A Bolsa de Valores brasileira opera sob as regras definidas pela CVM. Tais regras incluem os tipos de ações que podem ser negociados na Bolsa. Conhecer os diferentes tipos de ações pode auxiliar o investidor a compreender melhor diferentes estratégias de diversificação de investimentos e como cada tipo de ação pode contribuir para uma carteira de investimentos com menos riscos.

Quais são os tipos de ações?

Em sua essência, as ações são divididas em dois tipos: preferenciais e ordinárias. Ações preferenciais concedem preferência ao titular no recebimento de dividendos e, no caso de liquidação, preferência no reembolso de capital. Não confere ao titular o direito de votar nas assembleias de acionistas. Mais de um tipo de ação preferencial pode existir e a diferença entre eles pode ser verificada nos estatutos. São representados pelo número quatro para PN, cinco para PNA, seis para PNB, sete para PNC e oito para PND. Uma ação ordinária dá ao seu titular o direito de votar nas assembleias de acionistas e participar do lucro econômico da empresa. É representado pelo número três no final da abreviação da ação.

O que são ações preferenciais?

As ações preferenciais representam algum grau de propriedade em uma empresa, mas geralmente não vêm com os mesmos direitos de voto. (Isso pode variar dependendo da empresa). Com as ações preferenciais, os investidores geralmente recebem um dividendo fixo para sempre. Isso é diferente das ações ordinárias, que têm dividendos variáveis ​​que nunca são garantidos. Outra vantagem é que, em caso de liquidação, os acionistas preferenciais são pagos perante o acionista comum (mas ainda após os detentores de dívida). As ações preferenciais também podem ser acionadas, o que significa que a empresa tem a opção de comprar as ações dos acionistas a qualquer momento e por qualquer motivo (geralmente por um prêmio).

Algumas pessoas consideram ações preferenciais mais como dívida do que patrimônio. Uma boa maneira de pensar nesses tipos de ações é vê-las entre títulos e ações ordinárias.

O que são ações ordinárias?

A ação ordinária é ordinária. Quando as pessoas falam sobre ações em geral, elas provavelmente se referem a esse tipo. De fato, a maioria das ações emitidas está nesta forma. Nós basicamente revisamos as características do estoque comum na última seção. As ações ordinárias representam uma participação em uma empresa e uma reivindicação (dividendos) sobre uma parcela dos lucros. Os investidores recebem um voto por ação para eleger os membros do conselho, que supervisionam as principais decisões tomadas pela administração.

A longo prazo, as ações ordinárias, por meio do crescimento do capital, geram retornos mais altos do que quase todos os outros investimentos. Esse retorno mais alto tem um custo, uma vez que as ações ordinárias implicam o maior risco. Se uma empresa for à falência e liquidar, os acionistas ordinários não receberão dinheiro até que os credores, obrigacionistas e acionistas preferenciais sejam pagos.

Tipos de ações para investir

Diferentes tipos de ações devem fazer parte de uma estratégia de investimento diversificada e com menores riscos. (Foto: Cash Cow Couple)

Classes diferentes de ações

Ordinária e preferencial são as duas principais formas de ações. No entanto, também é possível que as empresas personalizem diferentes classes de estoque da maneira que desejarem. A razão mais comum para isso é a empresa que deseja que o poder de voto permaneça com um certo grupo; Assim, diferentes classes de ações recebem diferentes direitos de voto. Por exemplo, uma classe de ações seria detida por um grupo seleto que receberia dez votos por ação, enquanto uma segunda classe seria emitida para a maioria dos investidores que recebem um voto por ação.

Tipos de registro de ação

A ação pode ser

Registrada: são as ações de identificação com seus donos. A identificação dos proprietários ocorre pela identificação através do livro de Ações Registradas ou declaração enviada pelo custodiante.

Livro de entrada (book-entry): Caracteriza-se por ser depositado em uma instituição financeira depositária, na qual os valores são lançados no acionista de débito ou crédito.

Suporte: Vem sem identificar propriedade; pertence a quem apresenta as ações.

Liquidez das ações na Bolsa de Valores

Diferentes tipos de ações tem diferentes tipos de liquidez:

Blue Chips

As ações que estão incluídas no índice Bovespa (IBOVESPA) são normalmente consideradas de primeira linha. As ações denominadas blue chips, large caps ou 1ª linha referem-se àquelas com alta qualidade percebida, liquidez e ganhos.

Os principais atributos deste tipo de ação são:

  • Crescimento sólido
  • Geração de renda e lucro
  • Gestão eficiente
  • Um bom relacionamento com o mercado
  • Geração de lucros para acionistas (dividendos, prêmios, etc)

Às vezes, elas são definidas simplesmente como empresas com alto valor de mercado.

Middle caps ou ações de 2ª linha

Envolve empresas de grande e médio porte de boa qualidade. Elas têm as seguintes características:

Menos liquidez

O retorno pode ser um bom lucro ou uma perda monumental

Em geral, refere-se ao grupo de ações bem consideradas pelos investidores, mas não incluídas naquelas mais negociadas.

Small caps ou 3ª linha

São aquelas ações com pouca liquidez, em geral pequenas ou médias empresas cujas ações não são regularmente negociadas.

Normalmente, elas não atraem grande interesse dos investidores, pois são ações de empresas com menor estatura financeira.

Segmentos de listagem para as ações

Quais são os níveis de governança corporativa e para que servem?

São o conjunto de regras e práticas de conduta para empresas, seus gestores e controladores, visando minimizar os potenciais conflitos de interesses entre eles, fator importante para uma boa valorização do estoque e outros ativos emitidos pela empresa.

Atualmente, existem 5 segmentos especiais de listagem. Ressalte-se que a adoção dos princípios é voluntária e sua classificação depende do grau de comprometimento assumido com a BM & FBovespa de acordo com cada segmento.

As sociedades do Nível 1 comprometem-se a melhorar os métodos de divulgação ao mercado e a dispersar suas ações entre o maior número possível de acionistas.

Para ser classificada como Companhia Nível 2, a companhia e seus acionistas controladores devem adotar e observar uma gama muito mais ampla de práticas de governança corporativa e direitos de acionistas minoritários.

A principal novidade do Novo Mercado diz respeito ao capital social, que deve ser representado exclusivamente por ações ordinárias (ações votantes).

As empresas listadas no Bovespa Mais tendem a atrair investidores que enxergam potencial de desenvolvimento mais acentuado no negócio. As ofertas de ações podem ser direcionadas para investidores selecionados que tendem a ver o retorno como uma questão de médio a longo prazo.

O segmento Bovespa Mais Nível 2 permite que a companhia seja listada, com ações preferenciais e ordinárias admitidas à negociação, sem que haja uma oferta, uma vez que a empresa tem até sete anos para realizar o IPO. Isso é ideal para empresas que desejam acessar o mercado gradualmente.

Ficou alguma dúvida sobre os diferentes tipos de ações? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)