Quando você parcela a fatura do seu cartão, já está pagando juros altíssimos pelo parcelamento. Agora, imagine que algo aconteça com você durante o prazo pelo qual você parcelou sua fatura. Digamos que um acidente que deixou impossibilitado de trabalhar, ou até cause seu óbito. Ou você acaba perdendo seu emprego nesse meio tempo. O que irá então acontecer com sua dívida? E sua família, como fica?

O que acontece com suas dívidas depois que você fica incapacitado para pagá-las?

No caso de óbito, que é o pior caso possível, seus herdeiros legais acabam responsáveis por assumir todas as dívidas do falecido. No caso de invalidez ou perda do emprego, acaba que a responsabilidade das dívidas é dividida entre os membros da família. Isso significa custos extras mas sem o ganho extra proporcionado pelo salário da pessoa incapacitada para pagar.

E como proteger minha família e herdeiros dessa dívida?

Quem tem um seguro de vida deve já saber que em uma das cláusulas da apólice, o dinheiro só será entregue à família após o pagamento das dívidas do contratante do seguro. Isso também inclui qualquer dívida de faturas de cartões de crédito, financiamentos, empréstimos, entre outros. Existem também seguros financeiros e de invalidez, que podem ser apólices separadas ou partes integrantes de um seguro de vida, garantindo uma renda fixa mensal caso a pessoa fique desempregada ou sofra um acidente ou tenha algum problema de saúde que a impossibilite de trabalhar.

Para pessoas que não fazem uma apólice de seguros, elas precisam fazer seguros separados para protegerem suas famílias de eventuais dívidas. E é aí que entra o parcelamento da fatura com seguro.

O que é o parcelamento da fatura do cartão com seguro?

Ao contratar o seguro do parcelamento de fatura do seu cartão, você garante que haverá o pagamento total do financiamento da fatura do seu cartão de crédito caso ocorra uma fatalidade, tais como:

  • Desemprego involuntário (sem justa causa);
  • Incapacidade total por acidente ou doença;
  • Falecimento ou invalidez permanente.

O valor que o seguro cobre é o total dos valores das parcelas que estão para vencer e que ainda não foram pagar. Assim, sua família estará protegida de eventuais problemas financeiros que uma emergência não esperada possa causar.

Quem precisa do seguro para financiamento da fatura do cartão?

Quem não tem um seguro de vida compreensivo, um seguro financeiro ou para invalidez total/parcial e precisa proteger financeiramente seus herdeiros pode optar por este seguro que, geralmente, tem um valor bem barato em relação a uma apólice de seguros mais completa. Porém, se você tiver um melhor planejamento financeiro, sabe que a melhor opção é pagar a fatura com o dinheiro de um empréstimo, já que são menores juros a serem pagos e você passa a economizar uma boa quantia em dinheiro.

Resumindo, o financiamento da fatura do seu cartão deve ser sua última escolha na hora de fazer o pagamento da fatura. Caso você não tenha acesso a linhas de empréstimo com juros melhores que do cartão de crédito o financiamento da fatura do cartão é sua única (e mais triste) opção.

Além de ser a última opção, reforçamos: o seguro do parcelamento da fatura do cartão é redundante para quem já tem um seguro de vida, financeiro ou de invalidez total/parcial, sendo apenas um custo extra. Porém, pode compensar, pois aí os valores das parcelas a vencerem não serão descontados dos seguros.

Cuidados com os seguros de cartões

Lembre sempre que o gerente e o vendedor de seguro tentarão de tudo para te convencer que o seguro é necessário. Faça seu dever de casa e não se deixe convencido pela fala dos vendedores! (Foto: myturnstone.com)

Cuidados ao contratar o seguro do financiamento da fatura do cartão de crédito

Alguns cuidados são necessários na hora de contratar o seguro do financiamento da fatura do cartão.

Carência, franquia e cobertura do seguro

Você precisa tomar cuidado com os períodos de carência e a franquia do seguro para que não seja surpreendido. Geralmente no caso do seguro de parcelamento da fatura, o período de carência geralmente é de 30 dias (com exceções) e a cobertura dura até o pagamento da última parcela do financiamento.

No caso de seguros para perda involuntária de emprego ou incapacidade total e temporária, o seguro geralmente  prevê um tempo mínimo de afastamento de sua atividade profissional (liberal ou autônomo) ou de desemprego no caso de profissional CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Tal período é denominado de franquia.

Cobertura por incapacidade temporária

Deve ser comprovada por meio de Guia de Recolhimento de Contribuição Individual pelo profissional liberal ou autônomo por 12 meses consecutivos ou cópia da Guia do Recolhimento do Imposto Sobre Serviços carimbada e assinada pelo pagamentos dos 12 meses anteriores ao afastamento. É uma carência de 30 dias geralmente, salvo em casos de acidentes, quando não há carência.

Cobertura por invalidez permanente total por acidente

Acontece quando há impossibilidade funcional definitiva, total. Pode ser definida pela perda de ambos os membros ou órgãos em lesão física causada por acidente conforme tabela disponibilizada pela seguradora. Não há carência para este tipo de cobertura também.

Cobertura por incapacidade total e temporária e por acidente

Cobre o saldo devedor do financiamento do parcelamento de fatura. Deve ser comprovada por meio de Guia de Recolhimento de Contribuição Individual pelo profissional liberal ou autônomo por 12 meses consecutivos ou cópia da Guia do Recolhimento do Imposto Sobre Serviços carimbada e assinada pelo pagamentos dos 12 meses anteriores ao afastamento. É uma carência de 30 dias geralmente, salvo em casos de acidentes, quando não há carência. No caso de acidente, não há carência.

Cobertura por morte

No caso de falecimento do contratante, não há carência também para este tipo de cobertura.

Acionamento do seguro

Tenha em mãos sempre todos os telefones e formas de contato da sua seguradora. Geralmente os telefones estão disponíveis pelo seu banco ou instituição financeira, que é muitas vezes a própria seguradora.

Exclusões e restrições do seguro

Antes de confirmar a contratação, verifique as restrições e exclusões do contrato. Alguns casos aos quais você está mais vulnerável a passar ou de acordo com seu tipo de vínculo profissional podem resultar na não cobertura pelo seguro.

Viagens internacionais

Caso você esteja viajando ao exterior quando alguma fatalidade acontecer, alguns seguros não fazem coberturas fora do território nacional. Verifique com seu seguro antes de qualquer viagem.

Como contratar o seguro do parcelamento da fatura do cartão?

Entre em contato com seu banco para fazer a contratação no momento em que você for financiar sua fatura, lembrando que esta deve ser sua última opção. Geralmente será cobrada uma porcentagem das parcelas do financiamento da fatura como custos para o seguro. Converse com seu gerente ou com a Central de Atendimento do seu cartão de crédito para esclarecer mais dúvidas. Ou deixe suas perguntas nos comentários abaixo. Lembre sempre que estamos aqui para ajudar!

2 comentários para “Parcelamento da fatura do cartão com seguro – Como funciona?”

  1. Raquel

    Infelizmente, tive que optar pela ultima opção fiz o parcelamento da minha fatura, depois arrependi, liguei para tentar quebrar o contrato não teve jeito, aí fui ver a bobeira que tinha feito… Enfim não adianta reclamar agora, já está feito.
    Quero uma opinião, nesse caso é interessante pagar seguro caso eu fique desempregada?

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Sim, Raquel. E dá pra reverter sim: é só pedir para quitar a fatura. Eles tem que remover os juros, e calcular o valor presente da fatura, com os juros apenas das parcelas já pagas e do total a ser pago, não de cada parcela.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)