Como solicitar o seguro de vida de um falecido?

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

O seguro de vida garante aos familiares de um falecido que estes obtenham uma  seguridade financeira após a ida daquela que provia os recursos para a família. Quem faz o seguro, deve saber também como solicitar os recursos deste quando a pessoa venha a falecer. Apesar de ser algo que todos nós queremos evitar, é importante compreender como resgatar um seguro de vida.

Publicidade

Publicidade

Quais os documentos que preciso para fazer o resgate do seguro de vida?

De acordo com o tipo de morte, pode haver uma diferença de documentos necessários para aviso de sinistro. Os documentos abaixo são aqueles padrões para todo tipo de resgate de seguro de vida:

Publicidade

Publicidade

Seguro de vida

O seguro é importante para garantir à todos os familiares um sustento quando o imprevisto do falecimento ocorrer. (Foto: segurosdevidaperu.blogspot.com)

Publicidade

Custos de velório, internação, reembolso de despesas e outros devem ser sempre comprovados através de documentos fiscais e devem ser cobertos pela apólice do seguro, no contrato. Mesmo assim, vale guardar todos os custos que apareçam antes, durante e após o enterro do cônjuge para acionar ou não o seguro em alguns casos.

Publicidade

Como solicitar o seguro de vida de um falecido?

A apólice do seguro de videa é o instrumento do contrato de seguro pelo qual o segurado saberá em quais situações o seguro pode ser acionado. A apólice contém as cláusulas e condições gerais, especiais e particulares dos contratos e as coberturas especiais e anexos.

De acordo com a seguradora, você pode acionar todo o processo pela internet ou telefone. Caso não queira lidar com a documentação e burocracia, você pode contratar os serviços de um despachante, o que não recomendamos. Vale a pena gastar um pouco de tempo na obtenção dos documentos e em conversas com a seguradora até conseguir então resgatar seu dinheiro e assim, poder poupar sua família das dificuldades financeiras que possam surgir.

Publicidade

Publicidade

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Publicidade

Publicidade

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário