Você pode ter tido uma razão muito boa para gerar dívidas de altos juros no cartão de crédito. Talvez você teve que fazer algumas compras inesperadas de grandes valores, perdeu um emprego ou sofreu com uma doença. Mas, independentemente da causa, livrar-se dessa dívida deve ser sua principal prioridade financeira. Você precisa de um plano de ação para ajudá-lo a trabalhar na redução e eventual eliminação do que você deve, pois a dívida no cartão de crédito pode acabar com sua vida financeira. Mas como lidar com a dívida no cartão de crédito? 5 passos vão te auxiliar nesse processo antes que seja tarde demais e a dívida acaba com suas economias.

Para a divida no cartão de crédito um cartão por vez

Se você estiver pagando ou financiando vários cartões, será uma tarefa de longo prazo acabar com essas dívidas. Então, se dê um impulso de gratificação instantânea desde o início. Pense em qual meta financeira de curto prazo te faz sentir como se estivesse fazendo progressos significativos na redução da dívida? Se a sua resposta for “Quer ter um cartão totalmente pago”, então jogue o máximo de dinheiro que puder para o cartão com o saldo mais baixo primeiro. Faça isso, mesmo que você precise pagar apenas o mínimo em seus outros cartões, enquanto isso. Se a sua resposta for “Pagar menos juros”, então o método provado como mais eficiente é pagar o cartão que tem a taxa de juros mais alta primeiro ou pegar um empréstimo para quitar os cartões, usando assim um capital que cobra menos juros (empréstimo pessoal) para pagar uma dívida que cobraria juros absurdos (cartão de crédito).

Negociar os juros dos cartões de crédito

Muitas vezes, um simples telefonema para seu banco é tudo o que precisa para obter uma taxa reduzida, desde que você tenha um bom histórico de crédito e você é um cliente de longo prazo que faz pagamentos dentro do prazo. Você pode ter uma redução nos juros dos cartões, ou até uma redução nos juros de empréstimos para pagar os cartões, o que pode se somar em centenas de reais poupados. Se você recebeu uma oferta de juros mais baixos de um concorrente, informe o seu banco e pense na portabilidade de crédito. Há uma chance de que seu banco atual tente cobrir a oferta antes de você utilizar a portabilidade da sua dívida para outra instituição.

Pagando dívidas

Uma boa gestão da dívida do cartão de crédito garante uma vida financeira mais tranquila e equilibrada. (Foto: divulgação)

Use a portabilidade para o cartão de crédito

É tentador mover um saldo de um cartão com uma alta taxa de juros para um cartão com uma substancialmente menor. E, potencialmente, isso é uma jogada inteligente; onde você pode economizar muito dinheiro todo ano. Mas tenha cuidado, pois você deve transferir um saldo somente se estiver empenhado em pagar a dívida dentro de uma janela introdutória de baixa taxa de juros. Essa janela é uma promoção que os cartões geralmente fazem para atrair clientes, e geralmente dura 12 a 18 meses após o encerramento do primeiro ciclo de cobrança. Faça pagamentos mensais em dia. Caso contrário, sua taxa poderá disparar, possivelmente acabando acima da que você acabou de se livrar. Importante é que você também deve evitar fazer compras com o novo cartão, pois às vezes a baixa taxa de juros não se aplica às novas compras. Faça a portabilidade com inteligência, e se planeje para quitar o saldo do cartão o mais rápido possível.

Busque um empréstimo pessoal para pagar os cartões de crédito

Em um mundo ideal, você pagaria o seu cartão de crédito na íntegra e ficaria livre de dívidas Mas se você não pode fazer isso, considere um empréstimo pessoal para pagar a dívida do seu cartão de crédito. Use essa opção apenas e somente se você já tem um orçamento pessoal bem definido e se você tem um plano bem claro para pagar o seu cartão de crédito. Use também apenas se você ver que terá de financiar o seu cartão, o que, praticamente sempre, é uma péssima opção devido aos altos juros. Todo o cuidado é pouco nesse momento.

Use uma estratégia definida para pagar sua dívida do cartão de crédito

Os emissores de cartões normalmente cobram juros diariamente. Então, quanto mais cedo você fizer um pagamento, mais rápido o seu saldo médio diário será reduzido, o que se traduz em menos juros. Se você estiver em um orçamento apertado, vá em frente e pague o mínimo em todos os cartões menos em um deles, o de maior juros. Nesse cartão, você começa a pagar um pouco mais todos os meses, até quitar completamente sua dívida. Essa é a estratégia chamada avalanche. O inverso também é possível, começando pelo cartão com menores juros  primeiro, na estratégia chamada bola de neve. Tenha um orçamento em mãos com seus planos de economia e corte de gastos para quitar suas dívidas, no entanto.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)