará anexar o arquivo à sua declaração do imposto de renda. Na seção “Bens e Direitos”, informe o valor de cada informe de rendimentos/conta. Informe qual é o seu saldo em 31 de dezembro da declaração anterior e em 31 de dezembro no ano da declaração atual.

Exemplificando:

O Imposto de renda de 2021 que é declarado em 2022 precisa ter os saldos das contas para 31 de dezembro de 2020 e 31 de dezembro de 2021.

Pagamento do imposto de renda e o informe de rendimentos

O imposto de renda é normalmente retido na fonte, a taxas variando de 0% a 27,5%, dependendo do suporte de renda. A responsabilidade final é determinada no preenchimento da declaração de imposto. Qualquer diferença entre os valores determinados pela declaração de imposto e que retida na fonte ou pago durante o ano pelo indivíduo deve ser pago ou é reembolsado ao contribuinte

Em caso de qualquer imposto devido, deve ser dado às autoridades fiscais brasileiras de uma só vez ou até oito parcelas mensais, devido no último dia útil de abril e nos meses seguintes. Caso o imposto devido seja pago em parcelas, os juros devem ser considerados mensalmente.

Os impostos devidos em ganhos de capital tributáveis ​​decorrentes da venda de propriedade devem ser coletados através de um comprovante de imposto sobre ou antes do último dia útil do mês subsequente à venda no caso do contribuinte residente, ou no mesmo dia de venda no caso de um contribuinte não residente.

Se pago no Brasil, os dividendos estão isentos de impostos, enquanto juros e royalties são tributados na fonte. Se pago no exterior, dividendos e royalties estão sujeitos a tributação através do cálculo de imposto de renda mensal obrigatório, enquanto juros é tributável como ganho de capital. Em ambos os casos, os impostos devidos devem ser coletados por meio de um voucher de imposto sobre ou antes do último dia útil do mês após quando a renda foi ganhada.

O informe de rendimentos dá um suporte para as autoridades monitorarem os valores que os contribuintes tem disponíveis em suas contas.

Processo de auditoria fiscal

Após a apresentação eletrônica de uma declaração de imposto de renda individual, as autoridades fiscais brasileiras processam e liberam o pagamento de reembolsos. No caso de qualquer questionamento, o contribuinte será solicitado a fornecer as autoridades fiscais por mais esclarecimentos e / ou documentação de apoio.

Declarar seu informe de rendimentos corretamente evitará de cair na malha fina.

As autoridades fiscais brasileiras tendem a questionar os contribuintes sempre que um crédito fiscal e / ou quantidade substancial de deduções são reivindicadas em uma declaração de imposto de renda individual. No caso do informe, grandes discrepâncias são também consideradas.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário